MCdH – Capítulo 21

Reunião

 

A pequena sala tinha um vazamento no teto, e as janelas estavam trancadas, fazendo com que a umidade penetrasse nas paredes e um forte cheiro apodrecido de mofo que enchia o quarto. Estava desconfortável. Chen Ge entrou no quarto para dar uma olhada mais de perto nas tábuas de madeira que trancavam as janelas. Elas pareciam surpreendentemente novas, sugerindo que eram uma adição recente.

Este é apenas um quarto comum.

Os móveis arruinados haviam sido removidos, basicamente não havia nada à vista, como se fosse um deserto.

Então, novamente, anos se passaram. Mesmo se houvesse provas, não teria sido preservado por tanto tempo.

Chen Ge saiu do quarto e seguiu pelo corredor escuro. A maioria dos quartos estava vazio. O corredor estava cheio de lixo e parafernália abandonada, dificultando sua procura.

O lixo de uma pessoa pode refletir seu estilo de vida e atitude, talvez essa pilha de lixo forneça as pistas de que preciso.

Depois de definir um novo objetivo, Chen Ge arrastou-se pelo lixo, apesar do cheiro repugnante. Cerca de uma hora depois, ele chegou a algumas descobertas interessantes.

Por que existem tantas bonecas? Não há crianças entre as pessoas que tenho visto, então, a quem elas pertencem?

Chen Ge passou outra hora vasculhando o lixo e acabou com quatro bonecas de pano. Submersos sob o mar de lixo, as quatro bonecas de pano não teriam capturado a atenção de Chen Ge, se não fosse pelo fato de ele ser um projetista de brinquedo.

As quatro bonecas provavelmente já haviam sido deixadas lá por algum tempo, porque estavam cobertas de manchas sujas e o mofo infestara certas partes. Os brinquedos eram tão frágeis que, se Chen Ge não fosse cuidadoso, poderia facilmente arrancar pedaços de lã suja.

Chen Ge estudou-as de perto e percebeu que, embora as bonecas fossem todos de tipos diferentes, eles vieram do mesmo fabricante.

Será que os brinquedos foram deixados para trás pelos ex-inquilinos dos Apartamentos Ping An?

No entanto, Chen Ge logo vetou essa possibilidade. A baixa possibilidade de uma família com crianças se mudar para um apartamento decadente como este, mesmo que houvesse uma, era improvável que uma família tivesse quatro bonecas ao mesmo tempo, afinal, elas vieram do mesmo fabricante. Além disso, com base no design e estilo, elas foram fabricadas há vários anos.

O mercado de brinquedos atualiza-se constantemente. Antes de assumir a Casa Assombrada, Chen Ge tinha trabalhado em uma empresa de brinquedos, então ele sabia uma coisa ou outra sobre esse tipo mercado.

Se as bonecas não foram deixadas para trás pelos novos inquilinos, então é possível que elas pertenciam aos inquilinos originais dos Apartamentos Fu An.

Especulou Chen Ge.

O dono original do apartamento tinha duas filhas, por isso, se não me engano, estas devem pertencer a elas. No entanto, se isso fosse verdade, outra pergunta precisava ser respondida. Este lugar foi quase completamente arruinado pelo fogo, então como essas quatro bonecas sobreviveram?

É uma coincidência ou… alguém de propósito as manteve em um lugar que estaria a salvo do fogo?

Chen Ge sentiu como se estivesse no caminho certo.

A única pessoa que poderia fazer isso… é o próprio assassino! Mas por que o assassino arriscaria a sua vida, ou suas vidas se for mais de um, para proteger essas quatro bonecas? Esses itens são tão importantes assim?

O zíper na parte de trás da boneca estava todo enferrujado, então Chen Ge abriu o tecido diretamente. Entre o algodão, ele descobriu um cartão. Ele se encaixou perfeitamente na palma da mão dele. Era uma carta de amor. A ação foi tão brega que Chen Ge ficou sem graça em nome da pessoa.

Colocando um “cartão de amor” dentro de uma boneca? Deus, isso com certeza é brega!

Se este era o assassino, então ele era definitivamente um homem tímido e reservado. Ele não teve a coragem de confessar pessoalmente, então presenteou a garota com a boneca, esperando que ela descobrisse o segredo que estava escondido dentro dela.

Compelido pela curiosidade, Chen Ge abriu duas outras bonecas. Cada uma delas continha um cartão e o conteúdo era quase semelhante ao primeiro.

No entanto, quando ele abriu a última boneca, um arrepio percorreu sua espinha.
Em vez de outro cartão de amor, o algodão estava cheio de pedaços de papel e, se colocados juntos, estava escrito:

“VÁ PARA O INFERNO!!!”

As confissões de amor por algum motivo se transformaram em maldições. O que aconteceu no meio, Chen Ge não havia como saber.

Todos deveriam ter sido deixados para trás pelo assassino, então são provas cruciais. Ele pegou vários pedaços de papel e os enfiou no bolso. Quando ele estava prestes a entrar mais fundo na casa, a luz ativada por som na escada de repente se acendeu!

{Uma musiquinha para acompanhar esse momento.}

Merda! Alguém está vindo!

Desesperado para escapar, Chen Ge desligou a lanterna do telefone, pegou as bonecas e correu para o quarto de hóspedes que estava mais perto dele. Prendendo a respiração, Chen Ge se escondeu atrás da porta e olhou para o que estava acontecendo através da fenda entre a porta e a parede.

O som de passos ficou mais claro e a conversa entre um homem e uma mulher subiu as escadas.

— Temos que mudar essa coisa de lugar em breve, não podemos mais atrasar.

— O novo inquilino já foi até o terceiro andar. Felizmente, ele voltou pela escada ou então ele teria me visto.

— Eu sei, tem havido mais e mais pessoas novas vindo aqui recentemente, nós temos que lidar com isso o mais rápido possível.

— Concordo.

— Informe a todos, e diga-lhes para estarem preparados. Vamos cavar esta noite e enterrá-la nas colinas.

A pessoa carregava uma lamparina a óleo à moda antiga e, com a ajuda da luz, Chen Ge conseguiu ver que as duas pessoas que falavam eram o senhorio e a mulher do primeiro andar.

Por que eles subiram ao terceiro andar no meio da noite?

Chen Ge empurrou-se contra a parede para garantir que eles não o veriam.
Não muito tempo depois, o cara tatuado e o homem gordo que ele havia visto mais cedo subiram as escadas. Eles estavam todos enrolados em roupas pretas e carregavam equipamentos como fios, um saco de artilheiro e cutelos.

O que eles estão fazendo?

O pequeno grupo estava no corredor, e parecia que eles estavam no meio de uma discussão.

O homem gordo, que estava andando atrás, estava de cabeça baixa enquanto reclamava:

— Nós realmente temos que fazer isso? Se nós cavarmos, nossas impressões digitais serão facilmente deixadas para trás, as coisas serão incrivelmente difíceis de explicar então.

— E você acha que é fácil explicar agora?

O senhorio olhou para o homem gordo.

— Pare de reclamar e comece a se mexer.

— Acho que devemos chamar a polícia.

O homem gordo ficou onde estava.

O cara tatuado se aproximou para agarrar o colarinho do homem, sibilando em seu rosto:

— Você perdeu a cabeça? Você quer morrer tanto assim? Se envolvermos a polícia, seremos os principais suspeitos! Durante a investigação, seu incidente de bater e correr e a nossa ocupação ilegal da propriedade do velho serão todos expostos!

— Querido, acalme-se.

A mulher se aproximou para colocar a mão no braço do cara tatuado.

— Estamos todos no mesmo barco, então ao invés de nos virarmos um contra o outro, é melhor nos movermos.

— Nenhum de nós tem ficha limpa, e não foi fácil para nós finalmente nos encontrarmos em um covil confortável. Se algum de vocês se atrever a ter outras ideias, é melhor tomar cuidado.

O senhorio jogou o martelo de ferro nas mãos do homem gordo.

— Fique com o primeiro turno.

— Eu?

O suor cobria a testa do homem gordo. Seu rosto empalideceu quando arrastou o martelo pelo chão.

Quanto mais observava, mais Chen Ge sentia que algo estava errado.

O que eles estão planejando desenterrar?

O gordo caminhou até a parte mais funda da escada. Ele moveu o lixo para o lado e, sob o escrutínio cuidadoso dos outros inquilinos, abriu a cortina que estava originalmente escondida atrás da montanha de lixo.

Era uma parede de cimento fortificada e dentro da parede havia o corpo de uma mulher de costas para o grupo.

Social 777
Programador, Desenvolvedor, Gamer sem Tempo, Tradutor Inexperiente, Estudante, Leitor Avido e Quase noivo da mulher mais incrível desse mundo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!