MCdH – Capítulo 42

Capítulo 42: Sessenta Segundos

Dentro do banheiro escuro, Chen Ge sentou-se sozinho dentro da banheira. Ele inspirou e expirou, circulando o ar dentro de seus pulmões. O telefone preto estava marcando precisamente 3:42 da manhã. Ele só tinha uma chance, então ele tinha que ter cuidado.

O banheiro estava silencioso e ele não conseguia ouvir nada do lado de fora, no corredor. Parecia que o monstro no espelho não estava por perto.

O tempo passou. Chen Ge colocou o relógio eletrônico que ele tinha trazido propositadamente para esta ocasião do seu lado. Quando os dígitos mudaram para 3h43, ele ajustou seu foco e começou a respirar lentamente.

Quando a luz da vela cintilou, Chen Ge lentamente submergiu seu corpo na água. Seus olhos estavam colados no relógio eletrônico, ele nunca tinha estado tão focado em sua vida antes. Quando o dígito mudou novamente, Chen Ge submergiu pela superfície da água sem hesitação.

Finalmente é 3:44 da manhã!

A água gelada o inundou de todos os lados. Submergindo-se em uma banheira quase cheia de água no meio da noite, a experiência era única, para dizer o mínimo.
A água entorpeceu seus sentidos, e parecia que não havia nada além da escuridão e que ele ia cair lentamente no abismo, o único som que ele ouvia era as batidas do seu coração, além disso era o completo silencio. A água gelada entorpeceu cada receptor sensorial do corpo dele.

Deitado dentro da banheira, Chen Ge abandonou todos os pensamentos enquanto ouvia o seu batimento cardíaco e começava a contagem regressiva.

Sessenta segundos, eu só preciso segurar por sessenta segundos.

Esta foi a primeira vez em que ele fez algo desse tipo. A superfície da água parecia se fundir com a escuridão. A luz da vela, que estava iluminando, se afastava de Chen Ge cada vez mais, como se estivesse caindo lentamente em um oceano.

Um, dois…

Após os primeiros dez segundos, o tempo pareceu ter diminuído. A água tentou engolir até mesmo o batimento cardíaco dele. Tudo o que ele podia ver era escuridão. Chen Ge repetiu os nomes de seus pais em seu coração e manteve sua postura com as duas mãos segurando os cutelos e não permitindo que seu corpo boiasse.

O oxigênio em seus pulmões estava se esgotando rapidamente. Chen Ge estava começando a se sentir desconfortável, como se algo pesado estivesse pressionando seu corpo.

Quinze, dezesseis…

Toda vez que seu coração bombeava, esgotava o oxigênio dentro de seus pulmões. Como seu coração desacelerou, o mesmo aconteceu com o tempo, cada segundo parecia uma eternidade. A sensação de desconforto se intensificou. Parecia que um par de mãos estava pressionando seu pescoço, apertando-o lentamente.

Chen Ge abriu os olhos, mas debaixo daquela água, ele não conseguia ver nada. Parecia que ele tinha viajado para outro mundo e estava preso nele. Três ou quatro segundos depois, seu rosto ficou surpreendentemente branco.

Quanto tempo passou? Deve acabar logo, certo?

De repente, houve uma onda violenta que cruzou a superfície, e um som estranho atravessou aquele pesado silêncio. O som parecia vir do corredor. Chen Ge não tinha ideia de como ele conseguia ouvi-lo tão claramente… talvez fosse algo feito de propósito para distrair seu foco.

Passos, alguém está andando lá fora no corredor?

Seu batimento cardíaco, que havia diminuído, começou a disparar e seu corpo ficou tenso involuntariamente.

Provavelmente é o monstro do espelho. Espero que os bonecos consigam aguentar mais trinta segundos para eu terminar a missão!

Seu cérebro desacelerou, e ele começou a escutar um zumbido em seus ouvidos. Chen Ge não estava indo tão bem, e os passos no corredor só pioraram a situação. Ele tentou o seu melhor para se concentrar e continuou a repetir os nomes de seus pais em seu coração enquanto voltava a contar os seus batimentos cardíacos.

Vinte e oito, vinte e nove…

Chen Ge foi incapaz de dizer se era a água que havia distorcido o som, mas ele jurava que os passos haviam começaram a acelerar, como se alguma coisa estivesse tentando entrar desesperadamente no banheiro.

Vários segundos depois, Chen Ge sentiu como se um pedregulho pesado estivesse caindo em cima de seu peito. Os vasos sanguíneos em seu pescoço começaram a pulsar. Seus membros estavam ficando fracos com o frio. Seus pensamentos estavam ficando mais lentos, e apenas a determinação de Chen Ge estava fazendo com que ele se segurasse.

BANG! BANG! BANG!

Algo bateu na porta do banheiro sem aviso prévio. Chen Ge sentiu seu coração ficar acelerado, a coisa do lado de fora da porta havia perdido a paciência!

O adversário desistiu depois de bater na porta mais algumas vezes. Talvez fosse a boneca atrás da porta que salvou Chen Ge novamente. O silêncio retornou ao quarto. Tudo voltou ao normal, ou tão normal quanto poderia estar considerando as circunstâncias. Normalmente, Chen Ge podia prender a respiração facilmente por um minuto, mas os passos no corredor e as batidas na porta havia quebrado sua compostura. O grau de consumo de oxigênio aumenta quando um animal está em perigo.

Ele sabia que estava chegando ao seu limite. O último sopro de oxigênio dentro de seus pulmões havia sido esgotado. Cada segundo era um tormento.

Trinta e nove, quarenta…

Quando ele contou até quarenta, o cérebro de Chen Ge começou a “desligar”. Ele havia perdido a capacidade de manter a contagem regressiva. Se ele permitisse que o pequeno foco que ainda possuía se desvanecesse, Chen Ge tinha certeza de que se afogaria. A sensação de asfixia apagou seus pensamentos, e tudo o que permaneceu em sua cabeça foram suas memórias de infância com seus pais.

Uma veia pulsava fracamente no pescoço de Chen Ge, e as mãos que seguravam os cutelos começaram a relaxar. Ele sentiu-se à deriva em direção à borda da morte, e foi neste momento em que ele realmente compreendeu o significado dessa sentença dentro da descrição da missão.

Permitir que você contorne a linha entre os vivos e os mortos, dando-lhe a oportunidade de ver aqueles que infelizmente faleceram.

O que realmente significava era que, à medida que a noite se transformava em dia, os que estavam à beira da morte podiam vislumbrar o outro mundo!

Chen Ge olhou sem piscar para a superfície da água. Suas pupilas estavam dilatadas e parecia que ele estava se afastando da superfície. No entanto, ele não conseguia ver nada nem ninguém além da escuridão, uma escuridão que era tão silenciosa e cheia de um imenso desespero.

E a sensação de ter um pulmão sendo espremido por uma mão invisível era uma sensação que não podia ser expressa em palavras.

Não, se isso continuar, vou realmente morrer nessa banheira.

Ele acreditava que já havia sobrevivido meio minuto e que as pessoas que Chen Ge queria ver não apareceram. Ele havia perdido a esperança, ou melhor, estava feliz porque seus pais não aparecerem, isso significava que eles ainda estavam vivos.

Seus braços tocaram a superfície fria do fundo da banheira. Usando o último vestígio de racionalidade, Chen Ge decidiu que era hora de desistir. Seus braços juntaram o resquício de força para se empurrar para fora da água, mas foi nesse momento que Chen Ge sentiu que algo estava errado!

Algo estava pressionando sua cabeça, impedindo-o de chegar à superfície. Suas pupilas dilatadas se concentraram em um ponto quando Chen Ge olhou para cima, mas não havia nada lá!

As bonecas selaram a porta e a área ao redor da banheira, o monstro do espelho não deveria ter sido capaz de entrar, então quem estava por trás disso?

Mais veias começaram a aparecer no pescoço de Chen Ge, seu rosto estava praticamente sem vida. No último minuto, ele usou o último traço de energia em seu corpo para agarrar o cutelo e agitá-lo acima de sua cabeça.

O prolongado período de privação de oxigênio levou seu corpo e espírito ao limite, como uma corda esticada, eles poderiam quebrar a qualquer momento.

O cutelo cortou a superfície, fazendo a água espirrar por toda parte. Chen Ge sentiu como se tivesse feito contato com alguma coisa, e ouviu um estalo nítido ao lado de suas orelhas antes que a força misteriosa acima de sua cabeça desaparecesse de repente.

Sem entraves, Chen Ge sentou-se imediatamente na banheira, ofegando por ar quando finalmente conseguiu quebrar a superfície da água!

Social 777
Programador, Desenvolvedor, Gamer sem Tempo, Tradutor Inexperiente, Estudante, Leitor Avido e Quase noivo da mulher mais incrível desse mundo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!