PA – Capítulo 61

Eu Ainda não Posso ir Embora

 

 

A noite chegou.

Sob a luz do holofote, o Oásis estava muito diferente das noites anteriores. A tensão pairava no ar. Além das poucas equipes importantes que tinham que cumprir suas tarefas habituais, a maioria dos outros membros se agrupava de dois ou três, compartilhando uma única lanterna. Todos procuravam vestígios das duas traidoras.

Já tinham se passado sete horas desde que os degenerados tinha aparecido, mas ainda não tinham encontrado Sanji e a Marcie. Quer fosse a cantina, o salão principal ou a sala de tratamento de água… onde quer que houvesse um alto-falante, as pessoas podiam ouvir a transmissão em andamento.

Naquele momento, uma voz feminina trêmula podia ser ouvida:

— Como administradora do prédio, eu rapidamente as segui quando percebi que tinha algo errado… Mas, eu nunca imaginei que elas fossem tão loucas! Elas realmente conspiraram com os degenerados e os trouxeram aqui para nos matar…

Era a voz da Yu.

Depois da testemunha ocular relatar o que aconteceu, a imponente voz masculina que não demonstrava emoção soou novamente:

— Se a Yu não nos avisasse a tempo, o número de vítimas definitivamente teria sido maior do que 210. Nós as abrigamos cheios de boa vontade, mas elas nos traíram. Devem ser punidas por seu ato insensato!

Mesmo sabendo que a pessoa no alto-falante não poderia ouvir a resposta deles, muitas pessoas ergueram seus braços e gritaram calorosamente.

— Eles merecem ser condenados à morte!

— Temos que vingar a morte das pessoas!

O Oásis foi instantaneamente preenchido por repetidas ondas de fúria irracional de seus membros.

Uma voz alta e reconhecível juntou-se ao clamor das pessoas na equipe de manutenção elétrica, mas sua voz se fundiu com a da multidão até que ficasse indiscernível. Depois que Changzai gritou bravados similares junto com seus colegas, ele abaixou os braços e olhou em volta, se sentindo culpado. Ele suspirou aliviado por ninguém ter percebido.

Sua habilidade não funcionava em transmissões de rádio e tv, então ele não sabia se a Yu estava mentindo. No entanto, talvez devido à sua tendenciosidade porque a outra mulher tinha salvado sua vida, ele não conseguia se convencer de que a Sanji iria conspirar com degenerados para prejudicar as pessoas no Oásis. Infelizmente, era óbvio que ele tinha que manter essa opinião para si mesmo, especialmente na frente da multidão raivosa.

— Nosso trabalho para hoje está quase pronto! — gritou o chefe de equipe do grupo de manutenção elétrica. Levantando o braço ele continuou: — Em seguida, precisamos vasculhar cada centímetro do Oásis e encontrar essas duas traidoras!

Os membros de sua equipe rugiram de acordo. O barulho era tão alto que o teto tremeu um pouco. O líder trouxe uma caixa cheia de lanternas e baterias. Os membros fizeram fila para pegar as lanternas, mas o chefe fechou a caixa quando chegou a vez do Changzai.

— Eu me lembro… Você conhece aquela mulher com as bandagens! — O homem deu ao Changzai um olhar de soslaio. Changzai sentiu que os múltiplos olhares penetrantes por trás, que quase perfuravam sua camisa.

— E-eu, eu não sabia que ela era esse tipo de pessoa… — Ele nunca tinha mentido em toda a sua vida, seu rosto ficou vermelho. — Se eu soubesse…

O líder olhou para Changzai, mas se absteve de falar qualquer outra coisa porque Changzai geralmente era muito obediente. Ele empurrou a caixa para longe e olhou para as pessoas em pé atrás do Changzai. Seus olhos percorreram o grupo, e ele viu um homem com cabelo dividido ao meio se movendo para frente.

— Líder, eu irei com ele.

Era o pretendente que tinha dado a Dani aquela carta.

Changzai se virou e olhou para o homem. Mesmo que Changzai fosse uma pessoa honesta, ele sabia que o fato de ser o único no grupo que precisava de um parceiro significava alguma coisa. Ele se forçou a sorrir para seu colega e disse baixinho:

— Ok, ok. Vamos.

Sem outra palavra, o líder entregou a lanterna para Shi Li — o nome do homem com o cabelo dividido ao meio. Então, Shi saiu pela porta com Changzai caminhando silenciosamente ao seu lado, como se fosse um criminoso tentando reparar seus erros. Depois de andarem por um tempo, só viram algumas pessoas zelosas de outras equipes procurando da mesma maneira que eles, mas nem sinal da Sanji ou Marcie.

Todas as possíveis saídas do Oásis estavam sendo vigiadas pelos executivos e seus capangas, então todo mundo naquele lugar acreditava que as mulheres não conseguiriam escapar, mesmo se usassem armaduras robóticas tipo mecha. E isso ainda era mais válido porque todos os executivos, incluindo Jinfeng, tinham habilidades de combate poderosas.

Changzai se sentia dividido, ele nem se deu ao trabalho de falar com Shi. Ele não acreditava que Sanji tivesse trazido aqueles degenerados, então tinha esperanças que não fosse encontrá-la. Por outro lado, queria encontrá-la imediatamente para perguntar o que tinha acontecido. Os dois homens caminharam silenciosamente por alguns minutos. Inesperadamente, Shi de repente riu.

— Na verdade, você não é o único que conhece as duas. Eu também as conheço.

Changzai olhou para o outro cautelosamente, mas não sabia o que Shi estava tentando insinuar.

— Você não sabe sobre a Dani e eu? — Shi se virou para Changzai e deu-lhe um sorriso confiante. — Aquela mulher com ataduras é amiga da Dani, então eu encontrei com ela uma vez.

Changzai olhou para os olhos do homem e imediatamente deu um suspiro de alívio.

Certo. Este homem está dizendo a verdade. — Changzai não esperava encontrar alguém quase na mesma situação. Ele perguntou rapidamente:

— Então, você deve saber que Ji nunca faria algo assim. O que devemos fazer agora?

— Olha só, eu tenho uma ideia, — disse Shi sem nenhuma pitada de nervosismo. — A Dani não está com a equipe de manutenção das cisternas? Você pode pensar que existem muitos grupos de pessoas procurando pelas duas mulheres, mas poucas pessoas realmente foram procurar na área perto do grupo de manutenção das cisternas.

Changzai hesitou por um momento, refletindo cuidadosamente. Ele rapidamente entendeu as palavras do outro. Como a equipe de manutenção das cisternas era uma das equipes envolvidas nas operações essenciais do Oásis, os membros da equipe estavam de plantão até mesmo naquele dia. Ironicamente, justamente por isso os membros dos grupos de busca prestariam menos atenção a esse tipo de lugar, por haver muita movimentação lá. Da mesma forma, nenhum dos grupos de busca iria perturbar a equipe de manutenção dos geradores quando eles estavam trabalhando. Além disso, a equipe de manutenção das cisternas trabalhava sem parar…

Com o coração apertado, Changzai seguiu Shi para visitar a área de trabalho do time das cisternas, com medo e expectativa. Quando chegaram ao pátio onde ficavam as cisternas, tudo estava surpreendentemente silencioso. Não havia sequer uma única pessoa lá.

O holofote que estava acima da cisterna havia sido desligado e virado para o lado. O lugar só era iluminado pelas poucas lâmpadas pequenas nas paredes. As ferramentas daquela equipe estavam cuidadosamente colocadas em uma pilha. A cisterna havia sido escavada de forma rústica e colocada sob camadas e mais camadas de material de isolamento térmico. Usando sua única lanterna, os dois homens vasculharam o lugar sem conversar. Eles olharam em todos os esconderijos possíveis, mas não encontraram nada.

Depois de não receber resposta quando chamou suavemente as mulheres algumas vezes, Changzai se aproximou de um balde perto da cisterna. Ele sentiu um pouco de umidade no fundo do balde. Isso significava que o time das cisternas esteve mesmo de plantão, mas assim como sua própria equipe, eles deveriam ter terminado o trabalho mais cedo.

Ao que parece, a Ji não está aqui.

Changzai não conseguiu esconder sua decepção e suspirou internamente. Shi também ficou visivelmente desencorajado por sua busca fútil. Ele olhou para o Changzai e, enquanto se afastava do lugar, suspirou, perguntando:

— Onde é que você acha que elas poderiam se esconder? Como amigos, precisamos encontrá-las primeiro. Não podemos deixar que elas sejam capturadas por outras pessoas no Oásis.

A luz refletia nos óculos de Changzai. Ele ficou surpreso e estava prestes a falar quando ouviu um leve “rangido” atrás deles. Devido ao silêncio, os dois homens ouviram esse som com clareza. Não teriam ouvido se a transmissão ainda estivesse em andamento. Shi imediatamente se virou para olhar para trás e apontou a lanterna para o chão não muito longe deles.

A mancha amarela de luz varreu o pátio com urgência…

A tampa pesada do poço se moveu subitamente, sendo empurrada para cima algumas vezes antes de finalmente deslizar para o lado. Uma mão pálida foi posta na borda do poço, depois apareceu outra mão, e uma figura subiu gradualmente da cisterna…

Longos cabelos negros pairavam sobre a cabeça da mulher, cobrindo totalmente seu rosto. Suas roupas brancas estavam totalmente encharcadas. Ela deixou um rastro de água enquanto se arrastava para fora.

Shi estava tremendo, seu rosto ficou branco de medo quando viu aquela figura parecida com a Sadako[1]. Estranhamente, seus olhos se iluminaram ao mesmo tempo. Seu palpite estava certo, essas pessoas estavam realmente se escondendo ali! Sua voz estava em sua garganta quando de repente ele foi atingido violentamente por trás. Shi caiu no chão instantaneamente.

Changzai estava segurando um balde de metal enquanto ofegava pesadamente. Ele usou muita força. Sangue escorria lentamente da parte de trás da cabeça do Shi. Changzai usou o dedo e ansiosamente checou a respiração do outro homem. Descobrindo que ainda estava estável, o corpo de Changzai relaxou.

A “Sadako” hesitou por um momento, e então puxou o cabelo para a parte de trás da cabeça, revelando o rosto da Dani.

— Então, você não veio aqui sozinho? Por que você veio aqui com ele?

Changzai olhou para Dani, sorrindo secamente:

— Vamos esquecer esse assunto. Se esse cara não tivesse falado uma mentira, todas vocês teriam sido capturadas. De qualquer forma, como as coisas acabaram assim? Onde estão a Ji e a Marcie? O Oásis inteiro está procurando por vocês!

— Eu sei, e é por isso que nos escondemos. Se não tivéssemos ouvido sua voz, não saberíamos quando poderíamos sair. — Dani enxugou a água do rosto e gritou em direção ao poço: — Podem subir! É realmente ele.

Duas outras “Sadakos” encharcadas rapidamente saíram da cisterna. Uma delas tinha cabelos ruivos. Como Changzai era muito conservador, desejou poder remover seus olhos e guardá-los em seus bolsos. Abaixou a cabeça sem ousar olhar para as “gatas molhadas”mulheres. Com um rosto super vermelho, ele ouviu a explicação da Dani:

— Essas duas idiotas pensaram que poderiam se esconder nos aparelhos de ar-condicionado. Com aquela temperatura alta, se elas estivessem agachadas lá o dia inteiro, elas teriam conseguido uma insolação… Felizmente, eu conheço um esconderijo subterrâneo. Caso contrário, as pessoas as teriam encontrado há muito tempo.

As outras duas mulheres olharam para ela. Finalmente, Marcie não conseguiu se conter:

— Tecnicamente, o incidente de hoje foi causado por você… — Dani não foi afetada por suas palavras, já que sua expressão não mudou nem um pouco.

Sanji sentiu uma leve dor de cabeça e rapidamente mudou de assunto.

— Nós ouvimos a transmissão de dentro da cisterna. Quando estávamos nos escondendo, já discutimos sobre o assunto. Temos a certeza de que os degenerados estão morando no Oásis! Para esconder esse fato, eles impedem que qualquer pessoa saia de manhã! Descobrimos esse segredo, agora o Oásis está decidido a nos matar.

Changzai ficou chocado. Ele definitivamente sabia que o que a mulher falou era verdade, então sussurrou, alarmado:

— O que? Por que eles fariam isso? Temos que levar isso ao público!

— E como é que vamos fazer isso? Se nos mostrarmos, seremos capturadas imediatamente. Além disso, não sabemos o motivo por trás disso. Quem iria acreditar em nós? — Dani disse sem expressão enquanto mastigava um pedaço de chiclete que tirou do nada.

Sanji parou por um momento, antes de dizer de repente:

— Não é impossível. Podemos fazer um anúncio se formos ao escritório da professora Bai. Se quisermos descobrir por que eles estão abrigando os degenerados aqui, existe algum método melhor do que perguntar à pessoa mais importante neste lugar?

Todos ficaram em silêncio.

— Isso é cavar a própria cova, — murmurou Dani depois de algum tempo. — Nós podemos apenas sair do Oásis.

Sanji olhou para as próprias mãos. Ela cerrou os próprios punhos com tanta força que os nós dos dedos ficaram brancos.

— Francamente falando, não estou disposta a sair assim, — Sanji disse friamente. — Mesmo que eu não saiba por que eles iriam acolher esses degenerados, eles definitivamente não são bons. Os mais de 1000 membros do Oásis são todos inocentes. No entanto, eles são todos tão irritantes. Por que eu deveria simplesmente ir embora? Eu quero estapear a verdade na cara deles e provar que eu estou certa.

O grupo se entreolhou. Marcie foi a primeira a concordar com um aceno de cabeça:

— Eu concordo! Eu também preciso acertar as contas com Jinfeng.

— Eu realmente não tenho uma opinião forte sobre isso. Mas parece divertido. Contem comigo. — Dani acrescentou.

Changzai não vacilou, dizendo suavemente:

— Eu vou ajudar todas vocês. A Professora Bai mora naquele prédio. Há um executivo nas proximidades. Ele é chamado Hai Tianqing. Ouçam…

Todos sabiam que não tinham tempo a perder, e então cautelosamente deixaram o lugar onde estavam enquanto discutiam seu plano. Poucos minutos depois de suas figuras desaparecerem na escuridão, uma pessoa se levantou de uma área gramada. Não é tão fácil deixar uma pessoa inconsciente. Shi pressionou uma mão contra sua ferida e correu aos tropeços para fora do pátio. Quando saiu, quase colidiu com outro membro da equipe de busca. Quando a pessoa olhou para ele surpresa, ele gritou com voz rouca:

— Informe rapidamente os executivos! Eu encontrei os traidores! Eles estão indo em direção ao escritório da Professora Bai!

 

NT: [1] Sadako, do filme de terror “O Chamado”.

 

Berjkley
Analista de Sistemas, Game Developer, Mestre de RPG. Gosta de Doctor Who, Não gosta de Vampiros Purpurinados.

1 Comentário

  1. “Por que eu deveria simplesmente ir embora?”
    Pra viver.

    “Eu quero estapear a verdade na cara deles e provar que eu estou certa”
    Isso vai arrumar treta enquanto seu poder ainda é fraco.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!