RN – Capítulo 220

Vitória Estranha!

 

Fonte da Juventude!

O artefato exclusivo da Aliança dos Assassinos. Os membros do clã Bai podiam receber algumas fontes da Fonte da Juventude a cada ano, metade das quais eram oferecidas à Aliança de Magos do Sul.

A Fonte da Juventude não tinha muitos efeitos. Na verdade, só havia um: prolongar a vida de alguém.

Um fluxo da Fonte da Juventude poderia prolongar a vida de alguém por mais ou menos 30 anos. Os resultados diminuiriam rapidamente com o uso repetido.

Marvin trouxe Isabelle para a Aliança dos Assassinos para ver se ela poderia ser qualificada para se tornar uma dos Assassinos altamente respeitados, e então pensar em uma maneira de receber uma parte da Fonte da Juventude, mas agora, uma Fonte da Juventude foi colocada na frente de Marvin e ele não tinha nenhum motivo para recusar.

Essa coisa era um tesouro inestimável. Aqueles Magos à beira da morte estavam dispostos a gastar tudo o que tinham para obter uma Fonte da Juventude. Se não fosse pela força poderosa da Aliança dos Assassinos e sua proteção efetiva da Fonte da Juventude, o recurso natural desse lugar poderia já ter sido ocupado por alguns poderosos Magos.

Assim, até mesmo Marvin com toda a sua experiência não sabia onde ficava aquela Fonte da Juventude. Ele só sabia que havia uma busca em grande escala em sua vida anterior, [A Esgotada Fonte da Juventude].

Esta foi uma missão emitida pelo Sumo Sacerdote Bai. Na época, isso afetou todos os jogadores do Deserto Santo, porque a experiência de recompensa da missão era muito alta. A partir disso, pode-se ver que a Fonte da Juventude provavelmente se esgotaria depois da Grande Calamidade.

Agora que havia a oportunidade de obter um fluxo da Fonte da Juventude, Marvin definitivamente não desperdiçaria essa chance. E depois de aceitar essa tarefa, o menu de quest que não tinha alterações por um tempo foi repentinamente atualizado.

[Investigação de Incidentes: Assassino dos Cervos Brancos

Descrição da missão: Uma grande quantidade de cervos brancos foram mortos na parte leste do Deserto Santo. As pessoas da Aliança Assassina seguiram a trilha para uma pequena aldeia do clã Sha, onde encontraram sua pista principal. Mas o clã Bai é restringido por um acordo tribal e é incapaz de entrar em seu território. Só você pode resolver esse mistério.

Recompensa da Missão: Uma fonte da Fonte da Juventude, 10000 XP Geral.]

Para o entendimento de Marvin, esse “sistema de jogo” o ajudava a se integrar muito mais rápido a esse mundo. Talvez houvesse algo como uma função de guia. Como o sistema deu a ele uma recompensa geral, isso significa que essa missão deve ser completada.

E a investigação em si não representaria muita dificuldade.

A Aliança dos Assassinos foi criada pelo clã Bai, então eles naturalmente não faltavam especialistas. Assim que descobriram que os Cervos Brancos estavam sofrendo com uma caça em grande escala, o Sumo Sacerdote enviou seus subordinados para verificar o assunto. No final, eles seguiram um viajante suspeito.

— De acordo com o que meu pessoal viu, ele deve ser um cara muito malvado. — O Sumo Sacerdote descreveu lentamente: — Ele fingiu ser alguém próximo da morte e deitou sob o sol, esperando por um longo tempo, mas ele não estava realmente morrendo, apesar de parecer estar em um estado de quase morte contínua. Ele estava definitivamente esperando por um Cervo Branco aparecer. E quando o Cervo Branco se aproximou, com a intenção de salvá-lo, ele tentou prejudicá-lo! Naquela época, o Cervo Branco foi surpreendido, porém não morreu, porque meu povo agiu na hora, mas também deixou o assassino escapar. Mas um dos nossos Rastreadores Mestres nos deu um caminho a seguir. Nós seguimos essa trilha e no final dos rastros encontramos uma pequena vila do clã Sha. — Uma pitada de desamparo podia ser vista no rosto do Sumo Sacerdote depois de dizer isso.

Marvin entendeu imediatamente.

Mesmo se o clã Sha e o clã Bai fossem originários do Deserto Santo, eles eram inimigos mortais naquela época. Mais tarde, eles assinaram um cessar-fogo sob a mediação da Aliança de Magos do Sul. Mas foi claramente escrito no acordo que ambos não foram autorizados a pisar no território do outro. Se qualquer um deles violasse o acordo, desencadearia uma guerra entre os dois clãs e, ao mesmo tempo, levaria a sanções da Aliança de Magos.

E descobriu-se que as pessoas da Aliança dos Assassinos que pertenciam ao lado do Sumo Sacerdote eram todos membros do clã Bai. Não havia estrangeiros que eram fortes. O Sumo Sacerdote precisava de alguém para lidar com esse assunto e havia apenas Marvin. Os rumores e a sua performance no desafio do Rei Assassino o fez tomar uma decisão.

— Não vamos fazer você assumir um grande risco. Só precisamos que você investigue para descobrir quem está por trás disso. — disse o Sumo Sacerdote.

Marvin assentiu.

Ele tinha uma compreensão precisa dos detalhes da tarefa. Desde que ele aceitou essa missão, ele teve que fazer preparativos suficientes.

Quanto a entrar na pequena aldeia do clã Sha, isso não era problema para Marvin. Ele tinha os Equipamentos Maximização Solar e a subclasse Artilheiro de Batalha. Para os membros do clã Sha, ele era um deles.

Muito tempo depois, ao entardecer, em frente à pequena aldeia do clã Sha.

Marvin mudou de roupa e entrou na vila. Duas pistolas podiam ser vistas em sua coxa.

Quanto aos seus Pontos de Perícias da subclasse Artilheiro de Batalha, eles os distribuiu e 30 pontos foram gastos em [Tumulto]. Esta era uma técnica de batalha específica do clã Sha usada junto com pistolas e espingardas. Ela dava um bônus de ataque quando utilizando lâminas.

O guarda Sha não dificultou as coisas para ele. Depois que ele viu Maximização Solar brilhando entre as sobrancelhas, ele rapidamente deixou Marvin entrar, embora estivesse muito perplexo que Marvin fosse um Artilheiro de Batalha, mas não um Sha.

A aldeia não era muito grande e uma atmosfera sem vida podia ser sentida.

Marvin desceu a rua vazia.

A última luz remanescente do sol poderia ser vista no oeste, mostrando uma vista incrível. No entanto, Marvin não estava com vontade de apreciá-la.

As palavras daqueles dois guardas eram incoerentes. E quando eu passei por aquela rua, aquela criança parecia estranha, segurando uma boneca enquanto encarava sem vida o que a rodeava. Onde estavam seus pais? Por que há tão poucos sinais de vida? Este era para ser o momento em que a aldeia deveria estar mais animada. — Marvin estava pensando sobre isso.

A bandeira do clã Sha ainda estava tremulando do lado de fora da aldeia. Os reforços da Aliança dos Assassinos não estavam longe, mas antes que Marvin estivesse claro sobre a condição incomum, eles não conseguiram aparecer. Tudo ainda dependeria dele.

Marvin fez algumas voltas ao redor da aldeia, encontrando algumas pessoas. Os olhares dessas pessoas não eram gentis e saíam diretamente, não deixando chance para Marvin iniciar uma conversa.

O céu escureceu completamente quando ele encontrou uma pousada.

O chefe da pousada era um gordo, e ele estava surpreendentemente muito entusiasmado.

Depois que Marvin pagou pelo quarto, ele rapidamente levou Marvin a um bom quarto e, pessoalmente, foi ferver a água quente. Ele disse que não tinha nenhum negócio há muito tempo porque essa aldeia era remota demais, mas Marvin sentiu algo suspeito vindo dele.

Um enorme pacote estava escondido atrás do balcão da estalagem, uma parte estava visível.

Essa era a borda de uma lâmina curva, e definitivamente não era algo que as pessoas do clã Sha normalmente usavam. Deve ser pertencente a um aventureiro.

— Caro convidado, por favor suba primeiro. Vou entregar a água quente e a comida para você em um momento. — O patrão disse muito educadamente.

Marvin calmamente perguntou: — Chefe, por que essa aldeia é tão pouco frequentada? Eu notei que os aldeões pareciam um pouco estranhos, algo estranho aconteceu recentemente?

O gordo congelou e logo riu.

— Não se preocupe, nós somos pobres. Eles carregam expressões mortas o dia todo. Quanto a acontecimentos estranhos, não houve nenhum na aldeia, mas realmente aconteceu algo fora da aldeia. Há rumores de que os Cervos Brancos do clã Bai foram recentemente caçados. Tsk. Os serve direito, bem feito.

Marvin não comentou e parou de falar com o chefe, subindo as escadas.

Ao passar pelo segundo andar, uma mulher que cheirava a perfume se aproximou. Seu rosto estava densamente coberto de cosméticos. Sua aparência poderia ser considerada boa na melhor das hipóteses, mas seu corpo era muito bom.

Quando eles passaram um pelo outro, ela lançou um olhar coquete para Marvin.

Marvin sorriu na superfície e abriu diretamente a porta.

Uma vela estava na parede da estalagem antiquada.

Da janela do segundo andar, a aldeia inteira parecia morta. Um vento frio soprou e Marvin não pôde deixar de puxar o pescoço para trás.

A noite estava ficando mais escura.

A água e a comida que o chefe prepararou para Marvin já haviam chegado.

Marvin cuidadosamente verificou e estes dois não tiveram nenhum problema.

Sua percepção não era alta, mas com base em sua experiência, algo estava definitivamente errado com esta aldeia.

Mas o pessoal da Aliança dos Assassinos não tinham justificativa para entrar!

A não ser que… — Enquanto ele pensava, alguém bateu na porta.

Marvin manteve as duas mãos nas coxas, pronto para tirar suas armas a qualquer momento.

— Quem? — ele perguntou.

— Eu… — Uma voz suave de mulher pôde ser ouvida.

Marvin pensou um pouco quando, de repente, uma sensação quente se espalhou pelo peito dele.

Ele passou o teste de vontade facilmente.

Ele zombou interiormente antes de se mover e abrir a porta.

Era aquela mulher.

Ela só usava uma camisola fina feita de material áspero. Parecia um saco e simplesmente não conseguia esconder o cenário dentro das roupas.

— Senhor, ouvi o chefe lá embaixo dizer que você está sozinho. — A mulher entrou com um sorriso, fechando a porta atrás dela.

— Eu também vim para esta aldeia hoje e este lugar parecia frio e desanimado. Estou com um pouco de medo de passar a noite sozinha. Além disso, estou com um pouco de frio aqui, você poderia me aquecer? — Depois de dizer isso, ela agarrou a mão direita de Marvin e a guiou em direção ao seu peito.

Marvin fingiu babar. — Onde você está com frio? Vou ajudá-la massageando-a.

— Que odioso… — A mulher sorriu e pôs a mão de Marvin no peito.

Como ela poderia ter pensado que algo frio e duro iria pressionar contra ela!

— O que é isso? — Ela ficou surpresa.

Marvin encolheu os ombros. — Algo para aquecer você.

Ele estava realmente segurando uma pistola na mão direita! A pistola agora estava pressionando firmemente contra o peito dela. Se Marvin puxasse o gatilho, perfuraria seu coração.

De repente, a expressão da mulher mudou. Sua cabeça se deformou e cresceu muito, tornando-se dez vezes maior em um instante!

Não havia nada em seu rosto além de uma boca ensanguentada!

— Pobrezinho do clã Sha! Sua arma é inútil contra mim! Vou curtir com cuidado a sua cabeça! Não se preocupe, você vai se transformar em um de nós depois que eu comer sua cabeça…

Gabriel
O Rei dos Undeads!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!