RN – Capítulo 224

Labirinto de Espelhos Mágicos!

 

A mulher vestida de branco aparentemente não esperava que alguém se escondesse nos arredores da Caverna dos Cervos Brancos!

Grande Mão do Mago imediatamente exibiu um efeito surpreendente. A magia de Madeline arremessou a mulher a vinte ou trinta metros de distância! No segundo seguinte, uma porta de teletransporte apareceu de repente em seu caminho.

Madeline foi implacável, enviando-a através da porta de teletransporte.

Era uma magia em que ela era muito proficiente. Num piscar de olhos, a Enganadora estava a mais de oitenta metros de distância.

Enquanto isso, a porta da Caverna dos Cervos Brancos estava se fechando lentamente.

Marvin apressadamente entrou na caverna e Madeline o seguiu.

Assim que eles entraram na Caverna dos Cervos Brancos, uma força poderosa os envolveu e os separou.

A visão de Marvin girou, fazendo-o sentir-se tonto!

Lá fora, a silhueta da Enganadora desapareceu.

Enquanto a porta continuava a se fechar, um esquilo saltou agilmente de cima para baixo, calmamente entrando.

Felizmente eu mantive uma carta escondida na manga. Não esperava que outros realmente aproveitassem a abertura da Caverna dos Cervos Brancos para tentar saquear os tesouros que aqui estão. — Enganadora pensou, um pouco irritada.

Se não fosse por ela usando um Doppelganger para atrair a atenção de Madeline, ela poderia ter falhado nessa missão.

Deixar a recompensa ser levada depois de todo o trabalho que eu tive para seduzir o Espírito Santo do Cervo Branco? Aquele homem e mulher deverão morrer! — O esquilo também foi arrastado por uma força, incapaz de mover seu corpo ao cair em direção às profundezas.

*Shhhh!*

A porta de pedra da Caverna dos Cervos Brancos se fechou lentamente.

Mas no último momento, uma silhueta que parecia leve como uma pluma flutuou. Ele hesitou por meio segundo antes de finalmente entrar.

Aquele garoto pode realmente correr longe. Eu mal consegui rastreá-lo… E também há uma maga do 4º ranque ao seu lado. Se não fosse porque eu devia um favor àquele cara do clã Unicórnio, eu definitivamente não me intrometeria nisso. — Mas, independentemente do conflito em seu coração, desde que ele aceitou a missão, ele tinha que terminá-la.

Mesmo que fosse apenas pela reputação da Ordem da Aranha das Sombras, ele teve que assassinar aquele cara chamado Marvin.

Depois que seus arredores pararam de girar, Marvin estava em pé sozinho na frente de um espelho, concentrando-se.

Essa era um lugar localizado nas profundidades da Caverna dos Cervos Brancos, o Labirinto de Espelhos Mágicos. Mesmo que ele já estivesse esperando algo como isso, quando Marvin estava entre vários Espelhos Mágicos, ele ainda se sentiu um pouco apreensivo. Especialmente desde que estes Espelhos Mágicos também pudessem falar!

— Para a esquerda ou para a direita?

— Esta é uma questão que vale a pena considerar.

— Eu acho que pode haver uma saída à esquerda?

— Claro, também é possível haver uma à direita. — Cada Espelho Mágico continuava sussurrando, mas Marvin ignorou suas vozes.

Ele já sabia que depois de entrar na Caverna dos Cervos Brancos, as pessoas seriam enviadas para o labirinto do Espelho Mágico sozinhas.

Havia caminhos ao redor dele, e cada caminho poderia levar à saída do labirinto, mas também poderia levar a um beco sem saída. No beco sem saída, geralmente haveria uma armadilha mortal.

O Labirinto do Espelho Mágico era um artefato que o Espírito Santo do Cervo Branco trouxe consigo quando desceu ao Continente Feinan. Se uma pessoa comum quisesse sair do labirinto, seria muito difícil, mas naturalmente não era o mesmo para Marvin.

Ele sabia o caminho para deixar o Labirinto de Espelhos Mágicos: Ao olhar para o seu próprio reflexo em um Espelho Mágico, o espelho sussurraria algo. Se o reflexo fosse mais alto que você, o Espelho Mágico estava mentindo e se o reflexo fosse mais baixo que você, o Espelho Mágico estava dizendo a verdade. Se o reflexo fosse uma cópia de si mesmo, o espelho era a verdadeira saída.

Marvin não contou a Madeline sobre isso. Ele planejava contar a ela só depois que ela pedisse ajuda. Eles tinham o [Pergaminho Azul] afinal, então eles ainda poderiam entrar em contato um com o outro dentro do Labirinto de Espelhos Mágicos.

Marvin olhou para todos os espelhos ao seu redor e, usando essa estratégia, rapidamente obteve informações deles.

Ele começou a se mover, e em cerca de três minutos, ele encontrou um Espelho Mágico que o refletia perfeitamente. Ele tocou suavemente a superfície do espelho, tentando passar por esse espelho.

Atrás do espelho havia uma pequena sala.

A sala estava completamente deserta, havia apenas uma mesa com um item. Era uma caixa, e dentro da caixa estava uma enorme Pérola da Noite!

Aquilo era algo do céu e era inestimável, mas infelizmente, não tinha uso.

— Falta de sorte.— O Labirinto de Espelhos Mágicos tinha uma regra. Você só poderia deixar o labirinto depois de encontrar o espelho de saída três vezes, mas toda vez que você conseguisse passar pela saída correta, você ganharia uma recompensa.

— Não esperava ganhar uma pérola dessa vez. — Marvin afastou a Pérola da Noite e saiu do quarto.

Então ele estava mais uma vez dentro do Labirinto de Espelhos Mágicos.

Quando ele se virou para olhar um espelho, o reflexo havia mudado e era um pouco mais alto que Marvin. Isso significava que o Espelho Mágico mentiria.

— Vá para a esquerda, a saída está lá. — O reflexo no Espelho Mágico aconselhou.

Marvin ignorou a entrada na esquerda e continuou sua viagem.

Desta vez, ele passou não menos que dez minutos encontrando o verdadeiro reflexo.

Ele entrou no quarto. Este quarto era muito mais espaçoso que o anterior. Também estava bastante vazio, tendo apenas um armário. As primeiras três gavetas do armário estavam vazias e só a última tinha algo, um par de sapatos. Era um par de sandálias de palha.

Marvin não sabia se ria ou chorava amargamente.

Sua sorte estava muito ruim!

A Caverna dos Cervos Brancos tinha tantas coisas boas, mas ele conseguiu uma Pérola da Noite em sua primeira tentativa, e aquele par de sandálias de palha na segunda tentativa!

Mesmo que fosse um item estranho, ele tinha severas restrições de uso. Aquilo era um par de sandálias de palha que só os monges poderiam usar! Também só havia um efeito: não pode ser danificado.

Itens do Céu são todos itens complicados… não ganhei nada útil. — Marvin grunhiu aborrecido.

Este efeito nas sandálias não era ruim. Os monges dependeriam de poucos itens externos devido a suas práticas religiosas, mas os monges carregariam vários pares de sandálias de palha com eles. Foi porque as lutas deles eram muito violentas, e por isso, eles basicamente teriam que mudar de sandália depois de cada luta.

No jogo, naquele período de nivelamento, quase todos os monges tiveram que aprender a perícia [Ofício da Sandálias de Palha]. Uma vez que eles viram uma planta adequada à beira da estrada, eles criariam um par de sandálias de palha improvisadas para que pudessem ao menos usar alguma coisa. E muitos monges podiam ser vistos na beira da estrada, construindo sandálias de palha. Isso poderia ser considerado como uma das belas paisagens do Continente Feinan.

Este par de sandálias de palha é o que mais se ajusta aos monges e os pouparia de muitos inconvenientes, mas não adiantava nada a Marvin!

— Deixa pra lá, por agora irei guardar isso. — Ele suspirou.

Talvez mais tarde ele iria encontrar um monge incrível e poderia usar esse par de sandálias de palha para fazer amizade com ele.

Quanto a Inheim, ele já deveria estar usando a Botas do Vazio, então ele provavelmente não precisava disso.

Ele mais uma vez retornou ao Labirinto de Espelhos Mágicos. Marvin estava prestes a continuar seguindo os reflexos, mas, de repente, uma onda de calor foi emitida de sua cintura.

Era o Pergaminho Azul.

Marvin sorriu levemente e retirou-o e, como esperado, era Madeline.

— Como você sai desse lugar? Você deve saber, certo? Eu quase morri por causa de uma magia de Dissociação vindo de cima!

Marvin riu levemente e respondeu rapidamente:

— Eu naturalmente sei como deixar o Labirinto de Espelhos Mágicos, e você também pode obter muitas vantagens, mas você tem que concordar com uma coisa.

— Esse cara realmente parece saber alguma coisa! Ele era apenas um pequeno ranger, como poderia, de repente, tornar-se tão feroz em tão pouco tempo? Deixa pra lá, vou confiar nele por enquanto. — Madeline murmurou enquanto olhava a resposta de Marvin.

Ambos os lados rapidamente fizeram um acordo. Claro, por causa do contrato de comando, Marvin não estava preocupado que Madeline voltasse atrás nesse acordo.

Marvin disse a Madeline o método e continuou seguindo em frente.

Desta vez, ele passou muito mais tempo encontrando a saída do que as duas vezes anteriores.

Ele passou pelo verdadeiro Espelho Mágico e chegou a um quarto ainda mais espaçoso. Desta vez, havia outra porta do outro lado da sala. Se Marvin passasse por aquela porta, ele deixaria o Labirinto do Espelho Mágico e chegaria às verdadeiras profundezas da Caverna dos Cervos Brancos.

Aquele lugar tinha inúmeros tesouros, mas esses tesouros não podiam ser levados casualmente. Se mais de três fossem retirados, o Espírito Santo do Cervo Branco notaria, e seguiria a aura dos tesouros para encontrar o ladrão. Marvin tinha a sensação de que Constantine e Daniela poderiam não ser adversário daquela Besta Celestial.

Este quarto oculto atual só tinha uma estante de armas. Na estante havia uma lança de aparência média.

Marvin, que já se desesperou por causa de sua má sorte, abriu bem os olhos!

A lança apareceu! Na verdade, ela apareceu como uma de suas recompensas do Labirinto de Espelhos Mágicos!

Marvin correu impaciente, reprimindo a surpresa para verificar se não estava enganado.

Como ele poderia ter imaginado que uma sombra viria, cambaleante, de outro canto da sala!

Aquele era um homem de meia-idade vestido completamente de preto!

Marvin ficou subitamente assustado.

Havia algo mais na Caverna dos Cervos Brancos além dele e de Madeline? Enganadora? Definitivamente não!

Aquele cara olhou para Marvin e também ficou atordoado.

Logo, ele mostrou um sorriso amigável. — Eu finalmente encontrei alguém. Eu estive em torno deste lugar terrível por tanto tempo, você pode me dizer onde eu estou?

Ele se moveu lentamente em direção a Marvin enquanto falava.

Ele tinha um sorriso bem-humorado emplastrado em seu rosto e não estava carregando nenhuma arma.

Ele não parecia um inimigo, mas Marvin já estava com as mãos no par de pistolas.

De repente, Marvin sentiu uma dor aguda nas costas!

Gabriel
O Rei dos Undeads!

1 Comentário

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!