RN – Capítulo 297

Príncipe e Rebeldes!

 

Depois de passar pelo longo túnel do espaço-tempo com o Farol do Espaço-Tempo liderando o caminho, o grupo de Marvin pôs os pés em Arborea.

O túnel desapareceu completamente quando todos pisaram em terra firme.

A terra na frente deles era completamente verde.

Este era o interior de uma floresta e o cheiro de grama permanecia no ar.

Marvin não pôde deixar de olhar para trás, mas infelizmente só havia uma densa floresta enevoada atrás dele.

O olhar gelado de Hathaway foi a última lembrança que ele teve de Feinan.

Independentemente, desde que escolhi esse caminho, tenho que continuar seguindo em frente. Mesmo que o fluxo de tempo seja 21 vezes mais rápido aqui, não tenho muito tempo. Não adianta parar e olhar para trás! — A expressão de Marvin se tornou mais firme.

— Vamos! — Ele ordenou.

Os nove Cavaleiros da Escuridão balançaram a cabeça silenciosamente e seguiram de perto por trás de Marvin enquanto ele rapidamente se movia pela floresta!

Arborea recebeu seu primeiro grupo de convidados de Feinan!

No Reino das Sombras.

Glynos, que estava usando sua Percepção para sentir a Fé ao redor, foi subitamente excitado!

Uma cena apareceu diante de seus olhos:

Um convidado de outro mundo apareceu do nada em uma densa floresta enevoada, e essa sombra passou!

É ele. Formiga, você se atreve a entrar no meu mundo! Você vai desaparecer para sempre desta vez! — Glynos rangeu os dentes amargamente!

Uma expressão sombria brilhou nos olhos do Príncipe das Sombras.

Arborea, Montanha de Neve Oriental, Palácio do Deus das Sombras.

Uma Alta Sacerdotisa com aparência astuta estava se curvando e rezando. Uma vela tremulou na frente dela e, abaixo dela, uma sombra se contorcia continuamente.

— Os dias continuam passando… Mas as sombras são eternas… — Ela não se sentia aborrecida, orando dia após dia.

Embora Deus não tivesse respondido às orações dessa Sacerdotisa de Arborea por muito tempo, ela ainda rezava em apreciação. Ela era órfã e foi criada pelo Santuário das Sombras. E o último Sumo Sacerdote a notou entre milhares de órfãos e a promoveu à Alta Sacerdotisa.

Depois de se tornar uma Alta Sacerdotisa do Palácio do Deus das Sombras, ela sentiu o poderoso poder de um Deus pela primeira vez!

Deus abriu uma janela para ela dar uma olhada no mundo exterior e não tinha limites.

Ela notou a sua insignificância.

Deus era grande, os mortais eram insignificantes. E se quisessem a paz, teriam que se converter às sombras supremas.

Ela orou com devoção.

Como sempre, Deus não respondeu, mas ela ainda estava contente. Essa era sua tarefa diária. Somente através da perseverança ela poderia ter uma sensação de libertação.

Dez minutos depois, a Alta Sacerdotisa levantou-se devagar e saiu do reverenciado Salão de Oração.

As grandes portas pretas se fecharam lentamente quando dois protetores vestindo armaduras brilhantes se levantaram respeitosamente.

Um sacerdote sênior saiu correndo e disse em voz baixa: — Lady Capella, o rei está esperando por você para discutir como lidar com a questão do novo exército rebelde que está aparecendo no reino…

Capella calmamente perguntou: — Quanto tempo ele está esperando?

— Cerca de trinta minutos. — O Sacerdote sênior respondeu com cautela.

— Deixe-o esperar um pouco mais. — Capella comentou, sem expressão: — Da última vez, seu filho não pediu autorização do santuário e deliberadamente reduziu os impostos do seu território. Essa provocação ao santuário não pode ser perdoada facilmente.

O padre enxugou o suor. — O Príncipe Aragão já foi punido… O rei já escolheu o seu lado…

— Não é o suficiente. Essas pessoas estúpidas não sabem como ser gratos. A fé que eles dão ao Deus das Sombras continua diminuindo. No futuro, Deus não se incomodará em olhar para este lugar, e tudo será abandonado. Diga ao rei que o que a família real de Nottingheim tem hoje não é devido a sua linhagem nobre, mas por causa do favor de Deus. Ele deveria saber o que fazer. Vá, vou dar uma olhada nos novos órfãos adotados. — Capella ordenou.

A Alta Sacerdotisa desceu graciosamente a escada de mármore branco sem olhar para trás.

E do lado de fora, muitos oficiais civis e militares, incluindo o rei, esperavam ao lado da luxuosa carruagem. Todo mundo estava se curvando e não diziam nada enquanto eles assistiam à Alta Sacerdotisa ir embora.

Após um curto período de tempo, o Sacerdote sênior transmitiu as palavras da Alta Sacerdotisa ao rei.

O velho rei congelou no local.

O padre sênior mostrou uma pitada de pena em seu olhar.

Aquele príncipe Aragão era o único filho do rei, matá-lo seria realmente algo insuportável para o atual rei fazer.

O grupo de Marvin continuou andando pela floresta e logo chegaram ao fim.

Ao longe, havia uma cidade imponente no meio de uma planície.

Ao norte da cidade havia uma região montanhosa caótica da qual se podia sentir o cheiro de fumaça.

— Cidade do Elefante Branco. — De pé na beira da floresta, Marvin olhou a cidade e um mapa apareceu em sua mente.

Ele se lembrava de tudo sobre Arborea.

Este plano não era grande, poderia conter no máximo um ou dois reinos. De fato, toda a população de Arborea não chegava a duzentos mil, e o número de soldados não excedia dez mil. O deserto ao redor seria no máximo tão grande quanto a costa leste de Feinan.

Arborea era pelo menos 70% de floresta, com as áreas restantes divididas entre montanhas e planícies.

Este lugar tinha muitos picos, numerosos rios e a agricultura bem desenvolvida.

Aqui, o Santuário das Sombras reinava supremo sobre os outros poderes. E a Alta Sacerdotisa vestida de preto reinava acima de tudo e mesmo o rei não teria coragem de falar contra a Alta Sacerdotisa. Este era um típico plano de um Deus.

Naturalmente, nem todo mundo estava disposto a servir Deuses. Isso era algo profundamente esculpido no sangue da humanidade desde os tempos antigos.

Onde havia supressão, haveria rebeldes.

Pelo que Marvin sabia, Arborea só tinha o reino de Nottingheim e o rei era a 13ª geração da família Nottingheim. Ele era velho e confuso e era basicamente o fantoche da Alta Sacerdotisa vestida de preto.

O reino não estava unido porque o Príncipe das Sombras não mostrou nenhum milagre há muito tempo (os milagres também consomem muito do Poder Divino), o que levou a que a fé desse lugar se tornasse instável. E somado a isso estava o governo arrogante do Santuário das Sombras e os impostos extremamente altos que até mesmo perturbavam os Senhores Supremos de muitos territórios diferentes.

Os funcionários raramente ficavam satisfeitos com o Santuário das Sombras. Contudo, não havia nada que pudessem fazer sobre isso. Aqui, Deus era supremo e o poder dos Sacerdotes podia ser visto na história. Eles também sabiam que eram mais fracos e não se atreviam a se rebelar.

Assim, eles estavam insatisfeitos, mas optaram por aguentar durante muitos anos, mas as pessoas tinham um limite.

Cerca de trinta anos atrás, os três Suseranos dos territórios do norte conspiraram e ergueram a bandeira da rebelião, com a intenção de derrubar o governo despótico do Santuário das Sombras.

Os rebeldes eram bastante populares, e assumiram algumas cidades muito suavemente.

Mas mais tarde, um Sumo Sacerdote deixou pessoalmente a Montanha de Neve Oriental e trouxe mil Paladinos do Santuário das Sombras para travar uma batalha decisiva contra o exército rebelde.

O exército rebelde desmoronou sob o poder das assustadores Magias Divinas.

Apenas um dos três Suseranos escapou, enquanto os outros dois foram executados.

Daquele ponto em diante, o exército rebelde recuou para as montanhas e florestas do norte e confiou na topografia para se misturar com o reino.

Mais de trinta anos se passaram e o exército rebelde continuou crescendo no poder.

A Cidade do Elefante Branco era uma cidade fronteiriça onde o reino de Nottingheim havia repelido o exército rebelde. O general deste lugar era o único filho do rei, o bravo Príncipe Aragão.

Das memórias de Marvin, este Príncipe era muito amado pelo povo. Ele estava muito insatisfeito com os impostos excessivos e tomou a iniciativa de reduzir os impostos em seu próprio território, mas ele encontrou as forças do santuário e acabou sendo executado. Seus quatro membros foram cortados e ele foi preso em uma cela apodrecida no santuário, permanecendo bastante infeliz.

E depois disso, o exército rebelde aproveitou o estado da Cidade do Elefante Branco para atacar novamente.

Desta vez, eles mudaram de abordagem e atacaram por dentro. Por causa das lições que eles aprenderam da última vez, este exército rebelde criou alguns feiticeiros e magos que poderiam lutar contra os Sacerdotes e Clérigos.

A luta ficou muito violenta, mas o milagre do Príncipe das Sombras mudou tudo.

Ele apareceu com a forma de um Espírito Santo do nível 18 e com o poder de um artefato, usou uma habilidade preparada para destruir o exército rebelde inteiro em um único golpe.

E no passado, Marvin estava no nível 18 na época e conseguiu entrar em Arborea por puro acaso.

Mesmo que ele conseguiu o Diamante das Sombras no final, ele ainda morreu algumas vezes!

Desta vez, ele chegou a este plano na esperança de mudar o curso da história.

Eu não sei em que ano estamos agora, mas o Príncipe Aragão não deveria ter sido morto pelo reino ainda, certo? — Marvin ainda estava calmamente refletindo.

Depois de um momento, ele ordenou que os Cavaleiros da Escuridão se escondessem na floresta e esperassem seu comando.

Quanto a ele, ele iria se disfarçar como um fazendeiro comum para se esgueirar pela Cidade do Elefante Branco.

A Cidade do Elefante Branco estava cheia de atividade e não era diferente das ruas de Feinan.

Este lugar não tem muitos tipos diferentes de pessoas. A maioria das pessoas era loira de olhos claros, enquanto algumas tinham olhos negros. Isso fez Marvin se sentir particularmente familiar.

A segurança da Cidade do Elefante Branco era muito boa. Isto foi devido à administração do Príncipe Aragão.

Marvin observou tudo enquanto caminhava pela rua, coletando informações cuidadosamente.

Primeiro, ele tinha que verificar em que período ele estava.

O Príncipe das Sombras definitivamente notaria ele chegando ao seu plano, mas ele não seria capaz de pegá-lo entre inúmeras pessoas. Ele só poderia ter o santuário para lidar com Marvin.

E Marvin não estava completamente em desvantagem.

Contando com nove pessoas para conquistar um plano. Aquele era um slogan que Marvin havia dito brincando.

Para conquistar um plano, o mais importante era mobilizar os humanos daquele plano.

Quer fosse o exército rebelde ou o Príncipe Aragão, eles mereceriam uma parceria.

O objetivo de Marvin era simples: derrubar completamente o Santuário das Sombras e estabelecer um reino livre.

Se possível, converter Arborea no subordinado do Vale do Rio Branco também seria muito bom.

Afinal, o que ele procurava era o Diamante das Sombras e a Flor do Destino Gêmeo no Palácio do Deus das Sombras!

Lutar por isso sozinho seria o mesmo que cortejar a morte.

Como Marvin estava pensando, um grito ecoou repentinamente nas ruas.

— O Santuário das Sombras está executando rebeldes! Reúnam todos, cada pessoa tem que ir! — Em um instante, a rua originalmente ordenada tornou-se caótica.

Gabriel
O Rei dos Undeads!

2 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!