Soberania – Capítulo 133

Fênix Anômala (2)

Lucan perguntou de repente:

— Eu estava pensando sobre uma coisa. Vocês dois estão em guerra, um lutando contra o outro, então como é que vocês estão os dois aqui?

Shakan e Keljark pareciam surpresos porque era uma pergunta inesperada. Shakan assentiu e disse:

— É verdade que estamos em algum tipo de guerra. Nós estamos lutando há muito tempo. Porém, a guerra é diferente do que você pensa.

— Diferente?

— Se eu tivesse que descrever isso de forma fácil de entender, estamos apenas desfrutando de um jogo.

— Um jogo?

— É um jogo onde construímos bases e destruímos a base do adversário. Nós não nos envolvemos muito nas batalhas, então temos meio que uma amizade.

— …!

Lucan ficou atordoado. Então eles estavam apenas desfrutando de um tipo de jogo de territórios naqueles mundos?

Era o mesmo que um jogo de simulação de combate em tempo real.

Esses malditos! É assustador porque não faz sentido!

Os seres que alcançaram a transcendência estavam sacaneando aqueles que viviam nos mundos menores?

Lucan recordou o desespero de sua amante, Aquana, quando ele a encontrou na prisão Aok. Aquilo tinha sido obra do auto-proclamado Rei Demônio Colladikus, mas tecnicamente falando, os dois transcendentes eram quem realmente estava por trás daquela guerra.

A grande batalha entre os mundos espirituais e os demoníacos!

Lucan achou que havia uma razão forte por trás disso.

No entanto, não havia uma justificativa especial e tudo se resumia a um jogo entre os dois transcendentes. Quão ridículo aquilo era?

Aquana foi apenas uma das muitas vítimas nesse fogo cruzado. Quantos além dela desapareceram como sacrifícios deste jogo?

— Maldição! Vocês dois não merecem viver!

Mesmo que Lucan também fosse um transcendente, ele estava pensando em deixá-los em paz.

Ele ganhou a rara fênix anômala, mas não podia arriscar cometer um erro que poderia reverter a situação. Ser um transcendente não significava uma vitória absoluta. Ele não conseguia adivinhar o quanto o Rei Demônio e o Dragão Superior haviam treinado até se tornarem transcendentes.

Inicialmente, ele não tinha a intenção de matar esses transcendentes. Porém, no momento em que Lucan ouviu que eles estavam jogando um jogo com os mundos inferiores, ele compreendeu que não conseguiria perdoá-los. Aquele jogo já durava milhares de anos e ouvir a palavra “amizade” vindo deles provocou ainda mais sua raiva. Havia tantas coisas para os amigos fazerem, então por que uma guerra? Quem iria salvar aqueles que morreram?

A solução era matar os dois.

*Chu chu chu chu*

Lucan imediatamente selou aquela área. Este era um novo tipo de campo de batalha. Naquele meio tempo, uma pergunta surgiu, indagando se ele queria criar o campo. Agora, ele poderia criar o campo usando sua própria vontade.

Um campo dimensional!

A menos que Lucan o dissipasse, eles não teriam como escapar. A única alternativa seria eles matarem Lucan, mas Lucan tinha a intenção de matá-los primeiro.

— Seria melhor se desapegarem de qualquer ideia de sobrevivência.

Uma determinação macabra apareceu em seus olhos.

— Calma aí jovem!

Shakan e Keljark entraram em pânico quando foram de repente trancados na área que Lucan criou. Agora, eles tinham que escolher entre serem mortos por ele ou lutar e morrer de qualquer maneira. Porém, eles já não tinham mais nenhuma intenção de lutar contra Lucan. Shakan perguntou apressadamente:

— Por que você quer nos matar?

Lucan respondeu friamente:

— Você está me perguntando como se realmente não soubesse? Levar todo o sistema dimensional a entrar em uma guerra sem qualquer propósito! Isso não seria um motivo mais que justo para eu matar vocês?

Keljark olhou para Lucan como se estivesse infeliz com alguma coisa.

— Você não está entendendo as coisas direito. Nós nunca estivemos diretamente envolvidos na guerra. Nós apenas reunimos aqueles que queriam lutar. Entretanto, é verdade que gostamos de prever os resultados.

Shakan concordou imediatamente.

— As palavras de Keljark estão corretas. Ainda por cima, nós restringimos aqueles sob nosso comando. Caso contrário, uma guerra bem maior teria ocorrido. Sem nós, a Estação Pavalia poderia ter sido destruída pela guerra entre os mundos.

Lucan apenas bufou.

— Não percam seu tempo. Por causa do seu jogo, vocês reuniram os mundos inferiores em uma guerra, mas ousam falar que estão impedindo uma guerra maior? Vocês esperam que eu acredite nisso?

Keljark concordou com a cabeça.

— Você tem que acreditar. É a verdade.

— Se vocês queriam uma desculpinha, deveriam ter tentado algo mais plausível. Keljark, um Rei Demônio que anseia pelo massacre e pela destruição como você, tentou impedir uma guerra maior? Isso não faz nenhum sentido!

Keljark deu de ombros.

— Eu costumava fazer coisas terríveis quando eu era um Rei Demônio, mas depois de me tornar uma transcendente, o desejo por coisas triviais como massacres e destruição desapareceu. Em vez disso, estou tentando evitar que os lordes demônios causem catástrofes maiores.

— Então, e quanto a Colladikus? A Hwanmong da Terra estava sofrendo por culpa dele.

Keljark então parecia envergonhada.

— Isso não tinha solução. É uma ocorrência comum porque tenho muitos reis e lordes nas minhas tropas, não apenas Colladikus, e, francamente, eu finjo que não vejo o que alguns deles estão fazendo.

Basicamente, ela não se importava se a Hwanmong da Terra fosse destruída pelo ataque de um Rei Demônio.

— Isso é uma desculpa?

Uma vez que a expressão de Lucan ficou implacável, Keljark lamentou.

— De qualquer forma, não tenho mais nada a dizer sobre isso. Obviamente, você acha que eu sou maligna. Mas, de agora em diante, impedirei completamente os Reis Demônios de se aproximarem da Hwanmong da Terra. Eu também lhe darei Colladikus, então isso deve ser o suficiente para saciar sua raiva, está bem?

Shakan também falou:

— É verdade que eu te ameacei porque estava chateado por causa da fênix anômala, mas na verdade não pretendia matá-lo. Eu estava apenas tentando assustá-lo. Vou me desculpar por isso, então vamos parar essa luta por aqui. Francamente, o aparecimento de outro transcendente é muito bem-vindo para nós.

Lucan ficou em silêncio por um momento. Não havia sinais de que estivessem mentindo. Como transcendentes, eles não tinham motivos para mentir.

Lucan olhou para eles e disse:

— Vocês dois poderiam ter impedido a guerra. Vocês sutilmente encorajaram esse jogo de guerra e sempre usaram justificativas ridículas.

Shakan e Keljark ficaram em silêncio por um momento, mas então Shakan se defendeu:

— Eu admito que estava errado, mas você só está enxergando nossos erros. Eles não são nada comparados ao que fizemos pela Estação Pavalia.

Keljark olhou para Lucan e declarou:

— É como Shakan disse. Temos protegido a Estação Pavalia por muito tempo. Uma vez que você compreenda isso, a ideia de nos matar desaparecerá.

— Vocês estão protegendo ela da destruição?

Lucan se perguntou o que exatamente aquilo representaria.

Keljark concordou com a cabeça.

— Sim, é algo que apenas os transcendentes da Estação Pavalia podem fazer.

— O que?

— O Hall da Destruição! Vá lá e você entenderá o que nós acabamos de dizer.

O que era o Hall da Destruição? Shakan falou enquanto Lucan ainda estava pensando sobre isso:

— Lucan! A vida vai ser muito difícil para você no futuro se você nos matar. Você terá que fazer uma tarefa muito difícil sozinho.

Qual seria a tarefa? Lucan ficou em silêncio por um momento antes de balançar a cabeça. Ele dissipou o campo e disse:

— Então me levem até lá.

— Agora sim estamos conversando.

Keljark convocou algo. Era uma anomaloria! Ela emitia uma luz muito mais brilhante do que a que Radius estava montando.

— Nós temos que passar por algumas dobraduras, então venha comigo.

A fênix anômala era o ser mais rápido no mundo dimensional, mas ele não sabia quais as dobraduras que deveria executar. Portanto, Lucan subiu na anomalia de Keljark. Ela se virou e olhou para ele.

— É a primeira vez que há outra pessoa aqui. Segure-se em mim com firmeza, ou então você pode ser arremessado para longe durante uma das dobraduras. Você não vai morrer, mas será cansativo ter que descobrir onde você vai estar.

— Não se preocupe.

Lucan assentiu e segurou em Keljark por trás. Um aroma misterioso fluiu dos cabelos pretos dela, mas ela não passava a mesma sensação de uma pessoa comum.

Em particular, Lucan ainda estava com raiva dela.

Ele ia checar a dita tarefa em prol da Estação Pavalia, mas ele ainda não a tinha perdoado.

— Avante!

Enquanto isso, Shakan também havia convocado sua anomaloria.

*Pak!*

Os corpos das duas anomalorias brilharam e desapareceram.

*Chwaaaaah!*

As dobraduras da anomaloria não eram a mesma coisa de se mover de um lugar para outro como um movimento pelo espaço. Era mais como passar por um túnel de luz em um ritmo acelerado. Era semelhante às cenas de movimento na velocidade da luz em filmes de ficção científica, mas o nível de esplendor era diferente.

*Chwaaaaah!*

É surpreendentemente espetacular.

Lucan ficou inspirado por aquela experiência diferente. Ele só se sentia um pouco estranho por estar encoxando uma mulher que era considerada um Rei Demônio. À medida que a velocidade aumentava, a força do aperto exercido por seus braços também crescia.

*Chuuuot!*

Depois de um tempo, o túnel da dobradura desapareceu e eles apareceram no dito Hall da Destruição, um dos locais escondidos da Estação Pavalia.

*Kwaaaah!*

Havia um enorme buraco escuro. Ele tinha uma aparência estranha, semelhante à de um buraco negro.

Deve ser raro ver isso no mar dimensional.

Lucan sentia uma energia muito ameaçadora no Hall da Destruição. Parecia que ele não deveria se aproximar com negligência. Seu subconsciente lhe enviava sinais de perigo.

Estranho… Por que eu sinto uma energia familiar vindo desse buraco negro?

Havia algo curioso, mas justamente por essa razão aquele seria um lugar muito perigoso de se aproximar.

— Você vai soltar os braços ou gostou de me abraçar?

Lucan estava tão distraído com o Hall da Destruição que ele esqueceu que ainda estava segurando firme em Keljark. Ele firmou os braços para que não caísse durante a dobradura.

— Ah, é! Eu me esqueci!

Lucan rapidamente soltou seus braços e se moveu para outra área, observando o Hall da Destruição. No entanto, uma coisa muito estranha aconteceu. O Hall da Destruição começou a girar de repente.

Shakan e Keljark ficaram tensos quando viram aquilo.

— De novo! Já está na hora? Teria sido um problema e tanto se não estivéssemos aqui.

Shakan resmungou enquanto pegou um arco prateado. Enquanto isso, Keljark também observava o Hall da Destruição com uma espada preta em cada mão.

— Isso é bom. Agora Lucan vai ver com seus próprios olhos.

Por que eles estavam tão ansiosos com aquilo?

Lucan pegou uma espada em seu inventário e observou o Hall da Destruição.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

17 Comentários

  1. “Lucan assentiu e segurou em Keljark por trás. Um aroma misterioso fluiu
    dos cabelos pretos dela, mas ela não passava a mesma sensação de uma
    pessoa comum.”
    Que merda, começou com a putaria de merda. O maior defeito dessas novels na minha opinião. Uma das únicas coisas que impede de ser “perfeito”.

    ———
    Deixa eu adivinhar. Vai começar a sair monstros fortes do buraco. E essa coisa de “estação” é só uma dentre milhões. E transcendente é o fundo do poço ainda.

    1. Eu te entendo, também tive a mesma impressão quando cheguei nesse ponto da novel, mas felizmente essa questão de “transcendente é apenas o fundo do poço” não é bem assim, ou eu nem teria começado a traduzir porque, né… Faltam menos de 40 capítulos para o fim.

      1. Puts, sério que faltam só 40 capítulos? Que caralho. O desenvolvimento foi absurdamente acelerado. Será que o autor tava numa saia justa e teve que terminar a história logo? Normalmente, levaria bem mais capítulos pra ir evoluindo, mas em 1 ou 2 capítulos ele evolui pra caralho. Isso não entra na minha cabeça cara.

        1. Eu concordo que parece “rushada” até certo ponto, especialmente no final, mas assim, isso me deixa relativamente satisfeito. Chegou, chegou, acabou, acabou. Não chega a incomodar do tipo, “o nível lendário é apenas o começo” tipo TDG e todas as outras novels de cultivo…

  2. Sabia que era eles, não estou caducando ainda. Kk e bom, como o colega ali disse, provavelmente sairá monstros fortes e já sabem né? Enfim, pão de queijo. E embora eu esteja curioso e queira ir na gringa para ler vamos aguardar, apoiar os trabalhos Br’s também. HueHue ( Tentei imitar aquele demônio ).

          1. Sério? Não me recordo, mas pulei não, eu as vezes fico bugado, todo mundo fica de vez em quando. Kkk enfim, pão de queijo, bora ler os próximos capítulos, falta pouco para o fim. HueHueHue

  3. Pelo visto não interessa o quão forte você seja você sempre será derrotado pelo tédio. Obrigado pelo capítulo

    1. Isso também acontece com caras como o prota, que conseguiu em poucos meses (?) o que os caras levam milênios pra conseguir e tals

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!