Soberania – Capítulo 169

Condições Para o Selo (2)

— Então, não tem o que fazer. Volte a morrer quietinha.

Quando Lucan decidiu começar o massacre infinito novamente, Cardia franziu a testa e gritou:

— Espere! Que tipo de mestre mata seu servo?

— Eu não preciso de um servo que não obedece seu mestre.

Lucan moveu sua espada mais uma vez. Cardia se esquivou para trás e olhou para Lucan. Ela tinha uma expressão triste em seu rosto.

— Isso é realmente loucura. Quanto tempo você vai continuar fazendo isso? Dê uma olhada em mim. Eu poderia definitivamente viver comportada, sem incidentes.

— Um deus demoníaco superior, vivendo quietinha sem incidentes? Você realmente espera que eu acredite nisso?

Cardia deu de ombros. Ela não respondeu por que isso significava que ela também achava ridículo.

— Por que não dividimos o controle do sistema dimensional ao meio? Nós não interferiremos um com o outro e você pode governar sua metade como quiser.

— Minha resposta é essa.

Se ele estivesse interessado em uma proposta tão ridícula, ele teria negociado desde o início. Era impossível entregar a metade do sistema dimensional a uma deusa demoníaca superior.

*Chok!*

Lucan avançou rapidamente e cortou a cabeça de Cardia.

— Que tipo de negociação pode haver entre um deus demoníaco superior e um Governante de Hwanmong? Nosso relacionamento consiste basicamente em matarmos um ao outro.

Cardia correu enquanto ele tentava matá-la novamente e ela gritou com uma expressão cansada:

— Ok, ok. Eu vou fazer o que quiser, então pare.

Lucan parou.

— Você vai se deixar ser selada?

— Eu vou deixar você me selar ou qualquer outra coisa assim. No entanto, eu tenho uma condição.

— Qual seria?

Se ela aceitasse ser selada, ele escutaria suas condições. Lucan olhou para ela com expectativa. Cardia estava olhando para Lucan. Sua expressão mostrou que ela estava falando sério agora.

— Em primeiro lugar, o mundo em que você me selar deve ser do tamanho de uma estação, e eu estarei no controle dela.

Fazendo o mundo selado do tamanho de uma estação. Seria possível conectar um selo a uma estação. Seria irritante, pois ele teria que mover as outras espécies na estação, mas não era uma tarefa difícil.

Além disso, era uma chance de selar um deus demoníaco superior em vez de matá-lo um bilhão de vezes.

— Ok. Eu farei isso. Alguma outra condição?

Lucan assentiu com facilidade. Cardia abriu a boca novamente.

— A segunda condição é colocar tantos deuses demoníacos quanto possível lá no futuro. Mesmo demônios comuns, lordes e reis demoníacos. Quanto mais monstros houverem, melhor. Eu vou fazer um mundo demoníaco lá.

— Tudo bem. Tantos quanto existirem.

Se Cardia pudesse controlar aqueles incômodos, seria inclusive bom para Lucan.

— E a terceiro…

Que? Outra? Na verdade, as duas condições anteriores já deveriam ser o suficiente para selá-la. Entretanto, seria melhor atender uma última, contanto que não fosse problemático demais.

— Qual é a terceira condição?

Cardia olhou para Lucan com uma expressão estranha e disse:

— Esta condição é a mais importante. As duas primeiras realmente não são grande coisa. Se você atender essa, farei o que quiser.

— Diga-me.

Quão importante seria aquilo para que ela não se importasse com as duas primeiras condições? Lucan a olhou, inquieto.

Então, ela abriu a boca.

— Você… se tornará meu amante.

— …!

Lucan duvidou de seus ouvidos.

Amante.

A palavra “amante” apareceu do nada.

— Eu acho que eu devo ter ouvido errado. O que você quer dizer?

Cardia respondeu com um sorriso estranho:

— É o que parece. Significa fazer amor comigo.

Ela encolheu os ombros diante a expressão chocada de Lucan.

— Você gosta de mim ou algo assim?

— Não. Eu odeio você tanto que quero matá-lo.

Isso era verdade. Felizmente, Cardia ainda estava louca como ele achou que ela era.

— Então, por que você quer se tornar minha amante?

— Porque você é mais forte que eu. Só sinto atração por aqueles que são mais fortes do que eu.

— Você quer me matar, mas você não pode, então quer que eu me torne seu amante?

— Sim. Você entendeu tudo.

Era uma lógica ridícula para os humanos, mas era muito lógico para deuses demoníacos. Lucan já havia recebido os olhares lascivos de Shilenda e Thanatos, que ele havia derrotado. Elas tinham medo de Lucan, mas também o desejavam. Ele não sabia se os outros deuses eram assim, mas os deuses demoníacos eram, obviamente, atraídos sexualmente para aqueles mais fortes que eles.

No entanto, Lucan estava enganado.

A razão pela qual eles foram atraídos por Lucan não foi meramente devido à sua força, mas por causa de seu poder de Hwanmong. A atração misteriosa era causada pelo desconhecido poder de Hwanmong! Mesmo antes de se tornar um Governante de Hwanmong, o charme emanado por Lucan pelo poder de Hwanmong já existia. Se combinado com um nível de força suficiente, ela se tornaria voluntariamente uma escrava de Lucan. Desnecessário dizer que, nesse estágio, aquela habilidade não iria decepcionar agora.

Foi o suficiente para fazer com que Cardia, que odiava Lucan, ansiasse por seus dotes.

Porém, Lucan era livre para aceitar ou não. Não havia necessidade de levar as coisas pelo lado da força. Ele tinha Hayun na Terra, mas não havia necessidade de se limitar em Hwanmong. Até aquele ponto, Lucan ainda não tinha se dado conta disso.

Pensando bem, ter mais uma amante em Hwanmong não é grande coisa.

Cardia poderia ser chamada de a maior beldade do sistema dimensional, por isso aquilo não seria nada mal.

Pensando nisso, Lucan já havia aceitado alguns membros em sua Família depois de lutar contra eles. A Rainha Naga Melinad lutou muito para matar Lucan no início, porém mais tarde se tornou sua amante. Portanto, não parecia estranho aceitar Cardia como um amante depois de ter acabado de matá-la.

Em vez de ser estranho, parecia até mais natural.

Lucan assentiu com facilidade.

— Ok. Eu vou fazer isso.

Os olhos de Cardia brilharam.

— Sério?

— Claro. Aceito as três condições.

— Ok. Então prove agora.

— Prova?

— Você tem que provar que se tornará meu amante.

Lucan rapidamente percebeu o que a prova de Cardia significava.

— Tudo bem. Eu vou provar para você.

Ele queria sair do Abismo e salvar o seu povo agora, mas as negociações poderiam ruir completamente se ele não pudesse conquistar o coração de Cardia. E ele não sabia quanto tempo levaria para obter seu coração. Talvez a porta do coração dela nunca abrisse.

Então, melhor seria se concentrar em Cardia.

*Chrak*

Lucan agarrou os panos brancos cobrindo o corpo de Cardia e ela ficou nua de uma só vez. Não haviam restrições neste local, onde os dois flutuavam em um céu cheio de neve.

A partir de então, Lucan provou a Cardia que ele poderia ser seu amante.

Cardia era infinitamente exigente, mas Lucan cumpriu todas essas demandas.

XXXXXXXXXX

Muito tempo se passou.

Depois de passar algum tempo em uma cama transparente no céu, Lucan finalmente desceu para os campos nevados. Cardia também pousou sobre ele.

— Eu serei selada, como prometido.

Ao contrário de antes, ela olhou para Lucan com um olhar afetivo. Lucan sorriu.

— Obrigado por manter sua promessa, Cardia.

— De sua parte, não se esqueça de mim. Não vou te perdoar se você perder seu interesse.

— Não se preocupe com isso. Eu vou visitá-lo com frequência o suficiente para irritar você.

Não era lisonja. De fato, Lucan sempre teve que ter cuidado com Hayun. O corpo dele era tão forte que ele poderia machucá-la. Mesmo rainhas demoníacas ou regentes espirituais eram apenas mulheres comuns na frente de Lucan. Ele sempre teve que se conter. Ele tinha que ser tão cuidadoso quanto segurar um ovo na mão.

Portanto, era impossível sentir satisfação total ao possuí-las. Era mais algo espiritual do que físico.

Naquele momento, porém, ele conheceu alguém com um corpo incomparavelmente forte, então era possível sentir uma satisfação extrema. O corpo de Lucan foi fortalecido devido ao poder de Hwanmong. Cardia era a única no mundo que podia tê-lo sem restrições. Pelo menos quando Lucan a segurava, não precisava controlar seu próprio poder. Portanto, Cardia era um ser indispensável para Lucan.

Ele sorriu para ela e disse:

— Assim que o trabalho no Mundo Celestial acabar, vou selecionar uma estação e conectá-la ao seu mundo selado. Se você se controlar bem e não abusar do seu poder, não vou mudar as espécies que vivem lá.

Cardia apenas riu.

— Isso não é uma preocupação. Você ficará surpreso com o modo de vida que eles terão.

Se fosse realmente assim, não haveria sequer motivo para selar Cardia. No entanto, Lucan ainda queria mantê-la selada. Cardia também queria isso. Depois de estar presa no selo de Lucan, ela poderia viver como desejava. Mas, no momento em que deixasse o selo, ela não saberia como as coisas poderiam mudar.

— Desperte todos eles. Agora é hora de ir a um novo mundo.

Cardia balançou as mãos para os deuses demoníacos maiores petrificados. Eles foram imediatamente libertados da maldição e voltaram ao normal.

— Ohh!

— Ufa!

Eles suspiraram aliviados ao pensar em viver de novo.

Cardia declarou:

— Se vocês têm algo para resolver, façam logo. Não será fácil voltar aqui mais tarde.

— Sim!

— Entendido!

Os deuses demoníacos maiores pegaram todos seus pertences. Claro, eles eram em sua maioria golems feitos usando o poder de destruição, mas eles ainda queriam ficar com eles.

Então, Lucan sorriu.

— Não há necessidade de levar as coisas separadamente. Todos os seus castelos também serão movidos.

Quando Lucan acenou com a mão, uma fenda gigantesca apareceu no céu e os castelos construídos pelos grandes deuses demoníacos foram sugados para lá.

Cardia também havia feito um belo palácio, então ficou encantada quando Lucan também o moveu.

— Isso é ótimo. Agora eu não preciso de uma casa separada.

Ela sorriu para Lucan e desapareceu na fenda. Os outros grandes deuses demoníacos se curvaram para Lucan e também voaram para a fenda. Shilenda e Thanatos não esqueceram de dar uma piscadinha para Lucan.

Isso significava que o encontrariam mais tarde.

Lucan não se importou e apenas acenou com a cabeça.

*Kuom om om om*

Todos entraram na fenda e desapareceram. Era um selo criado pelo poder de Hwanmong. Como resultado, quatro deuses demoníacos maiores e uma deusa demoníaca superior do Abismo foram permanentemente isolados do sistema dimensional.

Eu também tenho que levar uns souvenires, né.

Quando eles desapareceram, Lucan usou a neve para fazer armas e equipamentos. Afinal, as armas feitas ali eram mais fortes do que os itens de classificação celestial.

Na verdade, Lucan não precisava mais de uma arma, mas isso tinha seus próprios encantos.

Estas são simples o suficiente. Devo fazer mais?

Ele fez duas espadas e uma armadura extra antes de se transportar para um espaço maior. Depois disso, ele estava pronto para deixar o abismo. Ele voou para a área onde a neve branca se tornava a escuridão do espaço vazio.

*Kwaaaah*

Um redemoinho apareceu na entrada do abismo. A entrada era a saída. Não havia outra saída para o Abismo. No entanto, as pessoas só podiam descer por aquela entrada. Ela foi projetada como uma via de mão única, para que ninguém pudesse sair. No entanto, isso era inútil contra Lucan, que tinha o poder de Hwanmong.

*Supak*

Ele se transformou em um raio de luz e escapou do abismo.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

8 Comentários

  1. Vish, depois de um tempo volto aqui para continuar lendo, viver ocupado é triste, mas o importante é ter pão de queijo e uma boa novel para ler. Obrigado pelo capítulo.

  2. Traduzindo: essa fêmea tem uma carcaça que aguenta desaforo! Novels, dando dicas românticas desde 19xx…

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!