TA – Capítulo 145

O Experimento de Hunt

Quando os pedaços de carne podre e membros cobrindo a parte externa do corpo de Hunt foram reduzidos a cinzas, a aparência original do homem foi revelada. As duas pernas e um braço estavam faltando, mas seus olhos mais uma vez pareciam pertencer a um ser humano.

Gemendo, Hunt também começou a rastejar em direção a Kaelyn, arrastando seu corpo restante com partes dele ainda sendo queimadas pelo fogo.

Lucien tirou um tubo de vidro cheio de cinzas brancas e o entregou a Kaelyn e, em seguida, ele a carregou para mais perto de seu marido.

— Isto é… — O coração de Kaelyn parou por um segundo. Surpreendentemente, as cinzas no tubo de vidro pequeno pareciam familiares para ela, e lágrimas escorreram pelo seu rosto.

— Essa é a… Mary? — A voz de Hunt tremeu de dor e choque. — Kaelyn… É Mary… nossa filha…

— Mary ficou presa em uma Trava Mágica. Antes de morrer, ela me pediu para trazê-la para casa, — Lucien explicou brevemente. Ele não mencionou nada sobre como Mary passou os últimos dias de sua vida no mundo das almas, onde não havia comida, nem cor e nem qualquer forma de vida. Isso seria demais para os pais dela.

Os lábios de Hunt se abriram levemente, mas ele não fez nenhum som. Em seguida, ele caiu em prantos.

— A Tranca… Mágica… — Hunt soltou de forma dolorosa, não de seu corpo, mas direto de seu coração: — Eu sabia que tinha que ser a Tranca Mágica… Ela tomou mais de vinte anos da minha vida, e também levou Mary para longe de mim.

Lucien permaneceu em silêncio. Ele tinha a sensação de que Hunt sempre soube alguma coisa sobre o desaparecimento de Mary, e seu palpite acabou por ser correto.

Kaelyn engasgou com seus soluços, chorando. Após remover a rolha do tubo, ela espalhou um pouco das cinzas de Mary em seu peito e levou o resto a boca. Então, ela abraçou seu marido com força. O fogo no corpo de Hunt estava agora queimando ela também.

— Sr. Evans, obrigada. Pelo menos podemos nos reunir antes de morrer, — disse Kaelyn. Então, ela acolhe a cabeça de Hunt em seus braços e beijou a testa dele com os lábios cobertos de cinzas de Mary.

Olhando para o casal no fogo, os sentimentos de Lucien ficaram sinistros. Ele não sabia o que dizer.

— Nós… nós não devíamos ter levado a Mary conosco… Não deveríamos ter ficado em Bonn… Deveríamos… deveríamos ter voltado para Djibouti… minha cidade natal. — Hunt abraçou Kaelyn, claramente por um fio.

— Eu sempre amei você, todo esse tempo, — disse Kaelyn para ele. — Eu te amo e também à nossa filha, não importa onde estivermos, — acrescentou ela em voz baixa.

— Eu também. — A consciência de Hunt estava desaparecendo. — Como eu… gostaria… de nunca… nunca ter aprendido ma…

Ele não conseguiu terminar a frase expressando seu pesar. Kaelyn fechou os olhos e o abraçou com firmeza e, em seguida, ceifou sua própria vida com um pequena adaga em seu vestido.

Quando os dois corpos estavam quase inteiramente queimados pelo fogo, um vento frio soprou a fumaça para longe. Pontos de luz apareceram no céu, e aos poucos se uniram.

A figura da menina, Mary, apareceu no céu noturno, e ela ainda parecia doce e bonita. Hunt e Kaelyn estavam em pé atrás dela, embora suas feições estivessem bastante embaçadas.

Os lábios de Mary estavam se movendo em silêncio, e só Lucien conseguia ouvir sua voz:

— Obrigada. Obrigada por me trazer para casa. Finalmente, eu reencontrei minha mãe e meu pai.

Então, as imagens se transformaram em pontos de luz novamente e desapareceram com o vento. Ao mesmo tempo, pontos luminosos se dirigiram em torno da mão esquerda de Lucien e uma marca em forma de lágrima branca foi deixada em sua pele.

Lucien ainda tinha a proteção da Resistência à Morte, mas ele ainda estava rodeado pelo gás podre deixado pelos inúmeros corpos na área, que estavam lentamente afetando ele. Porém, quando a marca apareceu na mão de Lucien, ele imediatamente se sentiu revigorado. A marca foi um presente daquela família, uma proteção constante para Lucien ter certa tolerância contra os efeitos nocivos causados por mortos-vivos.

A fim de encontrar mais informações sobre magias de necromancia, Lucien decidiu encontrar o laboratório de Hunt, que, de acordo com as palavras de Kaelyn, deveria estar bem perto do cemitério.

— Vocês lidem com o resto das cascas no castelo! — Lucien se virou e disse a Betty, Joanna e Simon no andar de cima em voz alta. — Eu preciso ter certeza de que não há nada maligno deixado no laboratório do necromante!

— Sim, Sr. Evans! — os três responderam juntos, já que todos eles acreditavam que Lucien era um poderoso cavaleiro santo, foi responsável pela eliminação de feiticeiros malignos em todo o continente.

Embora Lucien tivesse certeza de que nenhum deles sabia a diferença entre feitiços arcanos e divinos, ele decidiu se certificar disso, verificando a mente de seus três guardas mais tarde usando Enfeitiçar Pessoa.

Cuidado nunca era demais ao esconder sua identidade.

Perto daquele cemitério em chamas, a porta do laboratório estava aberta. Parecia que, quando seu experimento teve sucesso, Hunt imediatamente correu para fora do laboratório para informar Kaelyn desta boa notícia.

Embora Lucien estivesse relativamente preparado para o que ele pudesse vir a encontrar lá dentro, quando ele realmente entrou no laboratório, ele ainda quase que vomitou, vez que todo o laboratório parecia um pequeno matadouro: muitos corpos humanos estavam espalhados pelo lugar, e a maioria deles eram de bebês, crianças e adolescentes. Os corpos foram cortados em pedaços e os órgãos foram colocados em categorias na mesa de operação do laboratório.

Ao lado da mesa de operações, ficava a escrivaninha de Hunt, na qual uma árvore foi esculpida de cabeça para baixo, um dos símbolos mais conhecidos da escola da necromancia— a árvore invertida da vida. Havia dez círculos no topo dos dez ramos da árvore, mas não havia nada nos círculos.

O que Lucien achou se tratar de uma simples caixa retangular à primeira vista acabou por ser um pequeno caixão. Depois de uma verificação cuidadosa, Lucien abriu o caixão. Para sua grande surpresa, Mary estava dentro dele. A Mary dentro do caixão parecia ter em torno de sete ou oito anos de idade, e suas bochechas estavam ligeiramente coradas, como se ela estivesse apenas dormindo. Lucien tocou suavemente seu rosto macio e delicado.

Tendo certeza que o verdadeiro corpo de Mary tinha sido reduzido a cinzas por ele, Lucien compreendeu qual era o experimento de Hunt. O objetivo de Hunt em recolher os corpos de bebês e crianças jovens foi para fazer um corpo humano, mas evidentemente ele havia falhado.

Remexendo no laboratório, Lucien encontrou dois livros em um canto. Um parecia conter anotações, e o outro era bem grosso, com o título em relevo na capa: Livro da Necromancia.

Folheando rapidamente o livro e as anotações, Lucien primeiro fez uma cópia deles em sua biblioteca espiritual, e então começou a ler as notas de Hunt com cuidado:

“De acordo com a informação sobre a torre mágica, Bonn, esta pequena cidade no Ducado Violeta, tem conexões com uma ruína mágica misteriosa que é protegida por uma Tranca Mágica, que está possivelmente relacionada com o paradeiro dos vários arquimagos lendários. Um deles foi o famoso necromante chamado Wilfred, amigo do Profeta, Waldo· K· Maskelyne. E eu aposto que o local deve estar cheio de itens mágicos e tesouros!”

“Bonn é ainda mais bonita do que eu pensava. Os moradores aqui são amigáveis e tradicionais. E a menina chamada Kaelyn… ela é linda.”

“Por que eu simplesmente não consigo encontrar a Tranca Mágica? Que tipo de tranca ela é? Eu me pergunto se ela foi projetada por Maskelyne em pessoa.”

“Não consigo encontrar qualquer pista, nem mesmo investigando as relações entre os moradores desaparecidos da cidade. Talvez seja a hora de desistir, mas eu também não quero arrastá-la para longe de Bonn. Talvez… talvez eu deva lhe contar a minha verdadeira identidade.”

“Eu tenho uma menina agora, eu sou um pai agora! Kaelyn e eu queremos chamá-la de Mary. Eu atualmente não tenho me importado com magias de necromancia, com o experimento conduzido em conjunto por Maskelyne e Wilfred, nem mesmo pela Tranca Mágica e as outras coisas desse tipo. Nada é mais importante do que a minha esposa e minha menina!”

“Mary está desaparecida há três dias. Tenho certeza de que eu matei todos os animais selvagens nesta área. Eu não faço ideia de onde minha menina poderia ter ido… Eu não sei… Será que é algo relacionado à Tranca Mágica? Impossível… Depois de tantos anos… Isso seria ridículo!”

“Minha querida Mary, onde você está? Nós sentimos tanto a sua falta. Por favor… por favor, volte, papai está implorando…”

“Kaelyn chora todos os dias. Acho que precisamos de um novo ambiente para viver. E eu preciso de um ambiente melhor para estudar necromancia novamente para ver se podemos encontrar Mary. Se algo realmente ruim aconteceu com ela… Vou tentar trazê-la de volta à vida.”

“O barão em Neblinosa finalmente matou o próprio filho para prolongar sua própria vida! Agora nós dois conseguimos o que queremos. Ele pode manter sua juventude por mais alguns anos, e eu posso começar a minha experiência agora!”

“Por que meu corpo começar a cheirar como um cadáver? É esta a vingança dos mortos? Eu ouço aquele lamento agonizante o tempo todo… Eu preciso me apressar… Quando eu me tornar um necromante de nível intermediário, a dor no meu corpo nunca mais me incomodará!”

“Eu não consigo… Ser um necromante de terceiro círculo é algo que eu nunca poderei alcançar. Não posso deixar meu corpo apodrecer assim. Talvez eu deva tentar o ritual escrito no livro, chamado Corpo Costurado, e acho que é hora de fazer o corpo de Mary também.”

“Refazer o corpo de Mary é muito caro, e eu gastei todo o meu dinheiro. Embora eu não queira, eu terei que abrir mão de meu único item mágico para continuar o experimento. De qualquer forma… se eu conseguir me transformar com sucesso em um Corpo Costurado, eu vou ser capaz de usar as magias de terceiro círculo diretamente. Eu não vou precisar mais do item.”

“Ele me mandou um convite, falando sobre algo chamado Banquete da Morte… o Congresso de Magia. Talvez eu devesse ir se meu ritual acabar sendo bem-sucedido. Mas onde fica o Castelo Carendia? Eu preciso escrever uma carta para perguntar.”

“O barão está ficando cada vez mais ganancioso. Agora ele não está unicamente visando as crianças em seu território, mas também está à procura de um corpo fresco de um cavaleiro menor de idade para substituir o seu próprio corpo. O que ele está pensando? Ele acha que é tão fácil de encontrar um cavaleiro menor de idade? Bobagem… Quando a minha experiência estiver completa, eu vou levar Kaelyn e Mary para longe de Neblinosa, antes que os atos do barão atraiam a atenção da Igreja.”

“Castelo Carendia… Eu nunca esperei que seria lá. No meio da escalada da montanha chamada Aronne, ao lado de Korsor. Interessante. Eu me pergunto por que eles escolheram um lugar assim.”

Esta informação realmente surpreendeu Lucien. Ele nunca esperava que fosse encontrar a localização do castelo nas anotações de Hunt, e o convite também estava no meio das páginas.

O resto das anotações tratava principalmente sobre o ritual Corpo Costurado e o registro do processo de criação do corpo de Mary. As estatísticas e os registros eram preciosos para Lucien.

Pegando o outro livro, o Livro da Necromancia, Lucien olhou ele bem por cima. O livro foi deixado por um dos alunos de Wilfred, o necromante lendário, e gravou a maioria das magias de necromancia e rituais ensinadas por Wilfred. Porém, para a infelicidade de Lucien, não havia nada relacionado à forma como Wilfred superou o nono círculo e se tornou um arquimago lendário, sendo reconhecido como o Grande Mestre Pálido.

Não encontrando outros itens de valor no laboratório, Lucien pegou o convite e deixou o local e, em seguida, botou fogo no laboratório, queimando ele completamente.

Depois de observar a grande fogueira reduzindo todos os corpos, incluindo o de Mary, a cinzas, Lucien se virou lentamente, e pensamentos diferentes preencheram sua mente.

Necromantes da antiguidade acreditavam que o corpo de um ser humano que morreu antes de atingir a maioridade era o material mais puro e mais apropriado para a realização de rituais de necromancia, e era por isso que o barão estava tão obcecado com corpos de jovens.

Mas por que Maskelyne, um feiticeiro lendário na escola de Astrologia, iria realizar um experimento com Wilfred, o Grande Mestre Pálido, da escola de Necromancia? E parece que era um experimento misterioso e significativo…


Não esqueça que Trono do Arcanista agora tem um Padrim para você pode apoiar o trabalho da equipe 3Lobos e também aumentar a quantidade de capítulos dessa novel sensacional! Além disso, você poderá ler mais capítulos se apoiar o projeto!

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

9 Comentários

  1. Estou de olho é em todas essas coisas que Lucien está acumulando heheh
    Essa novel ta muito dahora

    Agradeço ao mestre Vermillion pelo capítulo =D

    1. Seria maneiro se ele fosse tentar ser cavaleiro tbm e virar um cavaleiro mágico talvez até o 1 desse mundo.

  2. A profundidade das classes nesse mundo é muito grande. Só Magos e Sacerdotes abrangem um leque gigante. Muito top estou amando a novel.
    O que eu acho engraçado é que autores orientais fazem obras de inspiração ocidental melhor que os autores ocidentais. KEW

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!