TA – Capítulo 166

A Escuridão em Meio à Explosão

 

Estava escuro dentro do museu. Como as estátuas de cera em ambos os lados dos corredores pareciam muito vivas dentro de suas proteções de vidro, muitos dos visitantes estavam impressionados e até um pouco assustados.

— Ótimo trabalho! A única diferença é que a estátua tem uma pele um pouco mais escura que a minha! — Visconde Wright riu. — Uma grande habilidade artística, Sr. Saugus! Se eu ficar ao lado dela aqui à noite, aposto que ninguém saberia qual seria o real.

Por causa do ataque anterior, o rosto de Saugus parecia bastante sombrio. Ouvindo o elogio do visconde, Saugus se animou um pouco.

— Meu senhor, a estátua foi personalizada para você quando tinha acabado de voltar de Holm. Naquela época, sua pele tinha uma tom mais bronzeado.

— Haha… Saugus, você não vai me dar nenhuma chance de dizer que seu trabalho não é perfeito, vai? — O Visconde Wright riu de novo, ainda mais alto. — É verdade, eu me lembro. Quando voltei no Mês do Fogo, minha pele estava bem bronzeada.

— Sim, sim… eu quase não pude reconhecê-lo naquele momento. — Grannueve foi no embalo das palavras do visconde com um sorriso lisonjeiro. Então, ele deu uma olhada para Harrison Brown e disse para Wright: — Meu senhor, Harrison Brown foi o alvo desses ataques. Eu me pergunto se eu deveria ficar longe dele. Afinal, eu não sou um cavaleiro.

Wright arrumou um pouco as roupas e respondeu:

— Não se preocupe. Embora esses feiticeiros queiram matar Brown, não podem perder mais pessoas, especialmente seus membros importantes, ou simplesmente mandariam diretamente um feiticeiro de nível intermediário para cá e o matariam facilmente. No entanto, se esse fosse o caso, o feiticeiro seria capturado depois com certeza. Então, mesmo que ainda haja mais ataques, eles não chegarão perto de nós.

— Entendo… Isso definitivamente faz sentido, meu senhor, — respondeu Granneuve, apesar de ainda se sentir preocupado.

— Apenas aprecie as obras de arte do Sr. Saugus. Se alguma coisa realmente acontecer, você terá minha proteção, — Visconde Wright acrescentou.

— Obrigado… obrigado, meu senhor! — Granneuve, que sempre afirmou ser o servo mais leal do visconde, mostrou apressadamente sua gratidão.

Ouvindo as palavras do visconde, o resto dos nobres também se sentiu um pouco mais aliviado.

Do outro lado do museu, com a mala preta na mão, Lucien caminhava calmamente para o final do corredor. Depois de algumas voltas, ele encontrou um canto onde não havia ninguém, exceto algumas proteções de vidro vazias, que aguardavam as próximas estátuas de cera.

Calculando rapidamente a distância entre Brown e ele próprio, Lucien cuidadosamente escondeu a mala depois de tirar os Thales restantes de dentro e abrir o compartimento secreto. Debaixo do compartimento, havia dez tubos de Gel Flamejante e um pacote de pólvora, bem como um pavio muito longo enrolado.

Além disso, estes tubos de Gel Flamejante tinham uma força explosiva muito mais poderosa em comparação com sua versão original. Lucien havia obtido enxofre, ácido nítrico e alguns outros produtos e fabricado nitroglicerina. Em seguida, ele adicionou isso no pré-fabricado Gel Flamejante.

A razão pela qual Lucien não usou diretamente apenas nitroglicerina foi que ele precisaria das ondas de poder produzidas pelo Gel Flamejante mais tarde.

Na noite anterior, Lucien calculara a velocidade de queima do pavio que seria aceso. Depois de colocar o pavio e o pacote extra de pólvora no lugar correto, Lucien acendeu o pavio com uma pederneira.

Até o pavio foi especialmente tratado por Lucien. Ele o mergulhou em um líquido químico com antecedência para garantir que a queima fosse estável e lenta.

Depois de terminar tudo aquilo, Lucien abaixou mais a cartola preta e caminhou de volta para a multidão em um ritmo rápido, porém calmo.

O som fraco de um pavio queimando em um canto escondido era quase impossível de se ouvir.

O processo foi lento, mas continuava em andamento.

Dois minutos depois, Lucien estava de volta na multidão. Ele viu os nobres ainda conversando, andando e apreciando as obras de arte.

Um minuto, — Lucien pensou.

Brown esperava que um dia sua própria estátua de cera pudesse ser feita pelo museu da cidade.

Perto dele, Saugus estava ocupado conversando com alguns nobres, discutindo a questão de fazer novas estátuas de cera para eles.

Brown também queria falar com Saugus. Quando aquele estava caminhando em direção a esse, viu um jovem de cabelos e olhos negros que estava observando uma estátua de cera com muito afinco. O jovem usava uma cartola preta e um monóculo de aparência elegante, que era um estilo típico e muito popular de Holm.

A moda de Holm agora está influenciando Sturk, — pensou Brown. — De fato, muitos jovens nobres em Sturk estão seguindo essa tendência.

Brown sentiu que provavelmente deveria experimentar este estilo algum dia também. Enquanto pensava, rapidamente chegou ao lado de Saugus.

O patrulheiro noturno que parecia um aventureiro seguiu Brown de perto no seu lado esquerdo para protegê-lo de qualquer ataque repentino.

Quinze segundos, quatorze segundos…

Lucien saiu da frente do mostruário e caminhou em direção a Brown.

Seis, cinco…

Lucien passou por Brown.

Enquanto andava, Lucien contou em silêncio em sua mente: — Quatro, três…

— Sr. Saugus, eu me pergunto se… — Brown falou com o dono do museu.

Dois, um…

*Bang!*

Houve um som estrondoso de explosão! A grande explosão causou uma vibração feroz, e todo o museu sentiu o impacto!

O som horrível na verdade consistia em algumas ondas de explosão e, junto com elas, o poder das ondas mágicas também era muito poderoso.

A explosão aconteceu um segundo depois da expectativa de Lucien, provavelmente por causa da mudança do vento ou algo similar, mas como Lucien estava em alerta máximo, assim que a explosão aconteceu, ele rapidamente entrou em ação.

Magia de primeiro círculo: Enfeitiçar Pessoas.

O alvo do feitiço era Brown.

Depois de obter o Livro da Necromancia e analisar o modo necromântico de meditar, Lucien descobriu que o princípio comum da maioria dos feitiços necromânticos era afetar a secreção de hormônios do ser humano e o julgamento sensorial usando algum tipo de ondas cerebrais especiais.

Com base nisso, Lucien desenvolveu duas novas versões de Enfeitiçar Pessoas. Uma delas colocava mais ênfase na influência da magia sobre a alma do indivíduo, o que, em troca, reduziria o poder necessário na intervenção das ondas cerebrais. Assim, funcionava melhor em feiticeiros, mas também produzia ondas mágicas mais fortes e, portanto, era mais fácil de ser notado ou identificado. Enquanto isso, a outra era uma versão oposta, que era específica para pessoas comuns, e não feiticeiros.

Como essa última versão era muito difícil de ser notada, funcionou perfeitamente nesse momento. Além disso, como o poder de Brown foi despertado pela poção, sua força de vontade não era tão forte quanto a dos cavaleiros que tiveram esse despertar por conta própria.

Naquele momento, as minúsculas ondas mágicas produzidas pelo feitiço de Lucien foram impossíveis de serem notadas, especialmente porque a explosão foi totalmente esmagadora!

Ninguém presente notou o feitiço de Lucien.

A luz branca explodiu novamente do amuleto de Brown pela terceira vez, um mero segundo mais lento que o movimento de Lucien. Assim, Brown de repente pareceu muito confuso por um segundo antes de ser coberto pelas penas.

A grande explosão fez todo o museu tremer ferozmente, e as fortes ondas mágicas indicaram que era provável que um mago de nível intermediário estivesse lançando seu ataque. Ao mesmo tempo, o patrulheiro noturno, o Visconde Wright e outros cavaleiros imediatamente entraram em ação. Alguns deles assumiram uma postura defensiva, enquanto outros correram para o local onde a explosão aconteceu.

Damas nobres estavam gritando. A maioria das pessoas estava terrivelmente em pânico. Tudo ali era um grande caos. Eles começaram a inundar a saída do museu, empurrando e trombando uns nos outros.

Vendo que Brown se protegeu bem com as Penas de Anjo, o patrulheiro noturno olhou em volta enquanto a maioria dos grão-cavaleiros se afastou para verificar o local da explosão. Qualquer um que ousasse dar um passo mais perto de Brown seria morto pelo patrulheiro noturno imediatamente.

Enquanto o patrulheiro noturno olhava ao redor, ele viu o jovem usando a cartola preta também empurrando outras pessoas para se aproximar apressadamente do portão para escapar. Seu monóculo elegante estava agora pendurado em sua orelha de forma desajeitada.

Inútil… — pensou o patrulheiro noturno por desprezo.

E então o jovem saiu do salão do museu junto com a multidão.


Não esqueça que Trono do Arcanista agora tem um Padrim para você pode apoiar o trabalho da equipe 3Lobos e também aumentar a quantidade de capítulos dessa novel sensacional! Além disso, você poderá ler mais capítulos se apoiar o projeto!

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

17 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!