TA – Capítulo 187

Desenvolvendo o Artigo

 

— Sim, eu tenho algumas ideias interessantes sobre uma magia única que eu aprimorei sozinho, — Lucien sorriu e acenou casualmente. — Então, eu gostaria de desenvolver um artigo a partir disso.

— Você entende de arcana? — questionou Eric diretamente, já que ele nunca poderia acreditar que um jovem que acabou de começar a aprender arcana poderia obter qualquer resultado em sua pesquisa, não importava o quão talentosa essa pessoa fosse.

Lucien entendeu totalmente o motivo para Eric ter ficado tão surpreso, já que ninguém de seu mundo original apresentaria qualquer resultado significativo de pesquisa depois de estudar um assunto por pouco mais de um mês. Portanto, ele explicou educadamente:

— Eu não posso realmente considerar minhas ideias como parte da arcana, falando honestamente, mas eu sinto que o mecanismo que eu apliquei ao aprimorar deste feitiço pode ser interessante. Claro, eu também não sei se isto é algo que já existe.

Embora Lucien soubesse que precisava mostrar seu poder e talento mais cedo ou mais tarde para ganhar mais oportunidades com um determinado grupo ou organização, como um recém-chegado, com conhecimento muito limitado do Congresso, Lucien primeiro precisava ser humilde e cuidadoso.

Enquanto ele não tivesse ciência plena do atual nível de conhecimento do Congresso e o progresso das pesquisas nas diferentes escolas, Lucien ainda precisava fazer experimentos mágicos por conta própria para verificar se o conhecimento que ele trouxe de seu mundo original ainda funcionava da mesma maneira aqui, mas, depois disso, seria a hora dele mostrar sua capacidade.

É claro, além disso, os resultados da pesquisa que Lucien iria publicar no futuro deviam ser divulgados seguindo uma ordem científica, ou muitos feiticeiros eruditos possivelmente perceberiam que Lucien era mais do que um gênio, sendo na verdade uma aberração e um ser de outro mundo! Se chegasse a isso, um grande perigo viria com certeza para Lucien antes que ele conseguisse poder suficiente para se proteger.

Ouvindo a explicação de Lucien, a expressão facial de Eric relaxou um pouco.

— Entendo… mas o que eu tenho que lembrar é que, se o resultado da sua pesquisa for baseado em antigas crenças mágicas, o resultado da avaliação do conselho pode desapontá-lo, já que muitas das crenças antigas já foram derrubadas pelo estudo na arcana.

— Não faz mal tentar, não é? — Lucien sorriu.

— Eu acho que não… — respondeu Eric com muita dúvida. — Então, quando você quer enviar o artigo?

— Eu posso fazer isso hoje, — disse Lucien a sério.

— O quê? Você sabe que fechamos às seis horas? Faltam menos de uma hora e meia. — Eric ficou muito surpreso novamente.

— Não tem problema, Sr. Eric. — Lucien estava muito confiante. — Eu já tenho o rascunho montado seguindo o formato da arcana. Esse tempo é mais que suficiente. A propósito, Sr. Eric, posso perguntar novamente se devo enviar meu artigo para os periódicos também?

Vendo a determinação de Lucien, Eric entregou-lhe um rolo de pergaminho e disse:

— Sim, quando um artigo passa pela revisão do conselho, o autor precisa enviar o trabalho para os periódicos por conta própria. Como o Congresso não permite que você envie o mesmo artigo para vários periódicos, é preciso ter cuidado com o periódico escolhido. Quanto mais influente, melhor. De qualquer forma, podemos conversar sobre isso depois que seu artigo for aprovado. — Eric terminou a conversa. — Você pode ir para aquela sala. Eu ainda tenho mais coisas para resolver.

Em uma sala de reuniões azul-clara, cercada por alguns círculos mágicos, Lucien estava ocupado desenvolvendo seu primeiro artigo neste mundo.

“A Aplicação de Ondas Sonoras em Sensores Mágicos: uma experiência que investiga o voo dos morcegos.

Morcegos; Audição; Órgão; Onda Sonora; Sensores.

Como o Sr. Douglas certa vez argumentou, há tantos fenômenos aparentemente comuns neste mundo que tendemos a ignorar na vida cotidiana. No entanto, há em verdade muitos segredos ocultos por trás deles. Todos sabem que os morcegos podem facilmente voar e caçar rapidamente no escuro, mas pouquíssimos tentaram investigar por qual razão são capazes de evitar obstáculos à noite quando voam.”

Lucien estava muito familiarizado com o formato. Direto e claro, era exatamente o que Lucien queria.

A razão pela qual Lucien decidiu submeter o artigo desenvolvido a partir da magia de nível aprendiz, Ecolocalização, foi que a teoria por trás deste feitiço era bastante independente do conhecimento atual de arcana, e poderia ser baseada na tradição do antigo sistema mágico, que estava estudando a estrutura e o poder de diversas criaturas mágicas para desenvolver e melhorar feitiços, e a única diferença no artigo de Lucien era que ele agora estava estudando uma criatura comum.

Comparado ao simples envio de um feitiço, os benefícios trazidos pelo envio de um artigo seriam sem dúvida maiores.

Embora Lucien nunca tenha realmente feito essa experiência, com base em seu conhecimento, não foi difícil para ele compor a metodologia e as estatísticas da pesquisa. Em seu artigo, Lucien montou vários grupos de experimentos controlados para investigar como os morcegos poderiam “ver” no escuro.

Depois de excluir as possíveis respostas, incluindo os olhos dos morcegos, as asas e o pelo, conduzindo esses experimentos, Lucien chegou ao último passo.

Em seu último grupo de experimento controlado, Lucien, em seu artigo, se utilizou de uma configuração onde os ouvidos e os órgãos internos nos narizes e bocas dos morcegos foram afetados. De acordo com Lucien, desta vez, os morcegos não conseguiam mais voar apropriadamente na escuridão.

Portanto, Lucien chegou à conclusão de que os morcegos usavam seus ouvidos para receber ondas sonoras produzidas pelos órgãos em seus narizes e bocas para detectar objetos quando voavam à noite, ao invés de usar seus olhos para enxergar.

Após o experimento, Lucien relatou como ele melhorou a Oscilação de Homan e, assim, criou essa nova magia — Ecolocalização.

No final, Lucien explicou que, devido à complexidade das estruturas dos órgãos de um morcego, ele precisava usar o tecido cerebral de um morcego real como ferramenta para lançar o feitiço. Depois de repassar cuidadosamente todo o artigo, Lucien descreveu a magia Ecolocalização em outro pergaminho e explicou como usá-la, como um novo feitiço a ser submetido ao Congresso.

Quando Lucien se levantou depois de terminar todo aquele trabalho, ele deu uma olhada no relógio e descobriu que a coisa toda só levou menos de meia hora. Ele estava bastante confiante de que nenhuma pesquisa semelhante havia sido feita antes dele nessa área, já que quando ele estava ensinando arcana básica para Anakin, Heidi e Layria, ele nunca encontrou nada parecido com isso.

Abrindo a porta da sala de reuniões, Lucien viu Lazar, que estava andando de um lado para o outro no corredor.

Ouvindo a porta se abrir, Lazar se virou subitamente e perguntou:

— Sr. Eric me disse que você está escrevendo um artigo, é isso mesmo?!

— Sim, mas nada grande. Estou apenas apresentando como melhorei um feitiço, — disse Lucien casualmente para Lazar. — Quando você estava criando a sua magia, Mãos Flamejantes de Lazar, você também escreveu alguns artigos, não foi?

— Sim… — Lazar respondeu subconscientemente. — Mas esse tipo de artigo, você sabe, só seguir as ideias de outras pessoas e fazer melhorias… muitas vezes pode não passar na revisão do conselho. Na maioria dos casos, a pessoa só consegue ganhar alguns pontos com a nova magia enviada.

— Eu sei. Estou apenas tentando. — Lucien sorriu e deu de ombros.

— Entendo… — Lazar assentiu. — Mas espere… como um iniciante em arcana, você já consegue melhorar os feitiços? Como isso é possível?

Lucien respondeu:

— Que isso, velho… Feiticeiros antigos também precisam fazer melhorias.

Lazar fez um longo “hmm” e assentiu com a cabeça seriamente.

— Então, Evans, sugiro que você não crie muitas expectativas em ganhar pontos com o artigo.

Enquanto Lucien estava explicando, ele bateu na porta do escritório do Sr. Eric. Lucien e Lazar entraram juntos no escritório e entregaram os papeis para Eric, que deu uma olhada no longo pergaminho em sua mão e depois assentiu.

— Eu percebo que você está muito bem preparado, Evans. A propósito, posso perguntar a qual campo a magia pertence?

— Ondas sonoras, — respondeu Lucien, curto e preciso.

Eric colocou os dois rolos de pergaminho em duas pastas separadas, depois pegou uma pena e escreveu “ondas sonoras” em um dos lados de cada um deles.

Colocando as duas pastas na gaiola, Eric tocou o sininho novamente. Uma luz branca instantaneamente cobriu a gaiola e, quando a luz se apagou, as pastas já haviam desaparecido.

— Daqui a cerca de trinta minutos, saberemos o resultado. — Eric sentou-se novamente: — Mas eu sugiro que você não fique muito esperançoso, Evans.

Em um escritório espaçoso no décimo quinto andar da torre, muitos sinos tocavam à esmo. Sobre círculos mágicos complexos, muitas pastas apareciam do nada. Não havia pessoas neste escritório, apenas um par de braços no ar pegando as pastas.

— Elementos para Sr. Ravendi, Sr. Gaston. Necromancia, para…

Com algum tipo de fala mecânica, os braços colocam as pastas de volta em círculos mágicos diferentes, que levavam a destinos diferentes.

De acordo com as regras do Congresso, os membros do mais alto conselho não poderiam se juntar ao Conselho de Avaliação Arcana, mas poderiam ser convidados como consultores especiais quando o trabalho estivesse além do conhecimento do conselho.

Para os periódicos comuns, geralmente havia dois membros do comitê revisando e julgando um trabalho de forma independente e, em seguida, uma pontuação média era traçada. Se houvesse discordância, um terceiro membro do comitê seria incluído. E se o problema ainda não pudesse ser resolvido, uma pequena reunião seria feita.

— Magia de ondas sonoras… para o Escritório de Trocas Mágicas primeiro para garantir que seja um novo feitiço, e depois para o Sr. Garfield e o Sr. Jeffrey. O artigo em que se baseia o feitiço… então, para o Sr. Garfield e o Sr. Jeffrey diretamente.

As luzes continuavam piscando no escritório.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

3 Comentários

  1. Ele.vai ficar bem notório pela descoberta, mas; considerando que já existe o teletransporte, eu não acho que ele vai quebrar os paradigmas como foi na música

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!