TA – Capítulo 196

No Residencial

Em Douglas, na residência de Jerome.

— Seu nome também é Lucien Evans? — um jovem de cabelos negros, vestindo uma camisa branca casual e um colete preto, sorriu. — K sempre disse que o nome dele era muito comum, mas eu não acreditei nele. Agora eu entendi… haha.

Este jovem era Rocha, um feiticeiro de segundo círculo. Rocha era bom na Escola Elemental e em matemática, e era um jovem alegre que gostava muito de fazer piadas.

Antes de Lucien responder, Rocha continuou:

— Vou apresentá-lo a K. Não se preocupe, Lucien, K é muito tranquilo, embora seja bastante introvertido. Ao contrário de algumas pessoas no Eletromagnetismo, K é diligente, talentoso e está sempre disposto a ajudar!

Quando Lucien estava prestes a abrir a boca para dizer algo, Rocha o interrompeu novamente:

— Eu sei que você deve estar se perguntando por que eu digo que algumas pessoas da Escola de Eletromagnetismo são arrogantes. Confie em mim, Lucien, eu não sou preconceituoso. Na última edição do Arcana, desde que o Sr. Brook provou que a luz é uma onda eletromagnética especial, essas pessoas afirmam que o poder espiritual é também um certo tipo de onda, e estão rindo de nós todos os dias, porque insistimos na teoria das partículas! Ainda existem muitos experimentos mágicos que não podem ser explicados por ondas, e o presidente ainda não respondeu à teoria do Sr. Brook!

Lucien se divertiu, e rapidamente deu uma olhadinha para Lazar. Lucien achou que Lazar já era tagarela, mas agora ele percebeu que ele não chegava nem perto de Rocha. Pelas palavras de Rocha, Lucien conheceu algumas novas tendências de pesquisa no Congresso, então ele estava ouvindo com bastante paciência.

Lazar comentou:

— O Rocha é sempre assim. Bem, desde que a última edição do Arcana foi lançada, feiticeiros como Rocha que vivem em Allyn o tempo todo e que insistem em usar a teoria das partículas na descoberta do poder espiritual estão enfrentando um pouco de pressão das novas teorias. Eu tenho sentimentos contraditórios em relação às teorias novas e antigas, tanto de pesar quanto de orgulho.

Jerome e sua linda esposa estavam apenas ouvindo e sorrindo.

Parecia que os feiticeiros elementares eram naturalmente defensores da Teoria das Partículas. Sem a grande pressão da Igreja, poderia haver um intenso conflito interno entre os defensores de diferentes teorias.

Quando Lazar e Rocha terminaram sua discussão, Lucien e Jerome estavam sentados no sofá, tomando chá preto feito por Vera. Embora o homem de cabelos castanhos e aparência comum não falasse muito, a felicidade podia ser vista em seus olhos. Sua esposa Vera era uma garota bonita de cabelos ruivos, provavelmente com vinte e poucos anos.

— Sr. Evans, aproveite o chá. Vou preparar o jantar, — disse Vera educadamente, e saiu da sala de estar.

Rocha suspirou de emoção.

— Como você conseguiu encontrar uma moça tão legal, Jerome? As garotas que eu conheço não têm ideia de como ser uma boa esposa…

Jerome sorriu timidamente.

— Rocha, como vai o seu projeto? — perguntou Lazar.

— Rejeitado. O conselho achou que eu estava brincando, — disse Rocha com um pouco de desânimo.

— Que projeto? — perguntou Lucien curiosamente.

— Um ótimo projeto! — explicou Rocha, animado. — Como um feiticeiro da Torre, acho que tudo pode ser representado por números. O que podemos fazer é descobrir um sistema numérico padrão para representar o quão poderoso é um feitiço, ou o nível do poder defensivo de um feiticeiro. Através de medidas e registros, no futuro, quando dois feiticeiros quisessem se enfrentar, os números poderiam mostrar diretamente o resultado, e ninguém sairia ferido.

— Então, e se os dois feiticeiros tiverem suas vantagens e desvantagens? — perguntou Lucien confusamente.

— É uma possibilidade. — Rocha pegou uma folha de papel e começou a escrever: — Por exemplo, a quantidade total de meu poder espiritual é… digamos, 105, e a de Lazar é 96…

— Ei… Por que a minha é menor que a sua? — Lazar não ficou satisfeito com o valor definido.

E então eles começaram a discutir.

— Eles são assim, parecem crianças. — Jerome sorriu para Lucien.

— É por isso que eles são bons amigos. — Lucien assentiu. Aquelas palavras “ruins” usadas por Lazar para descrever Rocha também eram bastante adequadas para ele.

Ignorando Lazar e Rocha, Lucien e Jerome começaram a discutir sobre questões de Astrologia e Elementos, e eles gostaram muito da conversa. Os dois lamentaram não terem se conhecido mais cedo.

— O jantar está pronto. — Vera voltou para a sala de estar, seguida por criados que empurravam carrinhos de jantar.

Baixando sua xícara de chá, Lucien se virou e viu que Lazar e Rocha ainda estavam jogando seu joguinho com cartas.

— Míssil Mágico, Poder 5. — Rocha colocou uma carta na mesa.

— Escudo Flamejante, Defesa 7. — Lazar também pegou uma carta, sério.

— O que vocês dois estão fazendo aqui? — perguntou Jerome curiosamente.

— Eu tenho que admitir que este não é um projeto muito bom. — Rocha franziu a testa um pouco e depois sorriu. — Mas pode ser transformado em um grande jogo de cartas! Espere… eu preciso encontrar um catalisador.

Lucien ficou sem fala. Ele não conseguia entender o jeito de pensar de Rocha.

No entanto, Rocha já tinha mudado para outro assunto.

— Bife e peixe grelhado… O cheiro é tão maravilhoso… A propósito, Vera, por que você escolheu ficar com Jerome?

Sem dúvida, todos os três feiticeiros solteiros sentiram-se bastante invejosos do casamento harmonioso dele.

Depois do jantar, Lucien e Rocha se despediram de Lazar e caminharam juntos para sua casa compartilhada.

A escola de magia só fornecia uma casa individual para professores casados, já que havia muitos professores na escola. Antes de Lazar sair, Rocha conversou com o colega que morava na casa de Lucien e trocou seus lugares, para poder morar junto com Lucien.

Lucien planejava fazer uma poção chamada Pedra esta noite, para ajudar a si mesmo a alcançar o segundo círculo, no entanto, ele se sentiu cansado demais, e então decidiu fazer isso depois do trabalho no dia seguinte.

Turma Árvore Espinhosa.

— Você sabia que a aula de Línguas Antigas de hoje será dada pelo Sr. Evans? — Heidi perguntou a Layria e Anakin de forma inquisitiva.

— Sr. K? Ele é um arcanista de segundo nível e um feiticeiro de segundo círculo, então eu pensei que ele só ensinava aprendizes seniores…

— Não fazia ideia também. Eu ouvi do Grant. — Heidi sacudiu a cabeça.

Ouvindo a discussão dos alunos, até mesmo Sprint, que geralmente não gostava de falar com outros aprendizes, sentou-se um pouco mais ereto, enquanto o nome trazia à tona memórias.

O sinal tocou, indicando o início da aula. Todos os alunos pararam de falar e pareceram mais sérios. Para a grande surpresa de Layria, Heidi e Anakin, foi na verdade o seu professor anterior que entrou na sala de aula.

Lucien Evans estava usando um casaco preto trespassado e uma boina neste dia.

— É mesmo o Sr. Evans! — os três aprendizes falaram juntos, independentemente da disciplina na sala de aula.

Outros aprendizes da turma ficaram muito curiosos, olhando para o novo professor.

Ao verem Lucien, Sprint e Katrina tinham sentimentos contraditórios. Eles se sentiram empolgados e também um pouco preocupados.

Lucien tirou o chapéu e colocou-o na mesa. Ele acenou para os três aprendizes primeiro, e então se virou para a turma toda:

— Eu sou Lucien Evans, seu professor de Línguas Antigas, e vocês podem me chamar de Sr. X se quiserem. Nas minhas aulas, vocês podem fazer o que quiserem, incluindo fazer o seu próprio dever de casa ou dormir, desde que o seu comportamento não perturbe os outros alunos que querem prestar atenção à aula. No entanto, vocês serão responsáveis por suas próprias escolhas. Se forem talentosos a ponto de conseguirem passar no curso sem prestar atenção em mim, vão em frente, e por mim será tranquilo, mas se não forem assim, é melhor se comportar e estudar muito, ou temo que farão esse curso novamente no próximo período. Para os alunos que trabalham duro e entregam o dever de casa a tempo, uma pontuação extra será dada.

Foi a primeira vez que esses aprendizes viram um professor assim, e se sentiram muito animados.

Lucien em seguida pegou uma pilha de papéis.

— Então, na primeira aula… nós vamos fazer uma rápida avaliação.

— Teste de novo não… — Anakin, Layria e Heidi se lembraram de suas memórias ruins. Aos olhos deles, o sorriso do Sr. Evan parecia o do diabo.

Os outros alunos não sabiam o que estava por vir.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

16 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!