TA – Capítulo 197

Primeiro Encontro

Quando o sino tocou para o final da aula, Lucien coletou todos os papéis do teste e saiu da sala. Então, os alunos começaram uma discussão acalorada:

— Vocês conhecem o Sr. X? — perguntou Grant, que era o líder de turma. Grant tinha cabelo preto encaracolado e olhos negros profundos.

Quando Grant perguntou, mais estudantes prestaram atenção em Anakin, Heidi e Layria, tentando obter mais informações sobre o novo professor.

Anakin acenou com a cabeça, já que ele realmente respeitava Grant, que era trabalhador e talentoso:

— Nós já conhecíamos o Sr. Evans. Isso mesmo.

— Ótimo! Ele parece bem legal! — Grant ficou muito impressionado com as palavras de Lucien. — Eu nunca conheci nenhum professor como ele! O Sr. X não é como esses professores teimosos. Às vezes eu já entendia o que estava sendo ensinado, mas ainda não podia fazer minhas próprias coisas… Que perda de tempo!

O rosto de Heidi se contorceu um pouco, e então ele disse seriamente:

— É verdade que o Sr. Evans não se importa se prestamos atenção ou não à aula dele, e ele continua dizendo que temos que ser responsáveis ​​por nossas próprias escolhas e pelas consequências se não trabalharmos duro, mas este é apenas um aspecto de seu ensino, e ele ainda tem outro lado…

As palavras de Lucien eram muito diretas e ganharam o apoio da maioria dos aprendizes. Os estudantes sentiram que o Sr. X era alguém que realmente os entendia, e era um professor legal, que possivelmente poderia se tornar seu bom amigo.

— Qual é o outro lado? — perguntou Grant curiosamente.

— Você vai ver, — responderam os três aprendizes juntos. Todos se lembravam do que haviam experimentado com o Sr. Evans anteriormente.

— Espero que vocês não cheguem a odiar o Sr. Evans, — disse Heidi de maneira significativa.

O resto dos alunos estava muito confuso, mas também curioso. Então, o sino da próxima aula, Poções Mágicas Básicas, tocou, e interrompeu a discussão deles.

Na sala dos professores, assim que Lucien entrou carregando os papéis do teste, cinco professores, três homens e duas mulheres, sorriram e acenaram para ele, enquanto outros sete permaneceram bastante frios, imersos em seu próprio trabalho.

Lucien também acenou para os professores que foram legais com ele, sabendo que esses cinco professores eram todos amigos de Rocha, que já havia contado tudo a eles. Quanto aos outros sete professores, eles não se davam bem com Rocha, então decidiram ignorar Lucien, um feiticeiro que só tinha sete créditos de arcana e sequer tinha um nível como arcanista.

— Ensinar Línguas Antigas e Criaturas Mágicas não deve ser um desafio para você, Lucien. — Quando Vilnia, uma feiticeira loira, passou pela mesa de Lucien, ela gentilmente lembrou a ele: — É melhor você gastar mais do seu tempo estudando arcana básica.

Vilnia tinha cerca de vinte e cinco anos, uma arcanista de primeiro nível e feiticeira de segundo círculo, especializada em Ilusões e Forças. Como uma senhora que tinha tanto o charme da maturidade quanto a beleza da juventude, ela já era casada, e seu marido era um visconde. Todas as manhãs ela pegava o trem mágico para ir trabalhar em Rentato, capital de Holm.

Como Rentato e Allyn eram muito próximas uma da outra, o tempo de viagem era de apenas dez minutos e, como uma feiticeira e ainda por cima nobre, uma passagem de ida e volta custava apenas dois Nars para ela.

— Obrigado por me lembrar disso, Sra. Vilnia. Vou manter isso em mente. — Lucien sorriu educadamente.

— Jovem, educado e bonito. — Vilnia brincou. — Quando visitar Rentato, sinta-se à vontade para vir até a minha casa e ser nosso convidado.

Entre todas as professoras desta escola, que representavam um terço de toda a equipe de professores, algumas eram bonitas, outras charmosas, e algumas pareciam aterrorizantes por causa de alguns experimentos fracassados ​​ou poderes mágicos que poderiam desgastar sua aparência.

Quando Vilnia saiu do escritório, Lucien primeiro verificou os papéis do teste para saber o nível básico da classe, Árvore Espinhosa, em Línguas Antigas. Então, ele pegou uma pilha de papel e sua pena e começou a revisar uma magia de segundo círculo, Espelho, que tinha sido analisada com sucesso antes.

Lucien estava muito interessado neste feitiço, que foi usado uma vez pelo feiticeiro kuo-toan, que poderia ajudar o conjurador a confundir seu inimigo. Como o conhecimento envolvido neste feitiço básico de ilusão também poderia ser encontrado no Astrologia e Elementos Mágicos, Lucien decidiu transformar Espelho em sua primeira magia de segundo círculo, e assim fazer seu próximo avanço para se tornar um feiticeiro de segundo círculo.

Lucien chegou apressadamente a um laboratório da torre mágica de Douglas, após terminar a primeira aula de Introdução das Criaturas Mágicas a outra classe, Pássaro de Sangue.

— Olá, posso utilizar um laboratório de alquimia? — Lucien educadamente perguntou ao velho feiticeiro que gerenciava a torre.

O velho, um arcanista de primeiro nível, feiticeiro de segundo círculo, Iago, respondeu seriamente:

— Desculpe, Sr. Evans, todos os laboratórios mágicos foram emprestados. Por favor, chegue mais cedo amanhã.

— Todos os laboratórios? — Lucien olhou para a torre mágica de cinco andares. Embora não fosse muito espaçosa, havia pelo menos dez laboratórios mágicos em cada andar. Lucien não podia acreditar em seus ouvidos.

Iago respondeu calmamente:

— Sr. Evans, temos que reservar vinte laboratórios para nossos alunos e para os vários arcanistas de segundo nível. Para o resto dos laboratórios, você sabe, quem chegar primeiro, pegou.

— Temos muitos professores que precisam fazer experimentos? — perguntou Lucien, sentindo-se um pouco frustrado e surpreso.

— Não, nem todos eles estão fazendo experimentos, — disse Iago. — Alguns estão fazendo poções e outros estão testando seus ritos de invocação. Todo mundo sabe que uma das melhores coisas de se trabalhar nesta escola é que é possível usar os laboratórios de graça.

— Eu entendo totalmente, Sr. Iago. — Lucien não queria desistir facilmente. — Posso usar um dos laboratórios reservados temporariamente? Então, eu sairia quando a pessoa chegasse.

Construir um laboratório bem equipado aqui era muito caro, e Lucien não podia sequer alugar um agora.

— Não, Sr. Evans. — Iago balançou a cabeça. — Temos regras, a menos que você seja um arcanista de segundo nível, que desfrute de privilégios.

Quando Lucien estava se sentindo bastante frustrado, uma voz baixa veio de trás:

— Você é Lucien Evans?

Lucien se virou e viu um homem alto, de aparência comum, vestindo uma jaqueta preta, parecendo um urso forte.

— Sim, eu sou Lucien Evans… hum… X. E você? — Lucien assentiu.

— Só podia. — O homem alto sorriu. — Você não me parece familiar. Prazer em conhecê-lo, eu sou K.

— Então você que é o meu chará! — Lucien olhou para K com curiosidade.

— Rocha iria me apresentar a você esta tarde, mas eu não estava no escritório, — disse K timidamente. — Você está procurando um laboratório?

— Sim… mas acho que cheguei atrasado. — Lucien concordou com a cabeça, frustrado.

— Então, o que acha de dividir um comigo? — sugeriu K sinceramente. — O que você vai fazer hoje?

— Isso seria incrível! — disse Lucien animadamente, depois, pensando melhor, ele perguntou educadamente: — Eu queria fazer uma poção mágica hoje. Isso atrapalharia seu trabalho?

— Sem problema. Há muitos círculos alquímicos no laboratório. Podemos dividir. — K foi muito generoso.

— Obrigado, K. Como Rocha disse, você é realmente um cara legal, — disse Lucien sinceramente.

— Recebi muita ajuda de outras pessoas também. Vamos! — K era bastante tímido, o que batia com sua compleição grande e alta.

Com a permissão de K, Iago deixou os dois subirem as escadas sem dizer nada.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

10 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!