TA – Capítulo 202

O Poder da Crença

Como apenas uma camada do selo havia sido destravada, naquele momento a Coroa Solar só podia sentir a presença do Mundo das Almas onde esta era muito marcante, e a criatura que ela detectou devia assim ser muito poderosa, o que significava que um morto-vivo horrível estava agora observando Lucien.

No entanto, Lucien permaneceu relativamente calmo e, quando deu uma olhada casual por toda a sala de estudos, não encontrou mais ninguém além de si mesmo.

Embora o sol de inverno fosse agradável e caloroso, Lucien sentia um frio por dentro.

Dando o seu melhor para se comportar como de costume, Lucien pegou um cartão e fingiu que estava lendo as anotações sobre um elemento escrito cuidadosamente nele.

A Coroa Solar estava ficando cada vez mais quente. Olhando para o cartão, Lucien sentiu que havia um grande crânio branco com olhos vermelhos e sanguinários lendo as anotações ao lado de seu rosto. Contudo, no espelho, Lucien viu que era o único na sala de estudos.

Lucien se perguntou se essa coisa havia sido enviada pela Mão da Palidez, mas ele também teve a certeza de que eles ainda estavam suspeitando de seu relacionamento com o Professor, em vez de associá-lo diretamente com o misterioso feiticeiro, ou o que ele estava enfrentando agora seria muito mais do que apenas ser vigiado.

Embora houvesse muitos pensamentos na mente de Lucien, ele não demonstrou nenhum comportamento diferente. Como a maioria dos pesquisadores dedicados a seus estudos, Lucien continuou trabalhando em sua pesquisa sobre os elementos. Em sua mente, ele sabia que precisava mesmo se apressar e criar seu próximo artigo de arcana.

No início da noite, Lucien largou os cartões e saiu do escritório. O calor produzido pela Coroa Solar ficou mais difícil de se notar, mas ainda estava relativamente quente, o que significava que a criatura ainda não havia deixado o local.

Lucien relaxou um pouco, pois sabia que aquilo estava apenas observando-o. A única coisa que ele precisava fazer agora era agir o mais normal possível.

Depois do jantar, Lucien chegou à torre do laboratório como de costume. Assim que entrou na torre, o calor da Coroa Solar desapareceu totalmente.

Lucien ficou muito feliz em ver que os poderosos círculos mágicos protegendo esta torre também poderiam impedir que os mortos-vivos o seguissem até ali.

Neste momento, K caminhou até ele.

— Lucien, eu achei que você não viria aqui hoje.

— Eu sou mais forte que isso. — Lucien sorriu e, em seguida, caminhou com K lado a lado. — A propósito, sobre o que é o seu artigo que trata dos elementos, K? Desculpe ter esquecido de perguntar antes.

K mexeu um pouco no cabelo e respondeu timidamente:

— É sobre o fenômeno onde os elementos sempre se ligam a um número fixo de moléculas em experimentos alquímicos. Em outras palavras… algo conhecido como valência, como proposto pelo Sr. Larry.

— Essa é a base da Escola Elemental. Agora eu entendo por que o Sr. Larry aprecia seu talento, K. — Lucien acenou com a cabeça sinceramente.

K era muito tímido. Ele não respondeu, apenas sorriu, abaixando a cabeça.

Neste momento, várias pessoas passaram e viram Lucien e K.

— Boa noite, Sr. K, Sr. Evans, — cumprimentou um jovem de cabelos pretos e aparência comum. Lucien não tinha certeza se era um sorriso que viu no rosto dele.

Mantendo uma pôquer face, K respondeu:

— Boa noite, Beetee.

Então ele se virou e subiu as escadas até o quarto andar, seguido por Lucien depois de um rápido aceno de cabeça.

— Você não gosta de nós, Sr. Evans. — Beetee sorriu sarcasticamente. — Parece que você não percebeu o que fez de errado.

K se virou novamente e disse com raiva:

— Você não tem que fazer isso, Beetee. Mesmo que Lucien tenha violado as regras, ele é novo aqui, e você poderia ter falado com ele primeiro.

— Olha olha… Nosso Sr. Agradável está com raiva. Isso é raro, — disse o amigo de Beetee. Então, seu rosto longo pareceu mais sério. — O Sr. Evans precisa receber essa lição para perceber como tratamos quem quebra as tradições da escola por aqui.

Antes que Lucien dissesse alguma coisa, Beetee interrompeu:

— Veja bem, eu não estou ligando para quem quebrou as regras. O mais importante para mim é o desenvolvimento da Escola de Eletromagnetismo. Se você continuar seguindo suas teorias erradas e acreditando que os átomos são a base do mundo, K, eu receio que sua cabeça vá explodir quando estiver pensando demais, haha! Agora nós vamos estudar a aplicação das ondas eletromagnéticas sob a orientação do Sr. Fernando, e boa sorte para vocês, pessoal dos elementos.

Beetee geralmente não era uma pessoa muito falante, mas agora ele estava se achando demais, e seus amigos também.

Lucien estava chateado, mas não havia nada que ele pudesse fazer agora. Depois que eles se afastaram, Lucien perguntou a K, confuso:

— K, o que é essa história de… a cabeça de alguém… explodir?

K respondeu em voz baixa, porém ela ecoou naquele espaço fechado:

— Esta não é uma teoria formal, sendo apenas uma suposição comum apresentada pelo presidente do Congresso com base em eventos anteriores. Ele acredita que o mundo meditativo de alguém é um reflexo da própria compreensão da natureza do mundo e suas próprias ideias e também conhecimento.

Lucien assentiu e, pessoalmente, concordou com o Sr. Douglas.

— Tirando as mais de dez meditações comuns que se adequam à maioria dos ambientes meditativos, cada uma das outras meditações tem que trabalhar com seu ambiente específico. Se for um ambiente diferente, ou se este não for estável o suficiente, o poder espiritual pode explodir, e isso pode causar danos à alma e a estrutura do cérebro, ou diretamente explodir a cabeça do sujeito, — disse K seriamente. — Se alguma teoria nova provar que as crenças de um feiticeiro estão erradas, e se ele ou ela não conseguir aceitar ou entender o novo, seu ambiente meditativo dificilmente mudará. Como você deve saber, Lucien, mudar questões relacionadas à ontologia e a compreensão pessoal da natureza do mundo pode ser muito, muito difícil. Assim, deixar de se adequar a novos conhecimentos pode perturbar imensamente a maneira como um feiticeiro realiza sua meditação e a estabilidade de seu mundo meditativo. Ao mesmo tempo, perder a autoconfiança e suas crenças é algo fatal para um feiticeiro também, pelos mesmos motivos. As pessoas poderiam morrer disso. Apenas alguns feiticeiros conseguem superar isso e voltar ao caminho certo.

Lucien ficou profundamente chocado. Anteriormente, ele não conseguiu entender por qual razão Felipe ficou tão zangado e emotivo quando Lucien sintetizou a ureia bem na sua frente, mas agora ele ficou sabendo o motivo. Felizmente, seu experimento não foi capaz de derrubar completamente a Teoria da Força Vital, ou ele teria sido morto pelos necromantes loucos na mesma hora.

Inteligente e trabalhador como Felipe era, Lucien tinha certeza de que o necromante pertencia àquele grupo seleto que conseguiria adequar sua mentalidade rápido o suficiente, como mencionado por K. Lucien também presumiu que Felipe estava agora mesmo trabalhando pessoalmente para derrubar a Teoria da Força Vital, a fim de não deixar nenhuma chance para seus inimigos, o que faria uma enorme diferença.

Não é de se admirar que a Mão da Palidez tenha enviado essa poderosa criatura morta-viva para observar Lucien.

Sem perceber a reação de Lucien, K continuou:

— Porém, todas as teorias existentes ainda estão sob discussão acalorada e enfrentam diversos tipos de crítica, mas geralmente elas não são sólidas o suficiente para destruir completamente as crenças de muitos feiticeiros. Portanto, essa explosão do poder espiritual era algo muito raro. Recentemente, entretanto, nas últimas discussões mais importantes, quando a indução eletromagnética foi demonstrada, alguns feiticeiros de nível avançado e intermediário morreram quando suas crenças foram destruídas. É dito que, mais recentemente, quando a luz provou ser uma forma de radiação eletromagnética, vários pastores em Holm foram mortos pela luz sagrada que caiu sobre seus corpos quando estavam orando. Todas essas coisas provam que a suposição do presidente está correta, e as pessoas que podem resistir a essas grandes mudanças vão se tornar mais fortes.

— O desenvolvimento da arcana e magia caminha junto com sangue e lágrimas. — Lucien concordou com a cabeça, parecendo bastante sério. Ele acreditava que a razão pela qual ele conseguia mudar seu ambiente meditativo tão facilmente era porque ele realmente tinha o conhecimento correto de seu mundo original, mas aqui ele precisava verificar esse conhecimento primeiro.

— Então, o maior desafio que os feiticeiros que originalmente seguiam o antigo sistema de magia encontram aqui é ter que mudar sua compreensão do mundo. Muitos deles não aceitam isso, e simplesmente não progridem mais, — K acenou para Lucien. — Mas você é diferente, Lucien. Você não está apenas crescendo junto com os aprendizes quando está ensinando, mas também está fazendo experimentos para verificar algumas das teorias da arcana. Você nasceu para ser um arcanista, Lucien.

No mês seguinte, ainda sob a vigilância da Mão da Palidez, Lucien completou seus experimentos de verificação das características de todos os elementos existentes neste mundo. Contudo, ele não mostrou a ordem correta dos cartões contendo os elementos em seu estudo. A fim de esconder suas descobertas, Lucien preparou a parte fundamental no laboratório e em sua biblioteca espiritual.

Então, Lucien começou a desenvolver seu segundo artigo, e seu título era:

“A Relação Periódica entre a Natureza dos Elementos e a Predição de Novos Elementos.”

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

9 Comentários

  1. Já prevejo, uma hora ele vai fazer uma teoria que vincule totalmente a necromancia com a alma e os elementos com a matéria em si.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!