TA – Capítulo 203

Enviando

“O propósito original de eu fazer essa pesquisa é muito simples. Como um iniciante em arcana, eu estive procurando um método para lembrar melhor a massa atômica de cada elemento existente, então comecei a trabalhar com cartões. Anotei as características dos elementos nos cartões e os coloquei em ordem. Surpreendentemente, durante a minha prática, encontrei um ciclo periódico onde esses elementos se repetem, e tal ciclo também se relaciona à valência, discutida na última edição do Elementos. Minha suposição é que tal periodicidade é criada pela massa do átomo, seguindo a ordem da menor para a maior, e me levou a refletir se a natureza de um elemento é decidida pela massa de seu átomo, bem como se podemos encontrar mais elementos ocultos seguindo essa periodicidade. Para verificar minha hipótese, fiz uma série de experimentos.”

Esta foi a parte introdutória da pesquisa de Lucien. Depois de verificar que os elementos neste mundo também poderiam ser organizados seguindo-se uma tabela periódica, ele tinha quase certeza de que esses elementos também consistiam de prótons e elétrons. No entanto, ele não tinha provas sólidas para demonstrar isso. Portanto, Lucien decidiu se ater à massa atômica por enquanto, ou as pessoas iriam achar muito suspeito que um jovem feiticeiro estivesse explorando algo muito além de seu nível de arcana. Após a parte introdutória, Lucien explicou sua metodologia e colocou a estrutura teórica para a organização, levando em consideração as propriedades físicas e químicas dos elementos, a natureza de seus compostos, bem como a natureza de seus produtos alquímicos, e então apresentou uma lista de tabelas, com sessenta e cinco elementos em ordem, com características resumidas.

“Nesta tabela periódica, cada linha vertical contendo elementos tem características semelhantes.”

“Deixei alguns espaços da tabela em branco, pois não há elementos adequados para preenchê-los. Aqui, indico duas possíveis razões: uma é que a massa de alguns átomos foi mensurada erroneamente, e a outra é que sejam elementos novos, que não foram descobertos por nós ainda.”

“Quanto aos novos elementos que não foram descobertos, minha hipótese não-comprovada é que um deles seja um elemento parecido com o alumínio, e o outro elemento semelhante ao silício, talvez sendo possível encontrá-los em…”

“Pesquisas posteriores precisam ser feitas para a verificação de minhas teorias e hipóteses.”

Lucien largou a pena e leu o artigo várias vezes. Então, depois de soprar ligeiramente para a tinta secar, colocou em sua bolsa de armazenamento.

Ele não esperava que os elementos com o peso medidos erroneamente ​​pudessem ser identificados e corrigidos tão cedo por outros feiticeiros, já que muitos deles foram assim pesados por razões bastante complicadas, como aqueles isótopos que não puderam ser separados adequadamente. Embora Lucien tivesse descoberto a verdadeira massa atômica desses elementos, ele não falou sobre isso neste artigo.

Quando saiu do laboratório, estava totalmente escuro do lado de fora, já que era inverno. Abrigando as mãos dentro do paletó, Lucien voltou lentamente para sua casa, pensando no próximo passo de seu plano.

Neste momento, alguém atrás dele chamou seu nome.

— Sr. Evans, está pronto para as aulas da próxima semana?

Era Beetee, que saiu da torre do laboratório depois dele, mas seu tom ainda não era agradável.

— Sinto muito, Sr. Beetee. — Lucien o cumprimentou com um sorriso calmo, — Eu não vou voltar na próxima segunda-feira, ainda. Eu solicitei ao diretor um dia de folga, já que precisarei atualizar minha insígnia arcana nesse dia… Sabe como é, para colocar mais alguns créditos, já que o Sr. Fernando citou o meu artigo, eu agora tenho vários pontos de outras pessoas me citando também. Ah… perdão, eu esqueci que você nunca experimentou algo assim.

Beetee respirou fundo quando seu rosto ficou roxo, e então ele disse sarcasticamente:

— É melhor você torcer para que sua boa sorte continue assim, Evans.

Ele ficou puto por Lucien ter se gabado. Depois de dizer isso, Beetee saiu pelo caminho que passava no meio do jardim na lateral.

Olhando para as costas de Beetee, Lucien balançou a cabeça ligeiramente. Comparado com a criatura morta-viva, aos olhos de Lucien, Beetee não era nada importante.

Quando Lucien voltou para sua casa, seus seis alunos ainda estavam ocupados fazendo os exercícios. As luzes de sua casa estavam todas acesas e, na frente dos aprendizes, havia pilhas de papel.

— Sr. Evans… Ah… boa noite. — Os olhos dos aprendizes estavam vermelhos e seus rostos coravam enquanto rachavam a cuca ali.

Lucien cumprimentou com um aceno de cabeça, sorrindo.

— Como vão as coisas?

— Essas perguntas são super difíceis! — Heidi respondeu apressadamente, parecendo bastante emotiva.

Os outros aprendizes concordaram.

— Todas essas questões requerem um pouco de raciocínio lógico e criatividade. — Lucien sorriu, — Façam isso de forma inteligente, não na base da força. Tudo bem… Vamos encerrar por hoje. Levem o resto como lição de casa para esta semana e tragam no próximo sábado.

Ouvindo que estavam liberados, os aprendizes ficaram muito felizes e animados. Enquanto alguns mostraram seu entusiasmo imediatamente, alguns tentaram escondê-lo.

Fingindo não ter visto a reação deles, Lucien pediu ao mordomo que levasse os jovens até a porta. Quando passaram pelo portão da residência, os aprendizes olharam para trás. Na escuridão, aquela residência parecia um monstro escondido, esperando por sua presa.

Heidi estremeceu ligeiramente e olhou para o papel com os exercícios em sua mão.

— É quase demais para mim… Estou me sentindo um pouco arrependida por ter procurado as aulas do Sr. Evans.

— Contudo, o método do Sr. Evans funciona bem. — Surpreendentemente, foi Sprint quem fez este comentário. — Nós não somos feiticeiros de verdade ainda, então temos que dar duro. E o Sr. Evans é um ótimo professor.

Katrina e Anakin acenaram ao lado dele.

Heidi choramingou:

— Eu sei… eu sei… Mas eu só queria curtir um fim de semana que fosse! O Sr. Evans parece um demônio. Eu gosto dele, eu o respeito, mas também o odeio.

Ninguém retrucou esse comentário da Heidi.

Na manhã de segunda-feira, às nove horas, uma carruagem parou lentamente em frente à sede do Congresso de Magia. Vestindo uma camisa branca, colete castanho escuro e um longo paletó preto, Lucien colocou sua cartola preta e subiu as escadas calmamente. Assim que saiu da carruagem, a presença da criatura morta-viva desapareceu totalmente.

Quando Lucien passou pelo portão, Prospell o cumprimentou com seu tom monótono:

— Bem-vindo… Você receberia meus cumprimentos mais calorosos se fizesse uma Djinn feminina como sua torre.

Lucien não respondeu, já que Prospell dizia o mesmo para todos os feiticeiros que passavam por aquele portão. Ele foi direto para a zona quatro, para o Departamento de Administração de Feiticeiros.

Ao ver Lucien, Cindy ficou um pouco surpresa. Enquanto piscava seus lindos olhos castanhos, ela disse para Lucien meio brincando e meio reclamando:

— Nossa, quem será esse cavalheiro… Oh! É o Sr. Evans, que esteve ausente por um mês inteiro!

Como Lucien ainda estava em Allyn, Cindy sentiu que, como amigos, eles deveriam se ver com mais frequência.

— Uau… Este é o nosso famoso Sr. Evans, cujo artigo foi citado pelo Sr. Fernando! — Dona também deu as boas-vindas a Lucien, — Nós somos tão sortudas por você ainda se lembrar de nós!

Lucien sorriu gentilmente e também se sentiu um pouco sem graça.

— Eu estive sobrecarregado mês passado, principalmente desenvolvendo uns artigos. Por favor, não tirem sarro de mim, damas. A propósito, Lazar está por aqui hoje?

Vendo que Lucien ainda era tão simpático quanto de costume, Cindy e Dona se animaram, e apressadamente compartilharam com Lucien o que aconteceu no último mês no Congresso.

Lazar estava em Rentato naquele momento, preparando uma próxima conferência da Vontade dos Elementos que se realizaria no mês seguinte. O grão-arcanista, Sr. Brook, que provou que a luz era realmente uma espécie de onda eletromagnética, ganhou recentemente sua terceira Medalha Lua Prateada, concedida em conjunto pela Academia Real de Magia de Brianna, Liga Canção Lunar e Torre, que era o maior prêmio das escolas de eletromagnetismo, luz-escuridão e astrologia.

Além do Prêmio Coroa Holm nas escolas elemental e de alquimia, Honraria Trono Imortal na necromancia, Medalha Lua Prateada na escola de eletromagnetismo, luz-escuridão e astrologia, havia também Láurea Feiticeira, estabelecido pela Academia de Magia de Calais e Família Feiticeira nas escolas tradicionais de transformação, ilusão e invocação, a Medalha de Gelo e Neve montada pelo extremo norte e a Cabana de Palmeira, e o Cajado Arcano, fundado pela Torre para reconhecer os méritos em forças, astrologia e matemática.

Todos esses prêmios apareceram após o estabelecimento do Prêmio Coroa Holm, e o Congresso só desempenhava um papel de supervisão neles.

Depois de conversar um pouco com Cindy e Dona, Lucien ficou sabendo das últimas notícias do Congresso. Então, ele visitou o escritório de Eric.

Havia um sorriso imperceptível no rosto de Eric.

— Evans, você deve estar aqui para atualizar sua insígnia.

Lucien concordou com a cabeça e sorriu.

— Sim, por favor, Sr. Eric, mas antes disso, eu também tenho outra coisa a fazer. Primeiro, eu quero submeter meu novo artigo de arcana, e segundo, eu gostaria de fazer a avaliação de arcana básica.

Eric não ficou surpreso por Lucien já ter concluído seu segundo artigo. Em seus olhos, o jovem definitivamente trabalharia ainda mais depois que seu primeiro artigo foi citado pelo grão-arcanista. Porém, ele ficou muito surpreso ao saber que era um artigo de arcana, e que Lucien já estava inclusive preparado para fazer o teste.

— Mesmo? Você tem certeza? Como um iniciante em arcana?

— Já foram três meses, — Lucien disse confiante. — Eu acho que tenho muita facilidade em arcana. E, afinal, o Sr. Brook passou no teste quando tinha apenas onze anos.

— Naquela época, o Sr. Brook já havia estudado arcana por dois anos, não três meses!

— Mas eu tenho uma base sólida de teoria da magia e tenho a competência cognitiva de um adulto. — Lucien sorriu. — E eu sei estudar.

Os olhos cinza-claros de Eric olhavam para Lucien com seriedade. Vendo que Lucien estava confiante, ele finalmente concordou.

— Tudo bem, então. Vamos ver se você conseguirá passar no teste.

Antes de se dirigirem para a sala de testes, Eric enviou o artigo de arcana de Lucien para a diretoria usando novamente a gaiola de ferro em seu escritório.

O mesmo cômodo espaçoso, os mesmos sinos tocando.

— Necromancia… ao Sr. Pesor e Sra. Tina-Timos…

— Elementos… Para o Sr. Gaston e o Sr. Overee.

Então, em uma sala onde havia muitos frascos contendo elementos purificados, um elemental da terra pegou o artigo de Lucien e rapidamente o escaneou:

— A Relação Periódica entre a Natureza dos Elementos e a Predição de Novos Elementos… Hum… novamente uma tentativa de relação entre os elementos… — murmurou. — Nenhum nível de arcana… Não vamos incomodar o Sr. Gaston então… Provavelmente o Sr. Larry está disponível agora.

Quando Larry recebeu os vários artigos daquele dia, depois de dar uma olhada rápida neles, o homem de barba loira por fazer não os leu imediatamente, mas os colocou de lado casualmente.

— Mathew, pegue-os em três dias.

A coruja marrom chamada Mathew acenou em concordância e então voou para longe.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

11 Comentários

  1. O artigo de Lucien vai causar um grande alvoroço na conferência em um mês da vontade dos elementos 😂😂

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!