TA – Capítulo 209

Descoberta Chocante

— Espere… — Woods levantou levemente o queixo. — O Urso Negro encontrou há pouco tempo alguns minérios especiais no sul. Eu me lembro… eles têm características semelhantes a esses.

Quando apontou para os cabides, a cartola preta e a jaqueta comprida de Woods voaram diretamente para ele. Hoje, ele estava com ainda mais pressa do que da última vez.

Depois de pegar o elevador e uma carruagem, Woods finalmente chegou à frente da torre mágica de aparência estranha com dois chifres no topo.

O Urso Negro, cujo nome na verdade era Odonkor, mas que Woods muitas vezes secretamente chamava de Urso Negro mentalmente, era um feiticeiro de quarto círculo especializado em transmutação e invocação. Seu avô era um arquimago muito rico que gostava de viajar e colecionar todo tipo de coisas especiais, apesar do fato de raramente ter interesse em conduzir pesquisas sérias.

Woods saltou apressadamente da carruagem e correu em direção ao portão da torre.

— Fala, chegado… Por que você está correndo? — O círculo mágico de Odonkor informou-o de que Woods veio visitá-lo com pressa.

Odonkor certamente parecia um urso negro, já que sua tradição familiar em estudar transmutação se originava da observação de ursos, e seus parentes se pareciam um pouco com eles.

Ofegando um pouco, Woods respondeu:

— Urs… Digo, Odonkor, me venda um pouco daquele minério estranho que você encontrou no sul!

No Jardim das Rosas.

Após a chegada de Gaston, mais feiticeiros de renome chegaram gradualmente, incluindo Raventi, um feiticeiro de nono círculo, membro do Conselho de Avaliação Arcana e vice-presidente da Vontade dos Elementos, e Overee, também membro do Conselho de Avaliação Arcana e presidente da Vontade dos Elementos, além de outras três autoridades.

Claro, havia muito mais do que cinco pessoas qualificadas na avaliação de artigos no campo elemental, mas eles eram os mais especializados.

Além dos seis arcanistas de alto nível no topo, a gerência da Vontade dos Elementos ainda tinha outros trinta e dois feiticeiros de nível avançado. No entanto, entre eles havia apenas vinte cujo nível de arcana estava acima do sexto nível.

Entre os de nível lendário, apenas Raventi participou da conferência de hoje, já que essa reunião era principalmente uma chance para os feiticeiros de nível intermediário trocarem ideias e propostas. No entanto, o poder que as pessoas presentes nesta conferência tinham já seria suficiente para destruir um país inteiro. A Escola Elemental era conhecida por seu poder destrutivo.

Raventi não se parecia com outra coisa senão um velho de aparência simples, e hoje ele usava um manto negro bordado com sessenta e cinco símbolos, representando os atuais elementos existentes. Depois de seu discurso de abertura curto e direto, a conferência começou oficialmente.

O primeiro que fez uma apresentação baseada em seu artigo foi Timothy, o famoso gênio em arcana, da Vontade dos Elementos.

Timothy tinha cabelos negros e olhos azuis. Usando óculos de armação dourada apoiado no nariz, ele parecia erudito e elegante. Em nítido contraste, o tema de seu artigo foi bastante violento: Cascata Explosiva. Ao simplificar a fórmula alquímica fundamental dessa magia, Timothy aumentou o poder do feitiço em cinquenta por cento.

— Uau… Isso é realmente notável… — Lazar ficou muito impressionado e animado.

Lucien, como alguém que foi convidado por engano, só pôde ouvir com atenção o discurso ao lado do palanque, enquanto os arcanistas estavam sentados em suas cadeiras altas, ouvindo e revisando o artigo de Timothy para obter estatísticas e explicações mais detalhadas. No entanto, ele ainda pôde ver o grande valor do artigo de Timothy. Enfrentando Cascata Explosiva, se alguém ainda tentasse usar estratégias comuns para evitar o ataque baseado em sua experiência passada de combate, o feitiço se transformaria em seu pesadelo. Lucien prestou atenção extra à parte alquímica, pois sabia que essa era uma deficiência em seu conhecimento. Se ele tivesse uma compreensão mais profunda neste campo no futuro, poderia começar a fazer testes usando nitroglicerina para criar mais magias.

Depois de conseguir um pouco do metal chamado Brilhante, Woods pegou emprestado o laboratório mágico de Odonkor e começou a fazer suas experiências imediatamente.

Muito rapidamente, Woods extraiu a substância que ele queria do Brilhante e depois a colocou em um círculo mágico de espectroscópio. O círculo mágico começou a funcionar lentamente. Woods prendeu a respiração.

Quando viu as belas linhas espectrais que nunca tinha visto antes, a respiração de Woods ficou pesada e seu rosto ficou vermelho.

Novo elemento! Havia um novo elemento lá!

Ao lado do círculo mágico, estava o papel de Lucien. Como se o autor já soubesse o que Woods poderia encontrar aqui, o periódico escreveu: — Este elemento semelhante ao alumínio pode ser encontrado por análise espectral.

Woods estava agora olhando para o papel, e ele não podia acreditar em seus olhos. Isto não era uma especulação, mas quase uma profecia! E tal profecia foi baseada na tabela periódica dos elementos apresentada por Lucien!

A cabeça de Woods estava zumbindo.

Então, ele respirou fundo e começou a ativar mais alguns círculos mágicos. Ele iria tentar possíveis maneiras de purificar o novo elemento a ser extraído daquela substância.

O laboratório chique de Odonkor definitivamente funcionou muito bem, e antes do almoço, já havia uma pilha de cristais prateados bem na frente de Woods.

Não havia tempo para o almoço. No segundo seguinte, Woods começou a medir esse novo elemento e testar suas características.

— Massa atômica… 69.8… — Depois de adotar vários métodos, Woods teve a certeza de que o número que ele obteve estava correto. De repente, ele se sentiu intimidado ao olhar para o artigo que estava na mesa, ao lado dele.

Porém, no fundo de sua mente, ele se lembrava do conteúdo claramente. O artigo havia sugerido:

“O massa atômica deste elemento semelhante ao alumínio deve estar entre 68 e 70.”

Woods podia ouvir seu coração batendo tão forte e tão rápido que seus ouvidos estavam tamborilando. Com os lábios bem fechados, Woods continuou seu experimento para averiguar as outras características do novo elemento.

— Densidade… 5,91… — Woods murmurou com a voz trêmula.

No papel, estava detalhado:

“Densidade do metal, entre 5,9 e 6,0.”

— Não volátil… Se dissolve lentamente em ácido ou lixívia, — a voz de Woods estava ainda mais trêmula.

No artigo, Lucien havia escrito:

“Não volátil em temperatura normal. Ácido e lixívia deveriam ser capazes de dissolvê-lo.”

Todas as previsões apresentadas por Lucien Evans estavam certas.

Woods sentiu-se emocionado. Ele estava chocado demais para dizer qualquer coisa. Sua boca estava entreaberta e suas mãos tremiam.

O que tais dados representavam?

Qual era o significado daquilo?

Neste ponto, Woods não tinha mais nenhuma dúvida ou hesitação. Ele sabia que o artigo seria um marco no campo dos elementos… não, para ser mais preciso, na história de todo o mundo mágico!

Com as mãos trêmulas, Woods anotou completamente o registro de dados do experimento e salvou a amostra do novo elemento com segurança em um recipiente mágico. Pegando tudo aquilo, Woods pegou sua cartola preta de forma automática e saiu correndo da torre mágica de Odonkor.

— Ei, amigo! Seu casaco! — Odonkor chamou Woods por trás.

O vento frio acalmou um pouco Woods e ele percebeu que havia deixado seu casaco na casa de Odonkor, mas ele ainda pulou diretamente para dentro da carruagem que o esperava e apressadamente disse para o cocheiro:

— Para Douglas! Seja rápido! O mais rápido possível!

O cocheiro estava tirando uma soneca antes de Woods pular na carruagem, e agora ele estava guiando ela como um louco.

Em frente ao portão de ferro de Douglas.

— O que?! Evans saiu, de novo?! — Uma frustração sem precedentes atingiu Woods.

— Sim, o Sr. Lucien Evans está ausente, — respondeu o golem calma e pacificamente. — Ele deve estar em Rentato agora, mas não sei o porquê.

— Mas que merda! — Embora Woods fosse uma pessoa erudita, ele não pôde deixar de xingar. — Rentato de novo?!

De pé no vento frio, Woods ficou perdido em pensamentos, e logo seu rosto ficou dormente devido ao frio. Quando ele se acalmou e voltou para seu escritório, passou uma hora desenvolvendo um relatório simples sobre a descoberta do novo elemento e tecendo a comparação dele com as características do novo elemento e as previsões feitas por Lucien em seu artigo.

Então, ele foi até o Departamento de Administração de Feiticeiros e submeteu o artigo.

Embora ele estivesse muito animado em compartilhar a grande descoberta com todos os feiticeiros, antes disso, ele precisava se certificar de que havia uma garantia de que seu próprio trabalho também pudesse ser reconhecido.

— Elementos… Para o Sr. Raventi, Sr. Gaston.

A criatura alquímica ainda estava seguindo sua rotina diária, não tendo ideia de quão importante aquele artigo seria.

Um elemental de cor castanha pegou o artigo no escritório do Sr. Gaston.

— De… um arcanista de quarto nível. O Sr. Gaston não está no escritório hoje… e seus alunos também estão no Jardim das Rosas junto com ele… — a criatura elemental falou consigo mesma: — Bem… então eu enviarei diretamente para o Sr. Gaston, para deixá-lo decidir quem deve avaliar este artigo.

A mesma situação ocorreu no escritório de Raventi.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

13 Comentários

  1. POHA!!! Esses elementais são cegos ou quê!? Eles receberam uma ordem e ainda tratam o artigo, como se não fosse nada.
    Obrigado pelo capítulo Vermillion

  2. Quero só ver a cara do tal Leandro se por um acaso as maiores autoridades sobre Elementos na reunião chame o Sr. Lucien para explicar sobre a tabela

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!