TA – Capítulo 280

A Descoberta de Lucien

Lucien olhou para o céu como um verdadeiro carniçal e murmurou para si mesmo em sua mente, confuso:

Um cardeal de manto vermelho da Igreja do Norte ou do Sul? Por que ele está aqui? Está correndo atrás de Nikonov?

A principal divergência entre a Igreja do Norte e a do Sul dizia respeito à compreensão diferente de algumas doutrinas e orações. A Igreja do Norte duvidava especialmente do status do papa como o “Orador de Deus da Verdade”. Portanto, após a secessão, a Igreja do Norte se referiu ao papa como pontífice, e um pontífice não deveria gozar do elevado status de ser respeitado como o porta-voz de Deus, mas apenas um líder dos grão-cardeais. Através dos grão-cardeais, um pontífice poderia liderar a igreja. E só.

Portanto, para provar sua própria legitimidade, a hierarquia das duas igrejas ainda seguia a tradição: os grão-cardeais, depois os cardeais de manto vermelho, depois os bispos e então os pastores. Além disso, as roupas religiosas que usavam e seu símbolo, a cruz, eram basicamente os mesmos.

Assim que Lucien formulou essas perguntas em sua mente, zombou de si mesmo em silêncio.

Qual é, Lucien, você ficou confuso depois da luta? O cardeal entrou pela abertura no fundo da mina, então ele tem que ser do norte!

Ao mesmo tempo, Lucien também percebeu quem era essa pessoa, já que havia apenas um único cardeal com aquele nível de poder e que poderia saber sobre a existência deste mundo: o cardeal de sétimo nível, Nevskiy…

Era até plausível se especular que fosse um cardeal do sul que chegou secretamente a Ural por causa de alguma tarefa importante. No entanto, seria quase impossível ver um cardeal desse tipo vestindo justamente seu próprio manto de cardeal e voando por aí, considerando o quanto a Igreja do Norte e a do Sul se odiavam.

Então, a mente de Lucien foi preenchida com muitos novos pensamentos. Ele se perguntou como o cardeal sabia sobre a existência deste mundo. Haveria ele descoberto isso há muito tempo? Ou ele encontrou o lugar quando estava correndo atrás de Nikonov? Lucien esperava que a resposta fosse a última, mas se fosse a primeira, a relação do cardeal com Nikonov poderia ser bastante complicada. Afinal, o segredo do Mundo das Almas não era tão fácil de conseguir quanto os repolhos vendidos no mercado.

Além disso, Lucien queria saber que tipo de criatura morta-viva era aquela coisa que havia voado pelo céu há pouco tempo.

O segredo do Mundo das Almas era como sua própria existência, já que ambos estavam cobertos por um denso nevoeiro.

Lucien decidiu deixar o local mais tarde, porque o cardeal poderia voltar a qualquer momento, e ele poderia ter deixado algumas armadilhas complicadas ao redor da saída para se certificar de que ninguém o seguiria. Se Lucien saísse apressadamente deste local, se colocaria sob um grande risco. Além disso, poderia haver mais pessoas poderosas vindo.

Paciência era uma coisa boa na maioria dos casos.

Agitando os braços como as outras criaturas, Lucien vagou pela terra selvagem à toa como os muitos carniçais. Fingindo que procurava cadáveres, ele estava esperando que o cardeal voltasse.

Ao mesmo tempo, estava lendo os livros sobre a história da Igreja que colecionara até ali, tentando descobrir o que aconteceu antes e depois da secessão.

Diante da secessão, tanto a Igreja do Sul quanto a Igreja do Norte estavam tentando se glorificar e trazer vergonha para o outro, destruindo todos os registros da história que não favoreciam o seu lado. Lucien se entreteu com o fato de que ambos os lados tinham comentários totalmente diferentes sobre a mesma coisa ou a mesma pessoa. Por exemplo, de acordo com a Igreja do Sul, o Papa Gregório I era misericordioso e devoto, enquanto o primeiro pontífice Ivan era retratado como um corrupto e ganancioso e como um grande mentiroso.

No entanto, de acordo com a Igreja do Norte, Ivan, o primeiro pontífice, foi o único devoto de Deus. A fim de evitar que o mundo fosse enganado pelo papa, Ivan bravamente assumiu a frente e escolheu lutar. Enquanto isso, denunciavam Gregório I, o papa que levou a Santa Verdade a um período de grande prosperidade, como sendo o principal profanador, que continuava roubando a glória de Deus, e deveria ser purificado antes de qualquer outro.

Embora o Congresso de Magia tenha coletado e guardado a cópia de muitos registros históricos daquela época e tentado permanecer neutro ao compreender a história, não havia nada de especial ou realmente valioso nos registros mais simples, exceto pelos escândalos de algumas pessoas importantes da Igreja.

Parte do livro que Lucien estava lendo registrava a inauguração da Conferência Maior de Teologia:

“…Naquele dia, Deus olhou para a Cidade Santa. Os quatro Santos — Ivan, Aleksey, Uriel e Felix — e os sete cardeais santos, incluindo Sotte, Alester e Siricius, permaneceram na luz sagrada e denunciaram Gregório como o avatar do Lorde Infernal…”

“Santo” era um título sagrado na Santa Verdade, após o Orador de Deus, e cada um deles era considerado como um arcanjo enviado por Deus para o mundo mundano. Embora o título não representasse necessariamente o poder de alguém, estavam intimamente conectados. Pastores ou cardeais que tinham o título conseguiriam ficar mais fortes rapidamente com este título. Portanto, na maioria dos casos, eles eram os mais poderosos da Igreja, seguindo logo após o papa.

Ao ler este registro, Lucien franziu a testa.

Sr. Rhine disse que eu poderia encontrar algo interessante, mas não encontrei nada aqui. Houve algumas anedotas interessantes, mas elas não são o que eu estou procurando…

Não tendo mais nada seguro para fazer, Lucien continuou lendo os livros.

Depois de um tempo, o cardeal de manto vermelho voou de volta pelo céu. Ignorando os carniçais no solo, ele saiu diretamente pela fenda. No entanto, nem Nikonov nem a criatura de alto nível apareceram. O mundo então tornou-se tedioso e horripilante novamente.

Lucien viu o cardeal voando pelo céu enquanto lia um livro chamado O Santo Ivan. Ele estava curioso sobre o que aconteceu, e talvez fosse hora de deixar o local. Tinha que sair dali para evitar encontrar outros cardeais, caso o cardeal de manto vermelho decidisse trazê-los para lá. Enquanto isso, também não queria se apressar antes de garantir que o cardeal de manto vermelho realmente tivesse saído dali. O momento adequado seria muito importante ali.

Quando estava prestes a fechar o livro, O Santo Ivan, deu uma olhada na frase em uma das páginas:

“…então o santo Ivan aceitou a ordem e se dirigiu para a terra sob o controle de Wilfred. Eles precisavam purificar este feiticeiro extremamente maligno e horripilante…”

Uma ideia estranha veio até a mente de Lucien de repente, como um relâmpago.

Wilfred … o Grande Mestre Pálido… Não era ele o necromante lendário que já trabalhou com Maskelyne e seus parceiros?

Lucien obteve essa informação do caderno de Hunt. Enquanto isso, Lucien também viu o nome Wilfred muitas vezes em outros livros que havia lido. Ao contrário de Maskelyne, Viken e os outros três arquimagos lendários que se perderam ou ficaram presos no Mundo das Almas no final, Wilfred morreu no cerco de vários grão-cardeais.

Talvez devido a razões diversas, Wilfred não conseguiu se juntar à equipe que explorava os segredos mais profundos do Mundo das Almas… Esse era o palpite de Lucien. Ao mesmo tempo, ele rapidamente procurou o registro da Igreja sobre tal cerco.

Para sua surpresa, e também preocupação, os resultados da pesquisa foram principalmente vindos da Igreja do Norte e do Congresso, enquanto a Igreja do Sul escolheu ser muito breve sobre este evento histórico, sem mencionar o líder, o Santo Ivan.

“Os seis grão-cardeais — Ivan, Aleksey, Nicon, Uriel, Geno e Felix — lançaram um ataque surpresa contra a Torre Mágica Demiplanar de Wilfred. Em uma luta acirrada, os seis grão-cardeais mataram o necromante e destruíram seu filactério… Nicon foi morto por Wilfred.”

Lucien repetiu os nomes em sua mente e sentiu que uma ponta que ligava a um segredo horrível havia sido revelada…

Nicon foi morto por Wilfred… mas e Geno?

Pesquisando os materiais rapidamente, Lucien viu o último registro deste grão-cardeal:

“Durante a luta contra o cruel necromante Wilfred, o Grão-Cardeal Geno ficou gravemente ferido no último segundo antes da morte de Wilfred. A alma de Geno foi enredada pelo poder da morte. Sete anos depois, Geno morreu em Lance, a Cidade Santa.”

O livro foi deixado aberto na mesa da biblioteca espiritual. Lucien se afundou em seus pensamentos…

Depois de um tempo, percebeu o que era a prioridade agora. Ele se forçou a se acalmar e deixou ogrupo de carniçais em segredo, correndo em direção à fenda para sair dali.

Depois de analisar e sentir o local inteiro usando a Coroa Solar, Lucien atravessou a cortina espessa e gélida que formava a fenda e voltou ao mundo material. Rapidamente, deixou o túnel daquela mina e se escondeu na cordilheira.

Uma semana depois, ao lado de um lago nas profundezas da cordilheira de Ural.

Leo saiu secretamente dos arbustos e checou os arredores com muito cuidado, certificando-se de que ninguém o havia seguido.

Algumas marcas imperceptíveis foram deixadas ao lado do lago, indicando a Leo para ir a outro lugar.

Leo seguiu os sinais, e o local para eles se encontrarem foi alterado algumas vezes. Finalmente, Leo ouviu uma voz gentil:

— Leo, a Igreja e o império ainda estão nos procurando?

Leo rapidamente se virou e viu Lucien em pé diante de um pinheiro gigante, com uma espada larga em suas mãos.

— Sim, eles ainda estão. Podemos ter dificuldades ao ir para o Ducado Violeta através das florestas… — A voz de Leo fraquejou de repente, então ele perguntou de uma maneira inacreditável: — Meu senhor… Essa espada é!?

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!