TA – Capítulo 286

Um Fã de Lucien

No escritório de Victor, depois que os dois se acalmaram um pouco, começaram a conversar sobre o que tinham visto e experimentado durante suas próprias viagens, incluindo as diversas condições e costumes locais em todo o continente e, é claro, todos os tipos de música folclórica e tradicional. Sua conversa afoita estava cheia de alegria.

— Bom, bom! Você cresceu muito com sua viagem, Lucien! — Victor acenou com a cabeça em aprovação. Ele percebeu que Lucien agora tinha uma compreensão e percepção muito melhor em relação a diferentes gêneros musicais.

Como o próprio Victor também realizou concertos por todo o continente, em vez de mentir que havia retornado do Império Santo Heilz ou do Reino de Siracusa, os quais na verdade nunca havia visitado, Lucien disse a Victor que viajou da parte central sul do continente para o Estreito Tempestuoso e depois voltou pelo mesmo caminho que foi. Como ele havia apreciado muito a música folclórica daquela região, ficou lá por um bom tempo.

Ouvindo o elogio de seu próprio professor, Lucien sorriu.

— Eu vi muitos gêneros musicais excelentes durante a minha viagem. Eu gostaria de fazer com que eles fizessem parte da minha música.

— É por isso que eu sempre digo que de tempos em tempos um músico deve deixar o lugar onde ele ou ela reside para ver mais e experimentar mais, — disse Victor, compartilhando todos os seus pensamentos com Lucien. — Eu percebo que você ainda esteve praticando durante esses três anos. Você não chegou até mim com uma base sólida na música, mas agora você preencheu as lacunas.

Três anos antes, apesar do fato de que Lucien ter uma excelente memória e grande coordenação motora, ainda era difícil entender todas as questões fundamentais da música. Embora ao falar com músicos e instrumentistas comuns, Lucien não fosse ter problemas, quando falava com músicos como o Sr. Christopher e Victor, cometia muitos erros. Felizmente, todos eram pessoas tolerantes e sabiam que Lucien ainda era novo, por isso não dificultaram a vida dele, mas corrigiram-no de uma forma agradável.

Durante seu tempo livre em Allyn e o resto de sua viagem, exceto pelo tempo estudando arcana e ensinando os aprendizes, Lucien relaxava tocando música.

A maioria dos feiticeiros tinha seus próprios interesses e hobbies durante seu tempo livre. Embora ser dedicado fosse uma das principais condições para um feiticeiro ter sucesso, eles precisavam encontrar o equilíbrio entre magia e vida. Por exemplo, o Mão da Aniquilação era um pintor excelente e também gostava de festar.

Naquele momento, alguém bateu educadamente na porta.

Como o aluno, Lucien se levantou e abriu a porta.

— Sr. Christopher? — Lucien ficou surpreso.

Apesar de ter envelhecido bastante, Christopher ainda fazia a barba com frequência, como o fazia há três anos.

Vendo Lucien, ele sorriu.

— Lucien, seja bem-vindo de volta.

— Muito obrigado, senhor presidente. — Lucien ainda chamava Christopher pelo título de presidente, embora o atual presidente fosse Otelo.

Christopher brincou:

— Este velhote ficou esperando que o jovem fosse visitá-lo, mas esperou tanto tempo que decidiu vir encontrar você. Sabe como é, estou muito interessado no que você viu durante a sua viagem e suas novas músicas.

Três anos depois, Christopher ficou mais brincalhão.

— Eu logo ia… — Lucien ficou um pouco embaraçado.

— Só estou brincando. — Christopher sorriu. — Na verdade, estou aqui para convidar vocês dois para assistir a um pequeno concerto realizado por um jovem. Ele é do sul de Gusta. Um jovem durão que sofreu muito, mas ainda está perseguindo seu sonho musical. Finalmente, ele conseguiu chegar em Aalto, e ouvi ele tocando na rua. Foi bem interessante. Então eu o convidei para vir até a associação e fazer uma pequena apresentação.

— Na rua? — Caminhando até eles, Victor perguntou.

Aquilo soava estranho para Victor. Se esse jovem rapaz estivesse tocando na rua de forma tão impressionante, Victor também deveria ter ouvido o nome dele. No entanto, isso nunca aconteceu.

Christopher assentiu com a cabeça de forma séria.

— Ele não tem dinheiro para alugar um local apropriado. Ele tocava piano e cantava na rua. Seu estilo musical foi popular no festival de música, mas a maioria dos músicos da associação o menosprezou, muito por causa do preconceito. Aliás, o nome dele é Franz.

— Entendo. — Victor sorriu. — Vai começar agora?

Christopher apontou para o andar de cima e detalhou:

— Sim, vamos lá. Há pessoas esperando por nós.

Lucien e Victor andaram ao lado de Christopher. Enquanto estavam indo para o andar de cima, Christopher sorriu e falou:

— Franz me disse que sua música deu a ele muita energia e força. Sem a sua música, ele disse que não poderia ter chegado tão longe.

— Hmm? — Lucien ficou bastante surpreso.

— Franz não vinha de uma família rica. Seu pai era um homem comum, trabalhando em uma associação de negócios. Embora a família não tivesse dinheiro para mandá-lo estudar música, ele foi selecionado para o coro da igreja por causa de sua bela voz, e também aprendeu algumas habilidades básicas de vocalização e composição. Mais tarde, foi expulso do coral porque se recusou a ser um castrato. Ele estudou muito desde então, — Christopher detalhou. — Infelizmente, sua música não ganhou o afeto dos nobres ou do público. Depois que seu pai faleceu, sua vida ficou ainda mais difícil. Ele já trabalhou no porto, como segurança, barman, bardo… A vida foi dura para esse jovem de vinte e poucos anos, tanto fisicamente quanto mentalmente, até que ele ouviu sua Sinfonia do Destino e começou a ganhar dinheiro seguindo seu estilo musical. Agora, ele está em Aalto.

Victor sorriu.

— Que jovem esforçado. Esse tipo de história sempre toca meu coração.

— Fico muito feliz por tê-lo ajudado, — disse Lucien sinceramente. A história o deixou um pouco mais satisfeito.

Logo, chegaram ao salão no quinto andar. No salão, muitos músicos, instrumentistas e estudantes de música se reuniram ali por pura curiosidade. Todos se perguntavam que tipo de jovem havia conseguido ganhar o apreço do Sr. Christopher.

Embora o salão estivesse quase cheio, a primeira fileira de assentos ainda permanecia vazia. Eles foram reservados para os melhores músicos.

— Sr. Presidente.

— Sr. Victor.

— Sr. Evans.

Quando os três entraram no salão, todos os músicos se levantaram e os cumprimentaram. Eles os observaram caminhando em direção à primeira fileira.

Logo, o pequeno concerto começou. Franz, vestindo um terno preto, entrou no palco cheio de animação. Ele se curvou para o público várias vezes.

Ele tinha cerca de vinte e quatro ou vinte e cinco anos, com o rosto magro e cabelos preto cacheado. Seu rosto parecia muito sério, como se estivesse rezando em uma igreja.

Ele olhou para os músicos famosos sentados à sua frente. Franz sabia que eles eram o Sr. Christopher e o Sr. Victor, mas quem era o mais jovem?

Logo ele percebeu quem era esse jovem. Suas mãos começaram a tremer e ele teve que respirar fundo algumas vezes para se acalmar. Então, ele se sentou na frente do piano. Um castrato chegou ao centro do palco.

A melodia da peça de piano era como uma corrente de água fluindo. As letras de poesia cantadas pelo castrato eram encantadoras.

A estrutura da peça para piano era completa e cheia de variedades. As emoções profundas da música combinavam perfeitamente com o piano.

A plateia no salão imergiu na melodia. Alguns estavam balançando ligeiramente a cabeça no ritmo da música.

Aquela música com seu próprio estilo capturou completamente o coração das pessoas presentes. O salão estava em absoluto silêncio. Nenhum músico jamais imaginou que um jovem como aquele pudesse dar uma nova vida às músicas cantadas pelos bardos, conferindo-lhes uma elegância singular.

Quando a primeira parte do concerto terminou, Franz permaneceu no palco, esperando nervosamente os comentários dos músicos.

Aquela era uma parte do pequeno concerto.

Christopher sorriu.

— Bem, Evans acabou de voltar. Deixemos que ele diga alguma coisa primeiro.

As mãos de Franz estavam se apertando. Ele era a própria imagem do nervosismo.

Lucien tentou bater um migué e dar uma de humilde na frente de Christopher, mas o presidente insistiu que ele falasse. Então, Lucien sorriu e disse:

— Sua música nos levou a um novo mundo, fazendo-nos esquecer a forma comum das canções cotidianas.

Aquele era um comentário muito forte, e veio de seu ídolo. Franz acenou com a mão direita ligeiramente, cheio de alegria. Havia lágrimas em seus olhos.

Lucien continuou:

— Você explorou muitas das formas possíveis de músicas, o que será um novo caminho à nossa frente. Tenho algumas ideias sobre como transformar versos longos em músicas e espero que possamos conversar bastante depois do concerto.

Lucien se inspirou pelas músicas de Franz.

— Claro… Muito obrigado, Sr. Evans. Você pode não saber disso, mas eu preciso que durante os dias mais sombrios da minha vida, quando eu estava prestes a encerrar a minha carreira musical, foi sua Sinfonia do Destino que me salvou… Você não tem ideia de como fiquei chocado e encorajado quando a ouvi…

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

3 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!