API – Capítulo 21

Tiro

O metralhador e seu ajudante sabiam o quão ruim era a situação em que eles estavam, afinal,  eles estavam em campo aberto e diante de um franco-atirador. Só tinha ruínas e detritos ao redor deles, e não uma fortaleza de defesa. Os dois estavam em grave perigo.

Sem mais demora, os dois estavam prestes a se esconder como todos os outros. Porém, era tarde demais.

*Bang!*

Kieran deu outro tiro e o metralhador, que mal teve tempo de levantar sua arma, de repente teve a cabeça explodida. O corpo do metralhador caiu no chão enquanto o ajudante, assustado, cobriu sua própria cabeça.

Ele não queria perder a vida e ninguém poderia culpá-lo por isso.

Como o líder do esquadrão, Hank nem se importou com o metralhador. Ele já havia calculado a direção da qual os tiros estavam vindo e ele disparou usando seu rifle de assalto.

*Bang!* *Bang!* *Bang!* *Bang!* *Bang!*

Os outros se juntaram a Hank no tiroteio, e o local onde Kieran estava foi fuzilado rapidamente.

Depois que Kieran deu aquele tiro, ele rolou para se esquivar dos tiros. Além da habilidade [Arma de Fogo (Arma de Fogo Leve) (Básico)] fortalecer seu corpo, ela também aumentou seu conhecimento sobre armas de fogo, permitindo com que Kieran usasse diversos tipos de armas e conhecesse as vantagens de cada tipo. Logo, ele sabia tudo sobre o rifle de precisão em suas mãos.

Embora fosse um rifle de precisão mal montado, não atrapalhou Kieran. O fator mais importante para um franco-atirador era a sua localização. Isso era mais importante que matar os inimigos de uma vez.

Com o rifle de precisão em mãos, Kieran rapidamente evitou o tiroteio e correu para um dos pontos que ele havia escolhido antes da batalha. Então, ele olhou para a ferida na canela esquerda.

[Tiro: ferida na carne, infligiu 5 de dano…]

Assim como a notificação mostrou, era apenas uma ferida na carne, mas também serviu para lembrar Kieran o quanto seus inimigos eram fortes. Ele tinha a vantagem, que era a localização e as chances que ele tinha para emboscá-los. No entanto, ele ficou ferido após se envolver com seus inimigos pela terceira vez.

Kieran lembrou que era a primeira vez que ele se machucava dentro do jogo.

Ai! — Kieran rasgou uma parte de sua camisa e usou-a como uma atadura em sua canela. — Eu deveria ter aprendido a tratar feridas com a Maggie antes de vir aqui…

A dor o lembrou disso enquanto ele se enfaixava. Ele tinha que se mover mais uma vez, pois sabia que, se ele ficasse naquele lugar por mais tempo, ele acabaria ficando cercado. Os soldados facilmente poderiam estimar sua localização após o último tiro.

Seu instinto lhe dizia para não subestimá-los. A ferida em sua perna o deixou mais lento. Especialmente quando ele utilizava [Furtividade], quando ele se movia muito mais lento do que antes.

Após cinco minutos inteiros, ele finalmente saiu da área da troca de tiros. Ele foi para outro esconderijo e olhou para o lugar de onde ele tinha vindo. Sete soldados já cercavam o local.

Era uma formação de três por quatro, três avançando vigilantemente enquanto o resto os cobria por trás. Se Kieran ainda estivesse lá, ele já teria morrido umas dez vezes. Mesmo que ele pudesse matar um ou dois deles, ele ainda seria morto pelo resto.

Kieran já havia deixado o local, e poderia seguramente matar os soldados restantes de longe.

*Bang!*

Um dos soldados caiu em uma poça de sangue.

[Tiro: ataque letal, infligiu 100 de dano (50 de Arma de Fogo (Arma de Fogo Leve) (Básico) x2). Alvo morreu…]

A notificação do registro de batalha confirmou que o homem estava morto e Kieran começou a se mover de novo.

Os tiros o seguiram, acertando o local de onde ele tinha acabado de se afastar. Kieran estava feliz por ter escolhido essa área com a qual ele estava tão familiarizado.

— Droga! — Hank gritou.

Mais um de seus homens morreu. Hank queria destruir o maldito franco-atirador com suas próprias mãos e arrancar membro por membro, mas sabia que a raiva não o ajudaria a resolver o problema em questão. Se ele não bolasse um plano logo, ele e todos os seus homens morreriam lá.

Hank começou a olhar ao redor, mas as ruínas bloqueavam sua visão. Ele percebeu que o único ponto estratégico era aquele que seu franco-atirador estava antes de morrer.

Ele deve ter escolhido este lugar de propósito! — Depois de inspecionar seus arredores, Hank tinha certeza disso.

Ele teve um mau pressentimento sobre tudo isso. Não era um mero bandido armado.

Se esse cara foi capaz de ter um rifle de precisão e escolheu propositalmente esse terreno por ser excelente para um franco-atirador, ele só pode ser um soldado. Poderia ser um agente do governo? — Hank se perguntou silenciosamente enquanto franzia a testa.

Embora ele fosse apenas um Segundo Tenente, como o braço direito de Zarukhar, ele sabia perfeitamente que a rebelião estava perdendo. Eles estavam apenas enxugando gelo. Sem qualquer apoio de terceiros, eles ficariam sem suprimentos, e então a derrota seria apenas uma questão de tempo.

Quando esse tempo chegasse, todas as dívidas seriam pagas. Hank não planejou morrer no processo, no entanto. Foi por isso que ele seguiu Zarukhar em primeiro lugar. Zarukhar lhe prometeu que poderia garantir a sua sobrevivência quando o governo chegasse, e ter certeza que teria uma vida confortável e rica depois disso.

Sua sobrevivência era baseada nessa promessa. Hank não podia matar muitos agentes do governo ou oficiais de alto escalão. Se ele matasse, Zarukhar não poderia cumprir sua promessa.

Se o cara é um agente do governo, o que acontece se eu matar ele? Eu não posso me dar ao luxo de hesitar mais! Se essa é a ordem de Zarukhar, não tenho escolha senão segui-la! — Hank pensou quando ele cerrou os dentes e deu ordens aos seus homens.

— Mark, Johnny, assumam aquele ponto estratégico! Hendrall, distraia o franco-atirador! O resto de vocês fique de olho no bastardo! — Ele os ordenou um após o outro. Os soldados rapidamente se moveram de acordo com suas ordens, exibindo mais uma vez a disciplina de uma milícia. Se eles fossem bandidos, eles teriam começado a culpar uns aos outros.

Mas eles eram a milícia, e os soldados realizavam as ordens de seus líderes de maneira disciplinada. Três deles se moveram ao mesmo tempo. Hank e o resto ficaram para trás e tentaram identificar a posição de Kieran.

Kieran notou a isca. Um dos soldados estava se movendo despreocupadamente entre as ruínas, sem fazer o menor esforço para se esconder.

Kieran mirou nele, mas não atirou. A súbita mudança de ação do soldado fez com que ele suspeitasse que algo estava acontecendo. Esse comportamento nem combinava com a disciplina de um bandido de baixo nível, e muito menos de um soldado treinado.

É uma armadilha? — ele pensou instantaneamente.

Afinal, a melhor maneira de lidar com um franco-atirador era distraindo ele. Kieran tirou o dedo do gatilho. Ele precisava olhar para a situação como um todo.

Foi quando ele percebeu algo.

Quando ele ainda estava se familiarizando com o terreno, ele havia feito um esforço extra para memorizar todos os esconderijos e os pontos que eram seguros para se esconder. A julgar pela posição dos soldados, não era difícil ver o que estavam fazendo.

Dois deles estão indo em direção ao ponto estratégico! — Kieran olhou para o local usando sua luneta.

O ponto estratégico poderia muito bem ser o único local que daria a vantagem para matar Kieran. Ele já havia matado o primeiro franco-atirador, mas não podia permitir que um segundo ou um terceiro chegassem lá.

Sem hesitação, ele atirou.

*Bang!*

Um dos soldados que se dirigia para o ponto estratégico caiu no chão. O segundo nem sequer parou. Ele rapidamente se levantou do chão e correu para o seu destino.

Kieran o viu, mas ele não podia atirar. Ele precisava sair dali imediatamente, ou sua localização ficaria exposta e os outros começariam a atirar nele.

Os soldados o alcançaram de novo.

Desta vez, ele não teve tempo suficiente para usar [Furtividade]. O soldado que estava correndo para o ponto estratégico estava a apenas cem metros de distância e a julgar pela velocidade dele, ele chegaria ao local em pouco tempo.

Porra, eu tenho que fazer isso! — Enquanto o soldado se aproximava do ponto estratégico, Kieran levantou o rifle de precisão mais um vez.

Ele não podia se arriscar a se expor enquanto os outros se aproximavam. No entanto, ele sabia perfeitamente que se o ponto estratégico fosse tomado, ele morreria.

*Bang!*

Ele atirou e o soldado caiu no chão. Embora ele tenha rolado logo após, a força das balas recebidas o fizeram fugir para o seu destino original.

Ele foi atingido.

Erudhir
"Se olhar ao redor e não souber quem é o alvo, então o alvo é você."

11 Comentários

  1. Tava mó ansioso, aí os caras lembram que ele tá de colete. Mesmo que não proteja totalmente, ainda ajuda um pouco. Obrigada pelo capítulo!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!