DNG – Capítulo 170

Vênus Devoradora de Estrelas!

Han tentou empurrar a porta de liga e, depois de um som de algo encaixando, a porta foi realmente aberta. Ele acenou com a cabeça para Ye Jincheng e então ambos avançaram para dentro.

Era um lugar enorme, infinitamente maior que os outros laboratórios que eles viram no caminho, como se fosse um verdadeiro mundo subterrâneo.

Em um piscar de olhos, eles já haviam avançado dezenas de metros no interior daquele cômodo, mas não encontraram nenhum inimigo. Naquele momento, porém, outro barulho alto veio da porta. Ye Jincheng retornou para tentar abrir a porta, mas franziu a testa depois de falhar.

— Merda! A porta está trancada pelo lado de fora.

Han usou sua visão para explorar o local e disse:

— Que lugar estranho. Vamos encontrar o Ye Guhong primeiro. Acredito que a Garra do Demônio não teria nos levado na direção errada. Já que ela acredita que Ye Guhong esteja aqui, ele deve realmente estar.

— Ok, — Ye Jincheng concordou com a cabeça.

A Garra do Demônio foi convocada de novo e desempenhou o papel de batedora enquanto Han e Ye Jincheng verificavam os arredores. Olhando para a frente, o lugar estava cheio de montanhas brancas cobertas de gelo, e o ar estava extremamente frio.

Abaixo dos pés deles parecia haver um lago subterrâneo com a camada superior congelada, mas essa camada de gelo era extremamente grossa, o que impossibilitava ver o que estava abaixo deles na água.

O frio daquele local era muito estranho, capaz de atravessar até mesmo os trajes de batalha. Como Han já havia passado por um treinamento no frio extremo do ártico, ele não se importava com a temperatura, mas Ye Jincheng já estava tremendo.

— Que lugar maldito! — Ye Jincheng murmurou, — Por que o Rei Mandala do Clã dos Bruxos traria nosso mestre para este lugar?

Han não respondeu porque ele também não sabia. Em pouco tempo, a Garra do Demônio voltou e fez um gesto para que Han e Ye Jincheng a seguissem.

Então, sob a liderança da Garra do Demônio, eles entraram mais a fundo neste mundo congelado, mas eles realmente não perceberam que a porta de liga pela qual eles entraram foi lentamente congelando e se encobrindo de gelo e neve, se mesclando gradualmente à paisagem deste mundo frio.

Han e Ye Jincheng correram naquele mundo de gelo. Depois de algumas horas, as montanhas de gelo desapareceram atrás deles. A frente ficou aberta e plana, e a camada de gelo de espessura incrível parecia um espelho suave, mostrando claramente os reflexos de Han e Ye Jincheng.

Sobre aquelas camadas de gelo espelhado, Han começou a ver cadáveres já congelados. Eles pertenciam ao Clã dos Bruxos. Vinte soldados de elite do Clã dos Bruxos acompanharam o Rei Mandala àquele lugar, além de Ye Guhong e do Rei Frank. Agora, todos estavam mortos, e havia nada menos que vinte corpos que foram deixados para trás. O tempo da morte provavelmente não havia sido muito antes de Han e Ye Jincheng terem entrado ali, e todos eles haviam sido mortos por cortes selvagens.

— Isso é chamado de Hong Meng! — Ye Jincheng gritou. — É uma arte marcial única que só nosso mestre consegue usar.

Han de repente hesitou. Alguns dos soldados do Clã dos Bruxos foram mortos por Ye Guhong, mas outros não. Isso significa que Ye Guhong e o Rei Frank lutaram juntos contra o Clã dos Bruxos.

Porém, entre os corpos não havia nenhum que pertencesse ao Rei Mandala. Se ele não estivesse morto, Ye Guhong e o Rei Frank ainda estariam em perigo. Afinal de contas, o Rei Mandala era um mestre no uso de venenos.

— Vamos! — Han gritou para Ye Jincheng.

Os dois e a Garra do Demônio voltaram a se mover, correndo rapidamente sobre a camada de gelo espelhada. As botas dos trajes de batalha liberaram automaticamente minúsculos ganchos para impedir que eles deslizassem no gelo.

Mais uma hora se passou naquele trajeto, e Han viu três figuras estranhas ao longe, em pé sobre o gelo em uma formação triangular, como três esculturas.

— Mestre! — Jincheng gritou.

Quando eles se aproximaram, Han percebeu que eles eram realmente Ye Guhong, o Rei Frank e o Rei Mandala. As características do Clã dos Bruxos eram muito óbvias, e Han reconheceu o rosto preto e verde do Rei Mandala com uma única olhada rápida. Ele tinha um nariz torto e olhos ameaçadores, com os longos cabelos pretos espalhados de forma desordenada por seu rosto.

O homem de meia-idade musculoso devia ser o líder do Clã dos Decapitadores, o Rei Frank, e Ye Guhong era aquele ancião imponente de cabelos brancos. Seu corpo todo o denunciava como sendo um explorador pioneiro, mantendo a calma diante do medo e do perigo.

— Eu vou matar você! — Jincheng sacou uma espada e estava prestes a avançar sobre o Rei Mandala, mas ele foi impedido pelo braço de Han. — Não tente me impedir! Esse maldito se atreveu a raptar o nosso mestre, ele vai pagar com sua vida! — Ye Jincheng gritou.

— Algo aqui está estranho, espere um pouco, — Han disse a Jincheng.

Ao mesmo tempo, Ye Guhong também abriu a boca:

— Jincheng, você não pode matá-lo.

— Por quê?

— Porque se você o matar, a coisa dentro deste lago congelado vai sair e todos nós morreremos, — Ye Guhong disse com uma voz rouca. — Veja bem, nós estamos impedindo que o campo de isolamento se estenda, e no momento que você matar Mandala, o equilíbrio na contenção do campo será quebrado.

Han e Ye Jincheng ficaram chocados por um segundo e observaram com atenção. Com certeza, as mãos dos três estavam emitindo uma luz branca, formando uma abóboda que estava suprimindo o que quer que estivesse sob aquele lago congelado. Porém, a camada de gelo já tinha pequenas rachaduras aparecendo, indicando que havia claramente algo pronto para sair do gelo.

Ye Jincheng respirou fundo e ficou feliz por Han ter detido ele. O Rei Mandala apenas fez uma cara de deboche, como se não quisesse explicar nada para não consumir mais de sua energia.

— Quem é você? — Ye Guhong olhou curiosamente para Han e perguntou.

— Mestre, esse é o Han, Han Lang! — Ye Jincheng apressadamente explicou.

Yu Guhong olhou para Han e não disse mais nada.

Han franziu a testa, deu uma volta ao redor dos três e disse surpreso:

— Vocês dois não estão envenenados.

Como um selvagem, Rei Frank franziu o nariz enorme e disse:

— Claro que não. Mas estamos sob os efeitos da técnica de marionetes dele. Se não fosse para manter esta coisa debaixo do gelo, a técnica dele não poderia me controlar, e eu ainda posso matá-lo facilmente.

Rei Mandala mais uma vez zombou e sussurrou:

— Você poderia até se livrar da minha técnica, mas você conseguiria, no máximo, matar meus subordinados estúpidos. Não fique se gabando dizendo que você consegue me matar com facilidade, porque se não fosse essa coisa debaixo do gelo, eu teria mil maneiras de matá-lo envenenado.

— Blasfêmia! — O Rei Frank gritou, e todos os seus músculos tencionaram.

— Eu aconselho você a relaxar. Se essa coisa sair, nenhum de nós conseguirá sobreviver, — Rei Mandala disse insidiosamente.

Rei Frank estava tão puto que seu peito começou a estufar acima e voltar ao normal enquanto ele respirava pesadamente, ofegando. Porém, ele não poderia se distrair enquanto emanava energia para formar aquele campo de força. Espers tinham uma percepção aguçada. Ele poderia, claro, sentir que a coisa dentro do lago representava uma ameaça maior do que Mandala.

O que realmente havia debaixo do gelo?

Olho das Trevas!

A escuridão imediatamente cobriu o olho de Han, e quando ele conseguiu ver a coisa sob aquela espessa camada de gelo, ele ficou chocado.

— Então, este é um campo de energia equilibrado em quatro cantos. Além de vocês três, há também um criador de campo de isolamento deixado pela civilização pré-histórica sob a camada de gelo. Se alguma das partes se retirar, isso causará uma deformação no campo de isolamento e levará a consequências desastrosas. Eu não entendo, por que é que vocês entraram em uma situação tão perigosa tentando manter esse campo de isolamento? Eu só vejo uma planta aquática dentro daquele campo de isolamento, e não vi mais nada estranho.

Mandala explicou em tom de deboche:

— Nada mais? Essa planta aquática é uma das lendárias armas de nível aniquilador desenvolvidas pela civilização pré-histórica através da tecnologia de síntese genética, denominada Vênus Devoradora de Estrelas. Não a subestime, criança.

Han franziu ligeiramente a testa e disse a Mandala:

— Não gosto do seu tom de voz. A razão pela qual você ainda está vivo é apenas para manter o equilíbrio e estabilidade desta contenção, mas não pense que eu não me atreveria a matá-lo.

Desdém surgiu na cara feia de Mandala novamente enquanto ele sussurrou:

— Eu acho que você simplesmente não teria coragem de me matar.

*Plosh*

Logo depois que Mandala terminou sua frase, Han avançou como um raio e cortou fora uma camada do couro cabeludo de Mandala.

Ele fez isso mesmo.

A Perfuradora de Estrelas desenhou um arco preciso no ar, passando rente à cabeça de Mandala, cortando o cabelo e uma camada fina de seu couro cabeludo. Sangue de repente escorreu da cabeça de Mandala e manchou todo o seu corpo.

Mandala não esperava que Han realmente viesse o atacar e ficou completamente chocado. Todo o seu corpo tremia de ódio. Felizmente, o choque impediu que ele reagisse de imediato, o que o ajudou a manter o campo de força sob controle. Quando finalmente percebeu que Han havia cortado um pedaço de seu couro cabeludo, ele dirigiu um olhar malicioso e cheio de ódio para Han.

Han rapidamente jogou um pouco de pó para ajudar Mandala a parar o sangramento e disse friamente:

— Minha faca contém um pouco de veneno, mas como você é o Rei dos Veneno do Clã dos Bruxos, então provavelmente não precisa temer isso. Mas fique esperto. Eu estou pouco me fodendo para o tipo de rei que você é, e se você quer conversar comigo, faça isso direito. Caso contrário, na próxima vez você não terá tanta sorte.

Todos olharam para Han com surpresa, especialmente Ye Guhong. A maneira como ele olhou para Han tornou-se muito complexa.

— Hahahahahahahahaha!

Rei Frank, do Clã dos Decapitadores, começou a rir e gritou:

— Isso sim que é uma atitude de homem, meu jovem! De agora em diante, você é meu amigo!

Aquela raça era totalmente direta. Frank viu Han realmente cortar um pedaço do couro de Mandala, e ele imediatamente se sentiu mais satisfeito quando olhou para Han.

Han ficou mais sério e disse:

— Continuar desse jeito não é uma opção. Vocês são todos guerreiros de nível Deus da Guerra. Mesmo que estejam trabalhando em conjunto para conter a expansão do campo de isolamento abaixo do lago com sua própria energia, vocês não conseguirão sair dessa situação. No momento em que um de vocês deixar de emanar energia, as quatro forças se tornarão caóticas e, em seguida, causarão uma explosão ou algo pior, e o resultado é imprevisível. Então, continuar assim não é uma saída. Mais cedo ou mais tarde, vocês ficarão inconscientes por falta de energia, e o resultado ainda será uma explosão. Então, a chave para esse problema ainda está na Vênus Devoradora de Estrelas. Por que ela estava sendo protegida por um campo de isolamento tão forte, e o que acontecerá se o campo não puder ser contido?

Han encarou Mandala, que limpou a garganta e disse em uma voz séria:

— A Vênus Devoradora de Estrelas é uma arma de nível aniquilador deixada pela civilização pré-histórica, como eu já disse. De acordo com as informações que temos, ela tem um poder crescente que não podemos imaginar e pertence à categoria de plantas devoradoras. Ela irá absorver toda a energia possível e crescer em uma velocidade insana. De acordo com o projeto, a civilização pré-histórica deveria lançar essa planta em um planeta que eles esperavam destruir e, depois, a Vênus Devoradora de Estrelas poderia imediatamente começar a absorver a energia do planeta, fazendo com que o núcleo perdesse calor, o solo ficasse sem nutrientes e todas as árvores morressem. Nem mesmo as pessoas do planeta conseguiriam sobreviver. A Vênus Devoradora de Estrelas ficaria cada vez maior, como uma planta gigante com dezenas de milhares de vinhas. Essas vinhas penetrariam no corpo das pessoas ou dos animais, mumificando as pessoas e sugando a força vital de todas as coisas. Em termos simples, um planeta, se recebesse uma Vênus Devoradora de Estrelas, se tornaria um planeta morto, com toda a vida extinta. A civilização pré-histórica conseguiu fazer uma planta aterrorizante como essa, mas ela é muito instável e deve ser mantida dentro de um campo de isolamento.

Ele então começou a detalhar o que aconteceu com eles:

— Agora a situação é que, quando a civilização pré-histórica deixou esta base, eles ajustaram as configurações para ativar automaticamente essa armadilha no momento em que alguém entrasse aqui, expandindo o campo de isolamento e permitindo que a planta se alimentasse. Se não conseguirmos manter esse campo de isolamento, o problema que teremos não será apenas uma explosão. Mesmo que a bomba não nos mate, a Vênus Devoradora de Estrelas sugará a vida de todos nós junto com a força do planeta inteiro, aniquilando qualquer forma de vida e não deixando sequer uma grama intacta.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

5 Comentários

  1. Essa plantas devoradora e muito simpática ela irá absorver toda a energia possível e crescer em uma velocidade insana fora q e uma arma de nível aniquilador… só isso o bichinho e inofensivo se ele escapar toda a e vida extinta

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!