DNG – Capítulo 185

Um Bando de Doidos

Han foi para o fundo do fosso vertical e descobriu que aquela era realmente uma base de lançamento da civilização pré-histórica. Nas profundezas do subsolo, havia trilhos largos e veículos de transporte pesado ​​carregados com mísseis de cruzeiro interestelares de mais de dez quilômetros de extensão.

Esses tipos de mísseis tinham um mecanismo de criação de canais de transição embutidos e também um reator de fusão. Depois de serem disparados, esses mísseis poderiam saltar por canais de transição como naves estelares, atacando alvos que estavam a milhares ou mesmo dezenas de milhares de anos-luz de distância.

Quanto à ogiva transportada pelos mísseis, eram ogivas de fusão de alto poder explosivo. Apenas alguns desses mísseis interestelares seriam necessários para destruir um planeta do tamanho da lua.

Felizmente, esse silo havia sido abandono há muito tempo e, para proteger essa base secreta, a civilização pré-histórica acrescentou materiais magnéticos durante a construção. Esses insetos realmente odiavam esse tipo de material magnético, recusando-se a chegar perto deles, e então este lugar se tornou o único refúgio seguro em todo o planeta.

— Por favor, vá por aqui.

— Cuidado com seus pés.

— Vento Suave está esperando por você.

Muitos robôs cercaram Han, todos sendo muito educados. Suas atitudes também eram um pouco humildes em relação a Han.

— Vocês são todos robôs inteligentes? Todos você tem chips de lógica instalados? — Han perguntou curioso.

— Não, nós não temos chips de lógica.

— Então, como vocês adquiriram inteligência?

— Através do estudo. Nós seguimos nosso professor e estudamos conhecimentos diversos e também cortesia.

— Vento Suave? Ele também é um robô?

— Sim.

— Um robô igual vocês?

— Não é bem igual. Ele conhece muita coisa, então ele é nosso professor.

— Quero dizer, o modelo do Vento Suave é o mesmo do de vocês?

— Do mesmo modelo, sim. Nosso modelo é um produto defeituoso daquela época e há muito tempo estamos ultrapassados.

Em pouco tempo, Han se encontrou com Vento Suave. Ele era exatamente igual os outros robôs, também com um chassi branco-leite, mas seus olhos eletrônicos pareciam um pouco mais profundos. Enquanto os olhos dos outros robôs pareciam mais simples, como olhos de crianças.

Até mesmo o comportamento parecia apresentar aquela diferença. Os robôs estavam em volta de Vento Suave, como se fossem alunos do ensino fundamental na escola. Vento Suave convidou Han para sentar em uma cadeira de metal soldada.

— Bem-vindo, — disse Vento Suave a Han, e depois se virou. Ele começou a falar com os robôs sentados no chão: — Vejam só. Esta é a raça humana, que eu mencionei para vocês anteriormente. Quem pode me dizer qual é a diferença entre a raça humana e a raça divina?

*Tic*

Muitos robôs levantaram os braços, mas havia alguns que baixaram a cabeça, pensativos. Han ficou muito surpreso, sentindo-se como se tivesse voltado para a sala de aula do jardim de infância.

— Você.

— Sim, senhor. — Um robô se levantou e disse: — A raça humana e a divina tiveram origem no mesmo ancestral, mas devido à mutação genética, a raça divina ganhou habilidades poderosas. A raça humana tinha 47 pares de cromossomos a menos, por isso era muito difícil para eles ativar seus superpoderes, e a probabilidade era de apenas uma em dez mil. Então, no passado, a raça divina era a classe de elite, enquanto a raça humana era chamada de classe inferior. Em termos de estrutura, além dos 47 cromossomos a menos, também havia diferença nos 23 pares de cromossomos originais. Claro, as diferenças genéticas são todas internas, já que quanto à diferença externa, na verdade, há apenas uma. O osso frontal do crânio humano não tem abertura, portanto, eles não têm a capacidade de abrir o olho celeste. No passado, por causa da força superior da raça divina, eles desprezavam a raça humana, que não possuía tal mutação genética. Então, eles deram início a uma política de controle de natalidade para a raça humana, onde apenas o mais alto nível das famílias humanas tinha direito a ter filhos, e mesmo assim, um casal poderia nutrir apenas um descendente. Os seres humanos que não tivessem as qualificações perderiam completamente a oportunidade de se reproduzir. Antes desta era, o número original de humanos era maior do que da raça divina, mas 3000 anos depois que a política de controle de natalidade começou, o número de humanos foi reduzido a um milionésimo do número de seres da raça divina, e se tornou um grupo minoritário na Via Láctea.

Vento Suave acenou com a cabeça ligeiramente, pediu que o robô se sentasse, e então disse em uma voz séria:

— Sua resposta foi muito boa, então agora vamos pensar em outro problema. A raça divina, que compartilha o mesmo ancestral da raça humana, teria o direito de estabelecer uma política de controle de natalidade para os humanos? — Apontando para um outro robô, ele disse: — Você pode responder.

— Acho que não está certo, porque isso eliminaria a diversidade, transformando a todos em um mesmo grupo étnico. Todo mundo sabe que é natural quando há muita diversidade de raças, e o ato da raça divina de eliminar outras raças de menor poder é uma violação das leis da natureza.

— Concordo, — outro robô disse. — A lei da natureza não pode ser quebrada. A raça divina queria que os humanos fossem extintos, então eles adotaram tais políticas, mas o resultado foi o oposto do que eles esperavam. Depois que a raça divina deixou a Via Láctea, os humanos remanescentes rapidamente se desenvolveram e se tornaram os novos donos da Via Láctea, e o crescimento populacional se tornou exponencial desde então.

— Sim, esta é a lei natural do retorno, e isso significa que a teoria da política de controle populacional não é viável. Da mesma forma, os humanos estão usando os mesmos meios para suprimir outros grupos minoritários no universo. Se um dia os humanos forem forçados a deixar a Via Láctea, as populações desses grupos minoritários também retornarão ao seu ápice e se desenvolverão em grupos grandes o suficiente para combater a raça humana. Afinal, nenhum tipo de vida está além da lei da natureza.

Han sentou-se e ficou atordoado. Embora esses robôs não tivessem chips de inteligência artificial instalados, eles estavam se comportando como um grupo de filósofos! Que diabos era esse lugar?!

Quando Han se encontrou com aquele grupo de robôs que amava estudar filosofia, algo apareceu no local do acidente da nave de guerra Anjo Infernal.

O fogo já estava quase todo apagado e, após um forte estrondo, uma abertura foi feita pelo interior dos destroços da nave de guerra. Em seguida, uma criatura horrenda saiu de lá. Ela parecia uma vela derretida, com a pele e os tecidos musculares de todo o corpo e até os ossos queimados totalmente, parecendo carvão. Porém, ele ainda não estava morto, lutando para se arrastar para fora daquele local.

Muitos insetos correram para lá, mas não atacaram aquela criatura horrenda. Ao invés disso, ficaram lá em silêncio, a observando.

A criatura humanoide inteira queimada se sentou no chão. Aos poucos, a pele preta e os músculos começaram a se desprender do corpo e cair e, ao mesmo tempo, novas células também começaram a se desenvolver a partir da ROC Zero daquele ser.

Não demorou muito e a criatura se tornou uma pessoa, como se fosse um bebê recém-nascido. Sua pele era macia e suave, sem nem mesmo a menor das cicatrizes, como se os tecidos e ossos queimados e danificados tivessem sido substituídos inteiramente por novas células.

Aquele era o apóstolo sombrio. Ele estava vivo.

Embora Han tivesse destruído sua nave de guerra e causado uma grande explosão na queda dela, os apóstolos sombrios eram formas de vida geneticamente sintetizadas, e contanto que sua ROC Zero ainda estivesse intacta, eles poderiam se regenerar diversas vezes.

Abrindo os seus olhos negros, o apóstolo sombrio olhou em volta para os insetos e um sorriso apareceu em seu rosto. Seus olhos negros rapidamente mudaram para uma cor marrom, e do ponto de vista da aparência, ele provavelmente copiou a característica genética de alguma outra pessoa. Em resumo, ele não parecia mais um apóstolo sombrio, mas mais como um humano agora, ou talvez como um divino.

— Vocês ainda estão bem?

O apóstolo sombrio perguntou aos insetos, recebendo informações de volta de forma estranha, já que parecia um monólogo.

— O que? Aquele humano ainda está vivo?

— Ele está com os robôs?

— Não tem problema, isso é apenas um lote de robôs estúpidos que foram eliminados. Eles são imprestáveis. E quanto ao humano, ele não terá como deixar o planeta. Agora, me leve até sua mãe. Está na hora. Vocês, os guardas do inferno, provavelmente não querem continuar aqui cuidando desses robôs, não é?

— O que? Vocês querem destruir todos os robôs? Porque alguns deles despertaram e começaram a aprender por conta própria?

— Isso é muito ruim. No passado, foi justamente essa função autodidata que fez com que esses robôs fossem considerados defeituosos.

— Fiquem tranquilos. Vocês poderão fazer isso. Porém, eu vou conversar com sua mãe primeiro.

O apóstolo sombrio parecia entender a linguagem dos insetos e se comunicava com eles. Depois de receber o pedido, um monte de insetos começou a cavar no chão. Eles eram mestres em escavar, não menos eficientes que a Garra do Demônio. Muito em breve, um túnel descendente foi escavado, e o apóstolo sombrio seguiu os insetos e foi ao encontro de sua mãe.

Quando o apóstolo sombrio entrou no túnel, os vermes selaram novamente a entrada. Do lado de fora, restou apenas um terreno plano, sem sinais de escavação, e o apóstolo sombrio já estava seguindo os insetos em direção ao subterrâneo.

— Podemos fazer uma pausa? — Han finalmente não pôde deixar de interromper os ensinamentos de Vento Suave.

— Oh, desculpe, eu estava empolgado demais. A prisão não tem um visitante há muito tempo, para não mencionar que você ainda por cima é um humano, então meus velhos hábitos passaram do ponto novamente. Eu só queria aproveitar esta rara oportunidade para ensinar aos outros o que são seres humanos e permitir que eles tivessem uma compreensão mais profunda das leis da natureza. Desculpe por termos ignorado seus sentimentos. — Vento Suave pediu desculpas.

Han engoliu a seco.

— Prisão? Isto é uma prisão?

— Sim. — Vento Suave explicou calmamente: — Nós robôs autodidatas fomos considerados rebeldes e irremediavelmente estúpidos, e por isso fomos abandonados aqui. Quanto aos insetos, eles são responsáveis ​​por nos manter aqui.

Han ficou confuso.

— Por quê? Porque vocês têm inteligência?

Vento Suave respondeu:

— Robôs artificialmente inteligentes precisam ter chips de lógica instalados, mas nós não. O que nós temos são chips de aprendizado. Este é o experimento da raça divina. Eles acreditavam que havia um limite para os chips de lógica, porque eles só poderiam adquirir a sabedoria já conhecida. Todavia, os chips de aprendizagem podem permitir que os robôs adquiram a capacidade de estudar e continuar aprendendo ao longo de seu tempo de vida, e talvez um dia, nosso nível de inteligência ultrapasse a capacidade fornecida pelos chips de lógica. Porém, aprender não é uma linha reta em uma direção. Quando a raça divina notou que os robôs de nosso modelo estavam mais interessados ​​em filosofia do que em outras áreas, eles ficaram furiosos, já que eles achavam que não estar desenvolvendo tecnologia, mas sim aprendendo filosofia, era um insulto à inteligência.

Han percebeu que a história era complexa. Vento Suave continuou:

— Ademais, depois de aprender filosofia, os robôs do nosso modelo não eram mais 100% obedientes aos seres da raça divina. Se eles fizessem algo errado, nós nos levantaríamos e apontaríamos o erro. Isso é algo que aqueles seres não poderiam aceitar. Aos olhos dos seres da raça divina, isso seria uma blasfêmia, então fomos sentenciados e aprisionados aqui.

Han estava completamente confuso. Ele pensou por um segundo, soltou Giro-Giro e perguntou:

— Giro-Giro, eu já fiz alguma coisa errada?

Giro-Giro ficou muito surpreso por estar cercado por muitos robôs, mas devido a sua programação, ele deixou de lado sua surpresa e rapidamente respondeu:

— Você é o mestre, como você poderia fazer algo errado?

Han hesitou.

— Mas às vezes você também expressou uma opinião diferente. Por exemplo, você achava que soldados e políticos eram dois tipos diferentes de pessoas e me aconselhou a não acreditar naqueles políticos.

Giro-Giro respondeu:

— Eu tenho um chip de lógica instalado, então é claro que eu tenho meu próprio raciocínio lógico. Quando tenho opiniões diferentes das do mestre, de acordo com a configuração do meu programa, vou expressar as diferentes opiniões de uma forma suave. Porém, se o mestre insistir, eu interpretarei aquilo como minha própria falta de inteligência para entender a lógica avançada do Mestre, e que preciso levar em conta outros aspectos. Assim sendo, o mestre está sempre certo. Há apenas coisas que não consigo entender, mas não algo de errado com o mestre.

Han sentiu que ele havia sofrido um choque sem precedentes. Ele então tentou perguntar a Vento Suave:

— E você, se você achasse que eu estivesse errado, o que você faria?

— Eu te diria diretamente que você está errado.

— E se eu não aceitasse isso?

— Debateríamos. A menos que você pudesse me convencer, eu continuaria achando que você está errado.

— Você não tem medo por eu ser humano?

— Não.

— E se eu fosse divino?

— Também não. Por que eu teria medo? Embora às vezes seja difícil entender a verdade, ela sempre estará presente no mundo. Sejam pessoas ou robôs, devemos sempre buscar a verdade em vez de rejeitá-la. Independentemente da sua raça, você pode usar seu raciocínio para me convencer, mas você não pode usar força bruta para me ameaçar, — Vento Suave disse calmamente.

Os robôs ao redor assentiram, reconhecendo o que o Vento Suave dizia.

Um bando de doidos, — Han pensou, chocado.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

8 Comentários

    1. O errado deles é que eles são mais humanos do que robôs.
      tipo o que você pensaria de um humano que age mais como um robô, fala como um robô e pensa como um robô?

      1. eu não sei se os robôs estão agindo mais humanos que os humanos…
        Pois ai entra outra pergunta…
        Afinal esse pensamento, é um pensamento realmente humano?

  1. Um bando de gênios. Bem que o Vermillion falou que foi fácil demais, imagino que o Apóstolo deva estar interessado nos incríveis mísseis descritos no cap.

    Obrigado pelo capítulo.

  2. Robô filósofo ejbehshdnsnhsbsbsbsbsbbsnsbsbebbebwbwbsjaiwjwhbebwbsbsbehebe essa novel é incrível bebbebebrbrbr

    Obrigado pelo capítulo!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!