LAB – Capítulo 199

O caos da guerra

— Todos comigo, avançar! — Quase ao mesmo tempo, a voz de Lehman soou em voz alta.

Levin olhou incrédulo para Lehman Hawes, que de repente caíra do cavalo. A parte de trás de sua cabeça estava completamente aberta, revelando uma pasta pegajosa vermelha e branca por dentro. Seu capacete estava quebrado ao lado, desabrochando com um grande buraco no topo, mostrando que não teve nenhum efeito protetor.

— Vamos, comigo, avançar a toda velocidade! — Então a voz de Levin também soou.

Não, nenhum de nós gritou! — Levin cobriu a boca. Ao olhar para trás, ele viu que a milícia saiu de sua posição de espera, imediatamente engoliram as pílulas e começaram a correr, como uma enxurrada de pessoas vindo em sua direção.

É uma bruxa. — Levin percebeu que uma bruxa havia imitado sua voz.

— Não corram, cessar investida! — Ele gritou o mais alto que podia.

No entanto, no meio da multidão excitada, sua voz não se espalhou muito, e as poucas pessoas que ouviram seu grito pararam, mas a maioria continuou avançando.

— Depressa, ataquem o mais rápido que puderem, tentem romper o centro da linha de defesa do inimigo, todos que chegarem à cidade podem saquear!

Já não era apenas a voz dele, mas também a de Duane e de outros cavaleiros, soando uma após a outra, como se tudo isso tivesse sido acordado previamente. Além disso, a voz da bruxa ofuscou todos os outros barulhos, como se a voz estivesse sendo emitida diretamente ao lado do ouvido de todos.

No meio da milícia, havia também muitas vozes explodindo, como se estivessem alinhadas com seus comandos, a multidão gritava “Saqueiem!” e outras frases de efeito. Levin não sabia quem tinha começado, mas logo as frases de efeito soavam em todas as fileiras. A situação tinha saído completamente de seu controle. Levin não tentou gritar mais comandos, afinal, sua voz seria ofuscada pelos rugidos animados da multidão. Em vez disso, ele teve que se concentrar totalmente em controlar seu cavalo, a fim de evitar ser arrastado pela poderosa correnteza. E, como se tivessem perdido toda a razão, a milícia correu para o centro da estrada.

Não, na verdade isso não era totalmente certo. Desde o começo, eles já haviam perdido toda a razão, especialmente no momento em que outra pessoa começou a guiá-los. Depois que eles tomaram as drogas, ficaram totalmente eufóricos e, com o pensamento de matar e saquear, ficaram ainda mais estimulados. No começo, as primeiras pessoas ainda evitariam pisar em Lehman que estava caído, contudo, logo após, não mais se importariam e, assim, começariam a pisar no cadáver sem pensar duas vezes.

Levin queria se encontrar com Duane e os outros cavaleiros, mas logo descobriu que, devido a enxurrada de pessoas, eles já estavam espalhados por todo o lugar. Sob essas claras circunstâncias, ele primeiro teria que seguir o fluxo de pessoas e, aos poucos, tentar afastar seu cavalo para a floresta ao lado. Na situação presente, ao tentar virar o cavalo abruptamente, seria apenas uma questão de tempo até ele ser derrubado pela força da milícia que estava correndo com tudo, e se ele quisesse se levantar de novo, seria quase impossível.

De dentro das fileiras, Levin estava olhando em todas as direções, tentando encontrar a bruxa responsável por causar o caos, querendo cortá-la em mil pedaços. Na sua opinião, isso definitivamente foi obra de uma bruxa!

As mil e quinhentas pessoas que engoliram a pílula estão correndo na direção da linha de defesa do Príncipe, logo, essa onda deveria ser um ataque mortal para ele. — Levin pensou — Mesmo que o Príncipe tivesse mais armas novas, ainda não seria suficiente para ir contra tantas pessoas ao mesmo tempo. Portanto, o resultado disso não iria ser muito diferente, de qualquer forma. Uma situação em que ambas as partes sofressem uma derrota, é obviamente algo que as bruxas ficariam exultantes, e essa também foi a razão pela qual elas se infiltraram em nossas fileiras e causaram tantos problemas, atraindo nosso exército para avançar por iniciativa própria. A bruxa que matou o Lehman e a bruxa que criou o caos não podem ser a mesma pessoa.

Levin deixou seu olhar vagar sobre as poucas pessoas que ainda estavam ao seu lado, pois eles haviam testemunhado a queda de Lehman. Além disso, mesmo que eles tivessem ouvido a ordem para parar de correr, eles não poderiam lidar com o enorme exército, pois mesmo ao se reunirem, ainda não poderiam contar como mais de trinta pessoas.

— Uma das bruxas tem a habilidade de esconder seu corpo e a outra pode manipular sua voz. Afinal, uma bruxa não pode ter duas habilidades, vão e encontrem essa que pode manipular a voz, eu quero arrancar sua garganta!

Através da janela de disparo do bunker, Brian podia ver como o inimigo se aproximava. Dos bunkers à frente, até mesmo o primeiro tiro podia ser ouvido.

Sua posição defensiva estava no meio do diamante. Por causa disso, ele teria que esperar o inimigo alcançar a demarcação roxa ao lado da estrada. Ter que esperar tanto tempo para disparar o deixou muito ansioso.

Para tentar relaxar e pensar em outra coisa, ele foi para a janela do outro lado, pois de lá, Brian poderia olhar para a linha de defesa mais distante. Das posições de artilharia, a fumaça branca subia incessantemente e, com isso, um rugido como um trovão ecoava pelo campo de batalha.

Eles são, mais uma vez, os primeiros a disparar. Com seus canhões de cinco quilos, eles podem cobrir quase todo o campo de batalha. — Se Brian prestasse atenção, ele poderia até ouvir os sons estridentes das bombas enquanto voavam pelo ar.

— Oh meu Deus, eles correm muito rápido!

— Olhe para aquele sujeito, sua mão foi arrancada por uma munição, mas ele ainda está correndo feito louco.

— O que Sua Alteza disse era verdade, eles ainda podem ser chamados de humanos? Eles são simplesmente o mesmo que bestas demoníacas.

Durante a mobilização pré-batalha, o Primeiro Exército já havia sido informado que o inimigo estava sob os efeitos das pílulas da Igreja, logo, eles não demonstraram medo ao encarar o ataque contínuo do outro lado, que avançavam mesmo sob uma chuva de balas. Em vez disso, eles estavam cheios de espírito de luta, afinal, eles eram o Primeiro Exército, que foram forjados sob as chamas de bestas demoníacas.

— Capitão, eles estão vindo! — Alguém avisou.

Ao ouvir a notícia, Brian rapidamente retornou à sua posição, pegou um fuzil de repetição ao lado da janela e começou a carregá-lo. Em comparação com as armas antigas, a nova versão de Sua Alteza teve uma melhora simples. Agora, em uma única respiração, ele já podia disparar cinco munições, então ele poderia jogar o pente na direção do recruta atrás dele, pegar o pente novo, carregar e disparar, enquanto o recruta recarregaria seu cartucho anterior.

No entanto, durante o treinamento, Sua Alteza enfatizou que somente quando o inimigo tivesse entrado na faixa de 100 a 50 metros, é que eles poderiam usar esse tipo de tiro. Já para os disparos de longo alcance, eles tinham que ser o mais preciso possível, porque a fabricação das balas dos fuzis de repetição era muito problemática, a quantidade de munição era bastante limitada.

Brian acreditava profundamente que as munições que continham a pólvora, com a parte da frente fina e pontuda e a parte de trás grossa, assim como sua forma quase sempre semelhante, absolutamente não poderiam ter sido criadas por um ferreiro. Ele sabia que um trabalho tão fino e delicado tinha que vir das mãos de uma bruxa.

Normalmente, após o exercício de tiro, eles coletavam todos os estojos das munições e os entregavam a Machado de Ferro. A prática de tiro era geralmente seguida com um exercício de recarga, durante o qual eles se sentariam como um grupo no centro do acampamento.

Para montar os cartuchos usados ​​em um novo pente, eles precisavam seguir rígidas diretrizes operacionais. Primeiro, eles tinham que empurrar o iniciador para o fundo do estojo, depois encher com pólvora e finalmente inserir o projétil, que era a bala. Devido aos exercícios, ele estava relutante em consumir sua munição sem cuidado, caso o alvo fosse muito difícil de acertar.

No momento em que o inimigo cruzou o marcador roxo, Brian respirou fundo e finalmente gritou:

— Disparar à vontade

O soldado que estava esperando por esta ordem há muito tempo, apontou entusiasticamente para um alvo fácil e puxou o gatilho. De repente, o bunker ficou inundado com o som dos disparos. O primeiro inimigo a cruzar a linha foi atingido por balas de ambos os lados, o que fez o sangue espirrar da sua cintura, e depois de cambalear dois passos à frente, ele caiu no chão. Era óbvio que eles poderiam sofrer mais dor do que as pessoas comuns, mas em face de balas de grosso calibre, isso ainda não importava.

Brian notou que várias pessoas haviam pulado no topo dos bunkers da frente, querendo atacar furtivamente os soldados que estavam dentro, mas foram bloqueados por uma grade de ferro bastante grossa. Não hesitando, ele puxou o gatilho, matando os loucos que estavam expondo seus corpos, um após o outro. A razão pela qual os bunkers foram arranjados em uma formação de diamante, era para que eles pudessem ajudar a defender um ao outro, e os inimigos que quisessem contornar a primeira linha e atacar por trás, seriam mortos a tiros pelos bunkers que estivessem mais afastados.

— Cuidado, eles estão lançando suas lanças! — Alguém gritou de repente.

Brian notou como uma densa sombra se erguia do centro do exército inimigo e depois de atingir o ápice no alto, as sombras começaram a cair sobre os bunkers que estavam em ambos os lados da estrada.

Nesta distância, eles precisam ser capazes de cobrir de duzentos a trezentos metros! — Brian subconscientemente abaixou a cabeça no buraco, apenas para ouvir uma série de sons estridentes no topo. Depois que essa onda de ataques chegou ao fim, ele se levantou e descobriu que nenhuma dessas lanças tinha conseguido penetrar no bunker. Olhando para o outro bunker mais próximo, ele viu que a situação era semelhante, apenas algumas lanças tinham sido capazes de perfurar um pouco nele, como penas solitárias.

— Mesmo que pareça muito assustador, ainda é inútil! — Todos começaram a gargalhar.

Neste momento, Brian viu um inimigo que desconsiderou todos os perigos e jogava terra para todos os lados enquanto corria para frente em direção ao seu bunker. Então o inimigo se inclinou e lançou sua lança em uma curva plana, e no exato momento em que a lança deixou seu braço, ele foi atingido por uma intensa chuva de balas.

Mas antes que seu grito de alerta pudesse sair de sua garganta, a lança já havia passado pela janela de tiro e perfurado o peito de um atirador. O soldado soltou um gemido abafado e depois caiu de cara no chão.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

17 Comentários

  1. Ah primeira morte… O que vez a seguir? Panico geral e perda da batalha? Ou o Brian vai contra a situação motivando a todos junto do Roland? Ah… A primeira queda ja aconteceu, só podemos torce agora…

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!