MdG – Volume 3 – Interlúdio

A pena raspava ao longo do velino sob à luz das velas.

Tal honra que era, ela não podia deixar de sentir que lhe faltava os meios para essa grande responsabilidade.

Se perguntassem quanto ela havia aprendido fora do Templo, ela não teria qualquer resposta pronta.

Era imensamente importante escrever a oração a ser oferecida à deusa.

Ai-ai… Todo mundo antes de mim fez um ótimo trabalho…

Ela viu as roupas que tinha acabado de receber, empilhadas em um canto do quarto e expirou.

Ela as via todo ano, e mesmo que elas capturassem seu coração, ela nunca havia imaginado que ela mesma pudesse as usar tão cedo.

O que posso dizer sobre a deusa?

Deveria ser diferente das orações que elas ofereciam diariamente? O que era uma oração mesmo?

— O que ele diria…?

A visão de um capacete de aço inexpressivo passou pela sua mente, e ela não conseguiu reprimir um sorriso suave.

Eu direi o que tenho visto. É tudo o que tenho.

— ………Muito bem.

Farei o meu melhor. Com essa decisão, letras começaram a fluir pela folha.

Sua caligrafia não era excelente, mas as palavras eram de ninguém menos que dela.


KakaSplatT
☦ Death To The World ☦

7 Comentários

  1. Tenho quase certeza que a sacerdotisa já tá apaixonada pelo MdG(esse cara consegue atrair mulheres mesmo sem querer kkkk)…

  2. Obrigado pelo interlúdio.

    Ao que parece ela vai participar de um ritual, talvez ela ganhe até um novo upgrade kkk

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!