MdG – Volume 3 – Interlúdio

Isso foi uma aventura! Muitas reviravoltas, alguns turnos…

Que pena que ainda havia alguns caras maus sobrando depois de termos acabado com os planos daquela Seita do Mal ou o quer que fosse.

E quem quer que fosse o gigante que estavam tentando invocar, ele parecia bem fodão.

A arcebispa e eu finalmente conseguimos nos encontrar por meio do ritual do festival da colheita, mesmo que fosse só em forma de espírito.

A oração daquela garota chegou até os deuses. Incrível, não é? Está além das minhas capacidades.

Aquele cara começou a girar bem na nossa frente até ficar tão grande quanto uma montanha.

As nuvens que ele agitou em sua volta se estenderam e se transformaram em braços horríveis de se ver.

Ele era como uma centopeia em forma humana, isso meio que me deu arrepios.

Digo, agora mesmo não tenho um corpo, só meu espírito. Embora, de alguma forma, tenho todos os meus equipamentos e armas de sempre.

— Pode ser bastante perturbador vaguear e então se encontrar perante seu inimigo na forma de espírito.

Céus. Para alguém que é treinada o bastante para ser uma mestra espadachim, ela certamente tem seios de sobra.

Olhe para tudo aquilo! Já que somos apenas espíritos, talvez eu poderia crescer um pouco também…

— …Por que estou com a impressão de estar sendo observada?

— Inveja. Conheço bem essa sensação.

Ah, droga. Esqueci que todo mundo consegue perceber emoções.

Aw, bem. Aquela sacerdotisa tem mais ou menos minha idade e ela não é maior que eu.

Essa senhora não devia ser superinteligente, sábia ou algo assim? E ela nem sabe uma forma de me conseguir um pouco mais de tamanho. É quase engraçado.

— Má perdedora.

— Oh, cale-se!

Aparentemente esse é o plano astral ou algo parecido. Há uma espécie de luz quente e gentil por todo o lado. É realmente adorável.

A luz é os pensamentos das pessoas. Seus sentimentos. Acho que isso só serve para mostrar quão calorosos todo mundo nessa cidadezinha é.

Aquela sobremesa gelada que comi na cidade era muito doce. Ainda fiquei sem limonada porque não consegui acertar uma única bola na boca daquele sapo.

O bacon estava salgado e delicioso, e todos os artistas fizeram apresentações muito legais.

E aquelas lanternas! Não cheguei a ouvir toda a oração, mas sem dúvida quero voltar no ano que vem.

É por isso que tenho que impedir que esse grandalhão saia daqui.

Isso é razão suficiente… mas…

— Ei, “Hecatônquiro” não significa “o de cem mãos”? Eu juraria que esse cara tem pelo menos mil!

— É só um jeito de falar.

— É uma bela mentira!

Acho que é um pouco tarde para reclamar agora, mas, isso não é uma trapaça?!

O deus que me deu aquela ajuda… eles estão tentando me matar?

Essa coisa está irrompendo magia como se não houvesse amanhã!

— Ah, cara… Nem mesmo eu posso critar toda vez…

— Ei, ouviu isso? A garota que sempre avança está dizendo alguma coisa.

— Sabe, é possível ser muito humilde, pelo seu bem.

— Bico calado, pessoal, estou tentando ser dramática!

Eu floreio minha espada sagrada, uma arma completamente única à qual minha alma está vinculada.

Não faço ideia do porquê, mas aquela criatura estava perdendo tempo tentando se manifestar no plano físico.

Minhas amigas e eu manteremos o mundo seguro. Vamos manter todos a salvo. Vamos dar cabo dos caras maus e tudo ficará bem.

Hora do favorito de todos, o clímax do enfrentamento!

— Aqui vamos nóóóós! Heróis, em guarda!

Estouro Solar!!


KakaSplatT
☦ Death To The World ☦

7 Comentários

  1. Como sempre esse interlúdios me deixam mais confuso kkkk

    O que aconteceu com a heroína? Ela morreu ou virou espírito? Ela tava assistindo a luta do MdG e lutando contra o Hecatônquiro? Como sempre saio com mais dúvidas do que resposta kkkk

      1. Vai ser uma jornada bem árdua pelo um caminho estreito, mas um dia irei encontrá-las kkkk

  2. Obrigado pelo interlúdio.

    E lá vamos nós com mais um interlúdio que eu não vou entender quase nada kkkkk

  3. Posso esta enganado… Mas pela forma de fala e de agir parece aquela gurias encapuzadas que o MdG encontrou o começo e morreram pro elfo negro… Talvez elas vieram não em forma física mas na forma astral achando se suficiente para derrota ele???

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!