PA – Capítulo 105

A Contingência de Sanji

 

 

Sem a iluminação da fogueira, a trincheira oceânica retornou ao seu silêncio e sereno original, envolta por uma escuridão onde não se podia sequer ver os próprios dedos. Era como se fosse escuro desde o início dos tempos, e o som de ondas suaves à distância parecia enfatizar a quietude mortal no ar… até que uma voz suave quebrou o silêncio.

— Vocês demoraram tanto tempo que quase adormeci.

Uma vez que a calma voz feminina parou de ecoar, uma luz prateada iluminou os arredores e a mulher que havia acabo de falar. Ela tinha cabelos curtos ligeiramente despenteados e um par de olhos âmbar sem emoção. Ela exalava uma leve aura de crueldade que talvez tenha sido criada ou por sua expressão ou por aquela bandagem branca em volta do pescoço.

O som de passos seguindo na direção dela parou imediatamente, como se fosse surpreendido por este encontro inesperado. Sanji se levantou olhando para as pessoas diante dela, e um leve sorriso apareceu em seu rosto.

— Vocês não acharam estranho? Vocês devem estar se perguntando como eu sabia que iriam agir hoje à noite, certo?

Os três rostos brancos e inchados permaneceram inexpressivos sob a luz prateada.

— Senhorita Lin, você nunca confiou em nós durante esse tempo todo? — Hannah disse suavemente depois de um tempo.

— É por causa disso. — Sanji sorriu, balançando a garrafa de água mineral em sua mão.

[Outro Caminho – Uma Bebida Para Criação de Sereias]

Descrição: Você está cansado de se espremer com os outros no ônibus como uma sardinha espremida em uma lata? Você está cansado de trabalhar como um cachorro até as 7 da noite?

Enquanto você se senta entre as ruínas, roendo seu biscoito mofado, pensando em sua família morta e imaginando por que você é o único sobrevivente lutando para viver cada dia, mas dominado pela angústia existencial?

Ser humano é doloroso, e você não tem muito controle sobre sua vida.

Se alguém lhe oferecesse outra maneira de viver, um caminho mais simples, mais feliz e mais relaxante, você aceitaria?

Este foi o discurso de vendas que o Cientista Maluco A criou para promover seu mais novo produto experimental. Como sugerido pelo slogan, essa garrafa de Bebida Para Criação de Sereias causaria uma mutação em um nível genético, mudando as células do corpo de um humano gradualmente para as de uma sereia. Consumo a longo prazo ou consumo de uma grande quantidade desta bebida acabaria por mudar um ser humano para uma sereia completamente.

Descrição adicional: As sereias são mais avançadas e melhores que os humanos (Cientista Maluco A, 6958). Ao contrário dos humanos, as sereias abandonaram todas as formas de pensamento negativo e emoções negativas. Portanto, sereias são seres vivos que são sempre pacíficos, sempre felizes, nunca desconfiados, nunca duvidosos, e não conhecem a ganância. Depois de se tornar uma sereia, você pode viver livremente no mar profundo sem nenhuma preocupação do mundo.

História: A Bebida Para Criação de Sereias foi proibida dois anos após o produto ter sido desenvolvido com sucesso. Depois disso, só é vista ocasionalmente em lugares remotos, longe da civilização.

Obs: Se você comer uma sereia completamente transformada, ganhará um corpo mais poderoso e ágil, prolongará sua expectativa de vida por cem anos ou ganhará um cérebro mais eficiente. Você ganhará esses atributos completamente de forma aleatória. Se você quiser obter todos os três atributos, consuma três sereias diferentes.

— Esta coisa é obviamente um item especial gerado por este Novo Mundo e não a água que foi armazenada a bordo deste navio. Como passageiros anteriores deste navio, vocês já deviam saber disso há muito tempo. Vocês não são os “queridos” amigos dele? Por que não contaram para ele a verdade? Em vez disso, continuaram incentivando-o a beber mais dessa água? — Sanji riu ironicamente. — Bem, isso é porque todos vocês não aguentam mais esperar até que ele se transforme em uma sereia completamente para que possam comer a carne dele, não é?

Os três degenerados permaneceram em silêncio por alguns segundos. Depois de um tempo, Hank, que achou tudo isso muito intrigante, perguntou:

— Como você descobriu isso? Eu propositadamente encharquei as garrafas na água para que os rótulos se desintegrassem…

Então, essas Bebidas Para Criação de Sereias eram originalmente rotuladas no passado? Isso explicaria porquê esses degenerados entendem o efeito da bebida…

Sanji zombou dele e não respondeu.

— Droga! Se eu soubesse antes, não teríamos demorado tanto. Nós poderíamos tê-lo forçado a beber a caixa inteira. Se fizéssemos isso, já teríamos comido aquela preciosa carne de sereia! — Hank resmungou.

— Infelizmente, Srta. Lin, você está envenenada. Caso contrário, teríamos deixado você viver um pouco mais como uma sereia. Quando você chegar no purgatório, por favor, não nos culpe, — Hannah disse com uma voz suave que teria soado tão aconchegante quanto uma brisa se não fosse a situação do rosto falando.

Pa.

Assim que Hannah terminou de falar, um barulho de alguém batendo em alguma coisa veio de algum lugar distante na escuridão. Hannah imediatamente se virou para olhar, fazendo com que alguns pedaços de carne podre de seu pescoço caíssem no chão. Ela viu o rosto pálido de Shen na vasta escuridão. Nenhum dos degenerados esperava que ele os ouvisse, de modo que não pudessem reagir momentaneamente quando viram seu rosto. Sanji riu e gritou para ele:

— Você ouviu?

De pé em um local mal iluminado, Shen acenou com a cabeça, mas era difícil para Sanji distinguir sua expressão atual.

Shen suspirou profundamente.

— Haha. — Hank cerrou os olhos e riu com sua voz grave. Sanji não podia nem imaginar que ele reagiria dessa maneira. A transformação de Shen não estava completa, e agora que seus planos haviam sido revelados, Sanji não entendia como ele podia achar isso engraçado. Enquanto estava apenas pensando sobre isso, soube a resposta no segundo seguinte.

— Senhorita Lin, deve haver algum mal-entendido. Por favor, não critique Hank e os outros tão duramente… — Shen tentou explicar a Sanji enquanto se aproximava. Ele realmente soou firme sobre sua opinião, mas gentil em sua entrega.

— Você não ouviu a nossa conversa? — Sanji olhou para ele com os olhos arregalados.

— Eu ouvi. — Shen assentiu e se virou para olhar para Hannah com ternura. — Em primeiro lugar, confio que Hank e os outros não são esses tipos de pessoas. Eu conheço a personalidade deles melhor que qualquer um. Na pior das hipóteses, se eles realmente querem comer minha carne, eu apenas cortaria um pedaço e daria a eles. Eu não vou morrer por causa disso…

— Haha! — Hank riu novamente com um tom repugnante. — Senhorita Lin, não importa o que você faça, é inútil. Melhor desistir. Ele já é 70% sereia. Nesse ponto, sua maneira de pensar não é diferente da de uma sereia.

Sanji teve que admitir que aquelas palavras provavelmente eram verdadeiras porque quando Hank disse isso diretamente na frente de Shen, o último não reagiu como uma pessoa normal reagiria. Em vez disso, Shen assentiu com a cabeça, como se concordasse plenamente com Hank. Ele até sorriu e disse:

— Eu realmente gosto da minha situação atual.

Esta Bebida Para Criação de Sereias pode realmente fazer uma lavagem cerebral em alguém até este ponto!

Sanji amaldiçoou internamente.

— Shenzinho, a senhorita Lin nos disse que ela quer ir embora. Nós a acompanharemos até a saída, então por que você não volta para dentro e dorme? Espere por nós, vamos voltar em breve, ok? — Hannah disse suavemente e gentilmente, segurando a mão de Shen.

Shen assentiu obedientemente como se o cérebro dele tivesse sido roubado por alguém e respondeu de forma carinhosa:

— Sim. — Em seguida, ele se virou para Sanji e disse: — Senhorita Lin, se você quiser ir embora, desejo-lhe tudo de melhor. Tenha cuidado. Veja como Hank e os outros são bons com voc…

Antes de terminar a frase, um vulto negro voou para ele. Foi repentino demais para Shen se esquivar. Uma bota pesada apoiada por uma força violenta atingiu a parte de trás de sua cabeça, e ele foi chutado para o chão. Quando seu corpo atingiu o chão do convés, Sanji gritou, enfurecida.

— Eu fico com raiva só de ouvir sua voz!

Como aquele chute foi brutalmente forte, Shen desmaiou imediatamente depois de sentir uma dor aguda e um segundo de tontura.

— Isso simplifica as coisas. — Hannah olhou para ele e riu gentilmente. As palavras dela foram como um sinal para os outros degenerados. Hank imediatamente atacou Sanji. Ela queria recuar, mas ouviu um som gelatinoso atrás dela. Dale, com seu fedor terrível, estava atrás dela. Enquanto os outros conversavam, ele se moveu sorrateiramente para lá.

Já que era assim, Sanji decidiu que nem tentaria se esquivar. Já que a boca do degenerado também fazia parte do corpo, se tocasse a pele dela, Hank ainda morreria…

No entanto, Sanji imediatamente percebeu que algo estava errado quando a boca se aproximou dela. Ela torceu o corpo e desviou de Dale, que reagiu rapidamente, atacando novamente. Sanji mergulhou no chão e rolou para longe, desviando por pouco daquele ataque.

Ela parou por um momento para dar uma olhada mais de perto nas bocas dos degenerados. Estavam diferente agora. Exceto por uma pequena parte, próxima ao rosto deles, toda a boca estava envolta em algo negro. Parecia a carapaça de alguma criatura, e havia até espinhos como facas nas bordas daquela coisa.

Quando os três degenerados perceberam que erraram o alvo, Hank chutou Shen para a água. Então, rapidamente cercaram Sanji. Presa no meio, era quase impossível para Sanji escapar de suas bocas e encostar no corpo deles.

— Vamos! Só de olhar para você resistindo eu já fico cansada. — Hannah provocou com uma voz gentil.

Sanji resmungou alguma coisa.

— Quê? — Hank perguntou, incapaz de ouvir o que ela tinha falado. Juntamente com Dale, eles flanquearam Sanji com suas bocas. — Nem adianta implorar por misericórdia. Você não tem nenhuma utilidade para a gente!

Sanji esquivou do ataque e sorriu.

— Eu não estou implorando para você me poupar, eu só tenho uma coisa a dizer para vocês… — enquanto falava isso, abaixou a cabeça evitando o ataque furtivo de Hannah, vindo de suas costas. — Vocês são todos muito bregas. — Sanji sorriu. — Mas eu não posso culpar vocês. Quando abriram os olhos pela primeira vez, tudo que vocês devem ter visto foi esse fundo do mar profundo e úmido! — Enquanto os degenerados olhavam para ela desconfiados, Sanji já havia retirado um gravador de fitas cassetes com um gesto rápido. Este era outro item que ela obteve do Desafio Coxinha vs. Mortadela. O nome era [Gravador].

Descrição: Você pode gravar algo na fita neste gravador. Pode ser operado sem baterias. Fora isso, não há nada de especial nesse item.

Todos neste mundo, exceto Sanji, achariam esse item absolutamente inútil se o adquirissem. No entanto, ele era inestimável para Sanji…

Coff. Coff. Beleza, eu serei o primeiro! Não tomem de mim! — A voz do coelho saiu do gravador quando Sanji pressionou o botão PLAY. Todos os degenerados ficaram atordoados.

A gravação continuou com alguns sons estáticos e o som do coelho batendo no microfone com a pata.

— Congelamento instantâneo! Raios de gelo voarão dos olhos de Sanji, e qualquer um que ela ver se transformará instantaneamente em uma escultura de gelo! HAHAHAHA! O que acham? Né pessoal? Minha imaginação não é ruim, não é? — Sanji conteve um sorriso enquanto sua Gargantilha Pigmalião começou a ficar quente.

Berjkley
Analista de Sistemas, Game Developer, Mestre de RPG. Gosta de Doctor Who, Não gosta de Vampiros Purpurinados.

4 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!