PA – Capítulo 114

Precisamos Ensinar uma Lição para a Desafiante 97!

 

 

— Desafiante 97, qual é o seu nome?

— Não é da sua conta.

Depois que aquela mulher nada amigável disse aquelas palavras, a tela ficou preta. Algumas pessoas familiarizadas com o torneio começaram a apontar para a TV.

— É inevitável. Sempre haverão algumas que não cooperam. Elas sempre são levados para fora do camarim para aprenderem uma lição.

— Ohhh. — Bastante pessoas no bar pareciam entender o comentário.

— A maneira que a desafiante 97 agiu! Ela realmente precisa aprender uma lição… — alguém no bar comentou suavemente com um bafo de álcool.

— Merda! Ela se acha tão superior. Eu odeio essas pós-humanas, — acrescentou outra pessoa qualquer. Fileiras de braços robóticos pendurados no teto entregavam as bebidas aos seus clientes, enquanto havia várias calhas acima da máquina contendo todo o tipo de bebidas alcoólicas. Uma das mãos robóticas entregou um copo de coquetel azul para um homem. Ele pegou o copo, mas não bebeu. Em vez disso, se virou para o “especialista” de antes e perguntou:

— E como eles vão ensinar uma lição para ela?

— Hehehe. Há muitas maneiras. Tudo depende do humor da pessoa que vendeu ela. — O “especialista” era um homem de meia-idade. Ele tomou um gole da garrafa de vinho em sua mão e continuou: — Aguarde e confira. A mulher aparecerá na TV novamente. Quando ela aparecer, estará tão obediente que dirá qualquer coisa que eles queiram que ela diga.

Ele colocou a garrafa no chão, enquanto a luz refletia no anel de prata em seu dedo anelar. A pessoa que estava segurando o coquetel azul estava vestida com um capuz, de modo que os outros não podiam ver sua aparência. Seu olhar pairou por alguns segundos na mão do homem de meia-idade. Ele não disse nada e simplesmente olhou de volta para a TV.

Como se para provar que o homem de meia-idade estava certo, o apresentador de rosto rosado sorriu largamente com os lábios amarelos pálidos.

— Nós pedimos desculpas. A desafiante 97 estava um pouco nervosa porque não estava bem preparada. Vamos deixá-la fazer uma pausa e relaxar por um momento. Enquanto isso, vamos ver a desafiante 98… Ah, é uma linda senhorita. Quantos anos você tem?

O homem encapuzado tomou um gole do coquetel enquanto escutava com pouco interesse a resposta da menina.

— Quatorze.

Enquanto todos no Jardim do Éden estavam aplaudindo a jovem desafiante, o cabelo de Sanji estava sendo puxado por Movediço, exatamente como o homem de meia-idade tinha previsto. Movediço puxou Sanji, que ainda estava amarrada à cadeira alta, para outra sala.

— Bang! —  Ele bateu a porta com força. Enquanto isso, Sanji caiu pesadamente no chão junto com a cadeira. Movediço olhou para ela e riu friamente.

— Você acha que é fodona? — Suas palavras eram implacáveis enquanto falava cruelmente, — Eu já falei para você isso antes? Pessoas que me ofendem sempre acabam de formas deploráveis…

As pupilas de Movediço se estreitaram perigosamente enquanto sua raiva explodia.

— Você tem sorte porque já te mostraram na TV e já te deram um número. Caso contrário, eu teria decepado seus braços e pernas… O que devo fazer com você agora? — ele falou enquanto caminhava em direção a Sanji.

Inesperadamente, a mulher no chão não estava com medo.

Embora estivesse amarrada, Sanji usou a palma da mão para girar o pulso. Quando sentiu os dedos na corda, sorriu fracamente para Movediço.

— Você já pegou o ônibus 300?

Ele ficou atordoado por um momento sem saber como reagir. Os olhos de Movediço quase saltaram de seu rosto no segundo seguinte quando viu a mulher se levantando e limpando as calças calmamente. A corda preta que a prendia tinha desaparecido. Ele olhou estupidamente para o chão e deu um passo para trás.

— Você está procurando por isso? — Sanji acenou com uma carta na mão.

Era uma carta branca, com algumas manchas de sujeira. Havia um desenho de criança de uma corda preta, que mais pareciam rabiscos aleatórios e haviam algumas pequenas palavras abaixo.

— Eu tenho que te agradecer por me dar isso, — ela disse presunçosamente enquanto examinava a carta em sua mão.

[Coleção Anti Pós-Humanos: Corda da Escravidão Feminina]

Descrição: Este é um produto dos Laboratórios do Jardim do Éden. Este produto neutraliza o efeito dos “Aprimoramentos Físicos” que os Pós-humanos têm para que eles tenham apenas a força de um humano normal. A corda é feita de um metal de liga leve especial com a resistência a tração de duas toneladas. O inventor acrescentou uma camada de couro preto por causa de seus fetiches exóticos.

— Então essa era a razão. Mesmo sem o dano causado pela radiação eu não conseguia arrebentar essas cordas, não importa o quanto me esforçasse… — Sanji mostrou um sorriso silencioso. — Você é o Movediço, não é? Agora, você não deveria me contar do que se trata este torneio?

Movediço olhou para ela sombriamente e silenciosamente apertou o botão em sua cintura. No entanto, ficou chocado ao descobrir que nada aconteceu com seu corpo, mesmo depois que apertou o botão. Quando seu coração saltou em seu peito, uma sombra brilhou diante de seus olhos. De repente, sentiu como se seu peito tivesse sido devastado por um enorme pilar. “Crack …”, uma série de ruídos de estalo de ossos soou enquanto um número desconhecido de suas costelas quebrou.

Sanji retirou seu pé. Ela observou sem expressão enquanto Movediço segurava seu peito e caia no chão. Havia total descrença no rosto dele.

No momento que ela o chutou, de repente entendeu o significado das palavras “Tipo de Crescimento”.

Movediço provavelmente tinha passado por vários Mundos Novos, então ambas as habilidades Passivas e Ativas definitivamente teriam aumentado mais de uma vez. Mas um único ataque de Sanji poderia causar tal dano a ele e a razão disso…

Se os atributos de uma pessoa normal fossem avaliados em 1, os atributos de um pós-humano seriam 2 quando eles obtivessem a habilidade Aprimoramento Físico. Considerando o número de aumento de níveis que ela teve, os atributos de Sanji deveriam ser 2,5.

Normalmente, a maioria dos pós-humanos teria que aumentar lentamente seus atributos de 2 para 3, com cada aumento de nível. Se Movediço tivesse upado 4 vezes, seu atributos estariam em 5. Em circunstâncias normais, Sanji não deveria ser uma ameaça para ele se estivesse no nível 2,5. Infelizmente para ele, ela era um Tipo de Crescimento.

Depois de lutar contra todos os tipos de perigos, sua vontade de sobreviver forçou seu corpo a se adaptar, e sua habilidade “Aprimoramento Físico Completo” ajudava seu corpo a ficar mais forte a cada dia, mesmo sem subir de nível. Seus músculos estavam ficando cada vez mais duros, seus ossos mais resistentes e sua força física aumentava…

Os danos da radiação ocultaram essas mudanças. Sanji só sentiu sua nova força e vigor quando entrou na cidade. Movediço definitivamente não sabia as razões das coisas terem acontecido dessa forma. Ele ficou surpreso quando vomitou um bocado de sangue, mas rangeu os dentes e deu um pulo quando viu que ela estava indo em sua direção.

Sem dizer uma palavra, Sanji sacou a boca do degenerado. Os dentes afiados assobiaram enquanto ela atacava o peito dele. Ela ficou chocada quando o peito de seu oponente explodiu com um estrondo e areia jorrou quando ela o perfurou com a sua arma.

Quando puxou a arma de volta, a areia voltou a ser carne e sangue. Movediço não sofreu nenhum dano deste ataque.

— Não importa que arma você use, não há como me machucar. — Movediço cuspiu. — Você conseguiu acertar seu ataque só porque eu não reagi rápido o suficiente na primeira vez…

Ele provou claramente que não estava blefando quando Sanji seguiu com uma série de ataques. Não importa onde ela atacasse, o corpo dele se transformava em areia, fazendo com que os ataques dela fossem inúteis.

— Haha! Então isso é tudo o que você consegue? — Movediço olhou para ela com olhos malignos. — É a minha vez agora, puta!

Antes de terminar sua frase, seus braços se transformaram em areia e uma tempestade se moveu na direção de Sanji. Como cada grão de areia continha uma incrível quantidade de energia comprimida, causaria danos imensuráveis ​​se alguém fosse atingido por aquele ataque. A parte mais perigosa deste ataque era o fato de que era muito difícil evitar uma tempestade de areia.

Movediço havia matado muitas pessoas com esse ataque. Quando estavam vivos, todos pareciam diferentes, mas depois de morrerem, todas tinham uma aparência igual. Todos eles haviam se tornado uma pilha distorcida de mingau sangrento.

Ignorando a possível reação dos organizadores, o furioso Movediço só tinha uma coisa em mente: ele queria ver Sanji se tornar o mesmo mingau humano.

Sanji foi de fato posta em uma situação perigosa. Usando sua força física natural e velocidade, ela correu e se esquivou, evitando por pouco a tempestades de areia. No entanto, o cômodo era muito pequeno e ela rapidamente descobriu que não tinha espaço suficiente para escapar desse ataque para sempre. Ela sabia que não iria sobreviver se a areia a atingisse. Suor frio apareceu em sua testa enquanto examinava a sala, e então tomou uma decisão crítica. Ela pulou e foi em direção a Movediço.

Ela acha que vou parar só por que ela trouxe a tempestade de areia até mim? — Movediço imediatamente entendeu as intenções dela e riu.

— Hahaha! Você é idiota? Se minhas mãos podem se tornar areia, o meu corpo também pode!

Sua risada retumbante encheu a sala enquanto seu peito se transformava em areia e outra tempestade se movia em direção à ela. Com tempestades de areia indo em sua direção de duas direções opostas, Sanji se viu em uma situação ainda mais perigosa.

Na situação atual, não tinha chances da mulher sobreviver aos dois ataques ao mesmo tempo.

 

 

— Vish! O barulho na sala está bem alto!

Depois de apresentar as desafiantes restantes, o homem de rosto rosado que estava esperando por Sanji comentou animado. A tela tinha voltado para a apresentadora e ele estava se sentindo entediado. Pegou um batom amarelo e começou a retocar sua maquiagem. Fazendo isso, sorriu e disse:

— Eu espero que seu chefe se contenha um pouco. Ela não ficaria bem na TV com um rosto machucado.

— Vocês do Jardim do Éden não tem medo disso, certo?

— Não, não temos medo disso. Mesmo se ela não estiver bonita agora, o contraste mais tarde não vai ser tão óbvio…

Antes que pudesse terminar a frase, o quarto de repente ficou em silêncio.

Terminou?

Os lacaios de Movediço, os soldados com armas e as oito mulheres com medo e preocupadas, todos olharam para a porta da pequena sala. Algumas câmeras voaram para a frente da porta, enquanto os controladores apontavam as câmeras para a porta.

A apresentadora percebeu a comoção. Ela deu uma rápida explicação para a platéia e a tela mudou para mostrar a porta daquele vestiário.

Todo o Jardim do Éden esperava ansiosamente que a desafiante 97 aparecesse novamente. Depois de algum tempo, a porta finalmente se abriu.

Um par de pernas ensanguentadas apareceu atrás da porta. As calças de Sanji foram reduzidas a tiras de roupas que pendiam sobre suas pernas. No entanto, as grandes manchas de feridas nas pernas eram óbvias. Por outro lado, a parte superior do corpo e o rosto estavam perfeitamente normais.

O foco de todos não estava em seu rosto indiferente e não amigável que não havia mudado, mas no fato de ela ter saído sozinha da sala.

As pequenas câmeras congelaram no ar. Enquanto todos olhavam para ela em choque, sem fazer um único barulho, Sanji sorriu. Então, arrastou algo de trás da porta e jogou no chão.

Era o cadáver de Movediço. Faltava um enorme pedaço de carne na região do peito e nos dois braços.

Quando os soldados com armas rapidamente a cercaram, Sanji sorriu suavemente.

— Estou disposta a participar do 28º Torneio de Ano Novo Lunar por conta própria. Eu sou a desafiante 97, Sanji Lin.

Enquanto isso, no bar, o homem abaixou o capuz. Ele olhou para a tela enquanto seus olhos brilhavam com interesse.

Berjkley
Analista de Sistemas, Game Developer, Mestre de RPG. Gosta de Doctor Who, Não gosta de Vampiros Purpurinados.

3 Comentários

  1. Me desculpe o palavreado mas essa protagonista é realmente foda pra caralho. Obrigado pelo capítulo

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!