PA – Capítulo 60

Transmissão

 

 

Mundo Planar, O Baralho de cartas da Sanji

 

[Cassetete × 1]

Descrição: Está quase sem bateria. Por favor, se atente às instruções de uso.

[Facas pequenas × 3]

Descrição: Facas de cortar frutas. Se você for cortado por uma dessas, pode parar o sangramento com um band-aid.

[Tijolo × 1]

Descrição: Material de construção. Bandidos do nordeste da China e Pequim gostam de usar isso para assustar as pessoas, ou pelo menos é o que dizem.

[Gargantilha Pigmalião] | Tempo de Resfriamento: 8 horas e 9 minutos

Conselho gentil: Por favor, tome conta da sua própria segurança.

 

— Só pode estar de brincadeira comigo! — Sanji explodiu, puxando a Yu e correndo como uma louca. Sem um segundo de atraso, Dani e Marcie rapidamente seguiram a Sanji. Elas correram para a escada. Normalmente, a distância não era muito grande, mas hoje parecia demorar uma eternidade… Antes mesmo de se aproximarem, um vulto negro voou por cima de suas cabeças.

Fendas profundas apareceram em partes do telhado, por onde quer que o vulto passava, concreto e serragem caíam como chuva. As mulheres se encolheram enquanto cobriam suas cabeças e rostos para evitar os detritos, o que fez com que corressem bem mais devagar.

O vulto negro pousou com um baque na frente delas, retraindo suas brilhantes asas negras. Sanji olhou para trás e descobriu que haviam outros cinco outros degenerados alados voando na direção delas. Um degenerado normal estava do lado de fora, mas se afastou no momento em que viu os alados.

As criaturas aladas eram muito altas. Lembravam Sanji dos dois que tinha visto na delegacia. A pele em seus corpos e asas não eram enrugadas e pegajosas, nem eram suaves e hidratadas como as de um humano. Ao invés disso, os seres tinham pele brilhante marrom-escura, parecida com a carapaça de um besouro.

Se não fosse pelo seus torsos humanos, eles pareceriam gigantescas baratas quando olhados por trás.

— Sniff… — Yu caiu no chão fracamente com os olhos desfocados. Ela estava com tanto medo que nem conseguia se mexer. Sanji xingou interiormente quando viu o estado da mulher.

— Nós temos que lutar! — A voz da Dani tremia enquanto falava isso. — Todos vocês têm armas?

Sanji olhou para um dos degenerados enquanto o suor frio cobria todo o seu corpo. Esse degenerado piscou para ela como se mostrasse sua alegria. Naquele momento, ela sentiu um cheiro familiar. Degenerados geralmente tinham um cheiro desagradável, mas este estava emanando uma leve fragrância. Bastante familiar…

Era o cheiro de sabão em pó.

Como a água era um recurso precioso, em todo o Oásis, apenas o prédio dos Executivos tinha sabão em pó, pois eram os únicos com o privilégio de lavar suas roupas.

Este degenerado estava usando uma camisa de um executivo. Ou melhor, suas roupas foram lavadas, assim como as dos executivos. Sanji cerrou os dentes com força enquanto as horríveis especulações que enchiam sua mente apontavam para conclusões muito absurdas. O salão principal estava muito quieto, com exceção da voz soluçante da Yu. Esses adversários não faziam o barulho que normalmente um degenerado costumava fazer. Era como estivessem se controlando intencionalmente.

De fato, se escutassem atentamente, teriam notado que, mesmo com o alarmante número de degenerados voando no céu, havia silêncio. Era como assistir a um filme mudo do início do século XX.

Antes que os inimigos pudessem atacar, Sanji de repente entrou em ação. Chutou Yu em direção a Dani e gritou:

— Use o apito! Alerte todo mundo! Marcie e eu vamos segurá-los aqui!

Quando ela se moveu, os degenerados que as cercavam também reagiram. Alguns estenderam as asas, outros balançaram a boca, mas todos mantiveram o silêncio quando atacaram. Marcie tinha total confiança em Sanji. E já que a Sanji tinha se decidido, Marcie correu para o lado da Dani e deu um chute forte, empurrando para trás um inimigo que tentava atacar a outra mulher.

As pernas da Dani estavam bambas. Ela olhou para baixo e viu o apito na frente do peito de Yu. Ela reconheceu esse apito, que era usado todas as noites para acordar as pessoas no prédio. Dani pegou o apito e o tirou do pescoço mulher. Nem sequer parou para questionar a Sanji, apenas apitou. O salão principal foi preenchido com um assobio agudo que reverberou pelo prédio.

Os degenerados ficaram, sem dúvida, um pouco assustados, mas atacaram com mais persistência. Era muito óbvio que queriam matar todos antes que fizessem mais barulho. Eles eram muito mais poderosos que os degenerados normais. Suas bocas moviam-se tão rapidamente que eram até um pouco difíceis de acompanhar. Em pouco tempo, Sanji estava coberta de feridas sangrentas. Ela puxou o cassetete e não se preocupou em usar a função de choque esparsamente. Seu contra-ataque foi acompanhado pelo barulho de eletricidade enquanto tentava se defender contra o ataque combinado de dois inimigos.

O barulho estridente do apito soou algumas vezes. Então, Dani soltou o apito e fez um cone com as mãos. Com a voz mais alta que conseguia usar, gritou:

— DEGENERADOS INVADIRAM O OÁSIS! DEGENERADOS INVADIRAM O OÁSIS!

Então, começou a assobiar novamente.

Apesar de estar engajada em uma batalha difícil, Sanji podia ouvir claramente o barulho vindo do subsolo. Rapidamente, eles ouviram uma enxurrada de passos dos dois andares do subsolo correndo em direção à escada. A primeira pessoa que abriu a porta do salão principal era um homem.

Assim que seus olhos se arregalaram, testemunhando a cena no salão principal, um degenerado subitamente virou-se para ele, moveu sua boca, e uma cabeça humana voou no ar.

Uma densa fileira de dentes afiados tinha crescido ao redor da sua boca. Eles nunca tinham visto tal coisa antes. O corpo sem cabeça caiu sem vida no chão. Só então, uma série de gritos de medo explodiu atrás dele. Com isso, as pessoas que ainda não haviam sido totalmente convencidas pelo aviso entraram em pânico. Alguns deles fugiram, alguns tentaram entrar chorando indo contra a muvuca nas escadas, outros gritavam que queriam sair… Ondas após ondas de barulho inundaram o salão espaçoso, que ampliava suas vozes. O barulho percorreu todo o edifício.

Enquanto os degenerados atacavam a multidão, Sanji olhou para a Marcie e Dani. As três correram para as janelas ao lado do salão principal.

*Bamm!*

Sanji quebrou uma janela e se virou para olhar para os inimigos perseguindo as mulheres.

— Dani, vai! Corre e acorde as pessoas dos outros edifícios! Rápido!

Dani cerrou os dentes e saltou para fora da janela. Sanji moveu a mão esquerda e duas cartas voaram atrás dela. Então, ela ouviu um grito de dor quando suas duas facas de frutas cravaram fundo no par de olhos de um degenerado.

Enquanto isso, dois degenerados perseguiram as pessoas correndo para o subsolo, deixando para trás uma carnificina e pedaços de corpos voando pelo ar. Dois outros degenerados no salão principal rosnaram baixo quando viram seu companheiro ferido, e ambos correram em direção à Sanji.

Só então, Sanji ouviu a Dani gritando:

— Acordem e lutem! Degenerados invadiram o Oásis! — Seus gritos estridentes despertaram as pessoas no Oásis como uma explosão. Demorou apenas alguns segundos para as pessoas desnorteadas acordarem, perceberem a situação em que estavam e desabarem em prantos e lágrimas.

— Qual a serventia de acordar eles? — Marcie usou suas unhas compridas para bloquear uma boca. — Essas pessoas normais não vão morrer em vão?

— Esses degenerados estão vivendo dentro do Oásis! — Sanji bloqueou um ataque. Em seguida, saltou e atacou com o cassetete de forma que acertasse a faca e perfurasse ainda mais profundamente o cérebro do inimigo. O degenerado balançou por um segundo, caiu no chão e parou de se mover. Sanji nunca teve nenhum treinamento em artes marciais, mas pela maneira que ela estava lutando, provavelmente tinha algum talento para tal coisa.

Marcie ficou chocada por um momento quando ouviu o que a Sanji falou. Rolou para frente para evitar que uma boca a atingisse pelas costas.

— O que você quer dizer?

— Eu acho que eles estão escondidos aqui há algum tempo. — Sanji tocou o cadáver do degenerado e o converteu em uma carta, segurando ela nas mãos. — Deve haver uma razão pela qual eles se recusam a se revelar para as pessoas que vivem no Oásis. Eu só quero impedi-los de fazer algo muito pior!

Embora tenha dito isso, Sanji não esperava que fossem acontecer tantas mortes.

A situação do lado de fora estava ficando cada vez mais complicada. A multidão chorando e gritando corria ao redor como galinhas sem cabeça. Devido ao pânico, as pessoas eram presas fáceis para os inimigos. De tempos em tempos, sangue jorrava de uma vítima na multidão, e isso fazia com que o resto ficasse ainda mais descontrolado. O medo no lugar era tão espesso que era quase palpável. Em vez de ser morto por causa de um degenerado, era lamentável que um grande número de pessoas tivesse morrido devido ao tumulto.

Em meio a essa cena de purgatório, um assobio repentino de repente soou. Quase como se fosse um comando, os degenerados no salão principal pararam seu ataque, os dois no porão também retornaram ao primeiro andar. Os degenerados tinham ouvido o que Sanji disse há pouco. Um deles olhou para ela com os olhos semicerrados, mas não disse uma palavra. Logo depois, os quatro se viraram e voaram para fora do salão principal.

Enquanto Sanji olhava para fora da entrada principal, os degenerados que cobriam os céus como nuvens escuras voavam para longe, até os degenerados que vagavam pelos telhados de alguma forma desapareceram. Todo o processo de retirada foi rápido e coordenado.

Marcie, um pouco incapaz de acreditar em seus olhos, estava agora estupefata. Por alguns segundos, o Oásis caiu em uma espécie de silêncio mortal. Todos assistiram aturdidos, incapazes de dizer uma palavra, enquanto os degenerados voavam para longe.

— Sniff…

Sanji ouviu um gemido suave. Era a Yu. Desde o começo, ela estava tão assustada que se deitou em um canto. De alguma forma, essa também foi a razão pela qual sobreviveu. Sanji estremeceu quando ouviu a mulher. Como se de repente percebesse algo, Sanji puxou a Marcie e correu para fora.

— Esta é a nossa melhor chance! Enquanto o Oásis está uma bagunça, vamos dirigir os veículos e… — enquanto dizia isso, olhou em volta e correu em direção ao seus veículos. Infelizmente, seu plano foi interrompido por uma voz nos alto-falantes:

— Atenção! Este é um anúncio do escritório da Professora Bai!

As duas mulheres desaceleraram quando ouviram isso.

Uma voz masculina imponente ecoou pelos alto-falantes, a atmosfera congelou e o silêncio mortal caiu sobre todo o complexo novamente.

— Primeiramente, queridos membros, não se preocupem, os degenerados que nos invadiram foram embora. Nós estamos fora de perigo! Nossos cinco executivos estão agora no local do incidente, investigando o problema e ajudando a lidar com as consequências. Por favor, retornem aos seu quarto após esta transmissão, caso contrário, você será capturado e banido do Oásis. Vou repetir isso de novo. Por favor, retornem aos seus quartos após esta transmissão…

Se voltassem agora, elas nunca escapariam. Se fossem capturados pelo Jinfeng, nunca teriam a sorte de serem banidas deste lugar. Sanji e Marcie se olharam e Sanji apontou para cima. Depois disso, as mulheres escalaram as paredes do prédio agilmente, cada uma subiu em um dos equipamentos de ar-condicionado. Como as fábricas precisavam de muito mais aparelhos de ar-condicionado que alojamentos, era um esconderijo razoável. Os aparelhos de ar-condicionado podiam suportar o peso delas e, quando se agachavam, o espaço era suficiente.

Depois da transmissão, a multidão se moveu como rebanhos de ovelhas assustadas de volta ao dormitório. Os cinco executivos caminharam em volta do complexo, gritando ordens. Os sons de cadáveres sendo arrastados, interrogatórios e procuras intensas preencheram o lugar. As duas mulheres se esconderam lá em cima e não se mexeram por pelo menos duas horas. Finalmente, o Oasis gradualmente recuperou sua ordem.

Como já fazia bastante tempo que elas não saíam ao sol, quanto mais as mulheres continuavam a se esconder, mais insuportável ficava o calor.

“Bzzt!”

De repente, os alto-falantes emitiram o som de alguém batendo no microfone.

— Atenção a todos! Este é um anúncio do escritório da Professora Bai! De acordo com uma testemunha ocular confiável, o trágico incidente ocorreu hoje porque dois membros do Oásis conspiraram com os degenerados e os conduziram até aqui. Como a última esperança da humanidade, não toleraremos tal comportamento… Vamos agora anunciar os nomes dessas duas traidoras.

Era o mesmo homem que tinha falado anteriormente.

— Sanji Lin. Marcie. As traidoras são duas mulheres na faixa dos vinte ou trinta anos. Elas podem ter vários cúmplices. A principal culpada, Sanji, usa uma bandagem em volta do pescoço, enquanto Marcie é uma mulher ocidental ruiva…

— Todos os membros do Oásis têm a responsabilidade de procurar por essas duas traidoras e relatar suas localizações para as autoridades… Ao mesmo tempo, todos os guardas devem ficar de plantão a partir de agora. A entrada principal deve ser fortemente protegida para impedir que as traidoras escapem. Repetindo…

Berjkley
Analista de Sistemas, Game Developer, Mestre de RPG. Gosta de Doctor Who, Não gosta de Vampiros Purpurinados.

1 Comentário

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!