PA – Capítulo 96

O Marionetista

 

 

— Olá a todos. Deixa eu me apresentar. Eu sou o Marionetista.

Essa foi a primeira coisa que o homem com roupas estranhas disse quando subiu no palco.

O “palco” em que ele estava de pé era um dos contêineres vazios que os boinas haviam levado para o lado. Momentos antes, esse homem chamado Marionetista foi guiado para o palco pelas multidões de manequins e bonecas que pareciam adorá-lo. Mesmo sem usar um microfone, suas palavras soaram claramente no ouvido de cada um dos 219 pós-humanos.

Os pós-humanos, que foram retirados dos dois contêineres, eram forçados pelos manequins a se alinharem em fileiras ordenadas, e então eram cercados pelos mesmos.

Originalmente, deveria haver mais de 219 pós-humanos em frente ao palco, escutando. No entanto, durante o processo, mais de dez pessoas resistiram e tentaram fugir, porém fracassaram, foram pegos, e tiveram suas pernas amputadas. Os manequins carregaram os corpos dessas pessoas em seus ombros até o palco, levando-os para serem examinados pelo Marionetista. O homem encostou o dedo na testa de cada um dos fugitivos uma vez e balançando a cabeça levemente todas as vezes. Depois disso, os manequins prontamente jogaram as pessoas que estavam carregando em seus ombros no fundo do oceano seco abaixo, sem se importar se aquelas pessoas morreriam ou não.

Sanji notou uma perna humana ainda vestida com calça jeans no chão, perto dela, enquanto ouvia o Marionetista começar a falar novamente.

— Se vocês não quiserem se machucar, por favor, me deem sua gentil cooperação. Eu só faço esse pedido simples, e ninguém precisará se machucar, — disse o Marionetista de forma cortês.

A muvuca abaixo ficou inquieta, mas assim como o último vento frio do inverno na primavera, a comoção imediatamente morreu quando os esquisitões ao redor olharam para eles.

O Marionetista olhou ao redor e, embora ainda estivesse sorrindo, seu olhar era frio e insensível. Era impossível dizer quantos anos ele tinha. Seus movimentos casuais pareciam indicar que ele era um homem jovem, no entanto, quando ele cruzou os braços e ficou parado, ele parecia mais velho. Era como se ele pudesse se encaixar em qualquer idade com a qual estivesse rotulado.

Acrescentando ao mistério todo, era difícil dizer qual era sua personalidade a partir das roupas que ele usava. Todo o seu traje era muito estranho: a “camisa” consistia de uma fusão de várias tiras pretas com fendas entre elas, que revelavam sua pele pálida e delicada. Era melhor descrever a camisa como uma jaqueta de couro jogada em um liquidificador. Ele usava um grande acessório vermelho-escarlate nas costas parecido com uma flor crista-de-galo, que balançava enquanto andava, e um par de botas pretas de cano alto.

— Eu tenho uma pergunta. — Sua voz era bastante suave, mas chamou a atenção de todos imediatamente. — Existe algum cônsul entre os 219 de vocês?

A multidão permaneceu em silêncio. Aqueles que pareciam confusos, tentando obter alguma informação dos outros, provavelmente eram pós-humanos novatos, e o Inferno Hipertermal era o primeiro Novo Mundo que eles estavam experimentando. Portanto, não sabiam nada sobre o assunto em relação aos cônsules. Aqueles que olharam para baixo e ficaram quietos, ou empalideceram de susto, provavelmente eram de outro mundo.

Mesmo depois de esperar por alguns minutos, ninguém se manifestou.

— Oh. Um grupo de 219 ainda é muito pequeno… — Marionetista suspirou, sentindo-se um pouco insatisfeito com a resposta. Ele só poderia fazer a próxima pergunta. — Certo. Qual de vocês tem informações sobre o cônsul aqui?

O coração de Sanji doeu quando se lembrou de Dani. Ela trocou olhares com Changzai. Apesar de saber que não era bem possível que o Marionetista a visse entre mais de 200 pessoas, mesmo assim ela abaixou a cabeça, como se estivesse tentando esconder o que sabia. Quando olhou para baixo, de repente notou as pernas trêmulas do homem baixo parado na frente dela.

Ela ficou intrigada. A situação atual não parecia tão assustadora assim…

De alguma forma, o homem baixo não conseguia ficar de pé adequadamente, parecia que ele cairia a qualquer momento. Inesperadamente, ele reuniu coragem e falou com uma voz trêmula.

— Me… Mestre Marionetista…

Houve um silêncio total, o Marionetista, que estava de pé no palco, ouviu a voz do homem mesmo que ele não tenha falado alto.

Mestre Marionetista? Isso não é ser puxa-saco demais?

Um sorriso insondável apareceu no rosto do Marionetista.

— Fale.

— Sim, sim… Eu passei quatro a cinco meses tentando encontrar o cônsul nesta região. No entanto, ouvi dizer que ele viajou para o norte… então, pode ser que você não o encontre aqui, — o homem respondeu com medo.

Sanji notou as duas palavras “nesta região”. Se ela pensasse sobre isso logicamente, considerando o tamanho da Terra, se houvesse apenas um cônsul em cada mundo, a probabilidade de encontrar um seria extremamente pequena.

O sorriso do Marionetista desapareceu enquanto ele perguntou:

— Oh, alguém pode me fornecer informações adicionais sobre o cônsul daqui?

Houve silêncio mais uma vez.

— Ah, tudo bem. Não é que eu não queira acreditar em todos vocês, mas acho que ainda assim preciso verificar cada um de vocês para confirmar que um cônsul não está escondido aqui. — A voz dele ainda era gentil e cordial, ao se explicar enquanto andava. Um pelotão de manequins imediatamente seguiu atrás dele como um grupo de guarda-costas.

Ele caminhou até a primeira pessoa em pé na primeira fila. O adolescente tornou-se imediatamente defensivo, perguntando:

— O que você vai fazer?

— Você não precisa ficar nervoso, — disse o Marionetista gentilmente, como se consolasse uma criança, mas todos ainda podiam ouvir sua voz claramente. — Só quero saber se você é um cônsul. Não vai doer.

Enquanto falava isso, ele já havia encostado na testa do adolescente, em um piscar de olhos.

O adolescente parecia prestes a resistir, mas antes mesmo que ele pegasse sua arma, o Marionetista já tinha se movido. Assim como prometido, não doeu nada, então o adolescente ficou sem jeito, momentaneamente sem saber o que fazer. Além de parecer um pouco desapontado, o Marionetista o ignorou e continuou até a próxima pessoa.

— Eu não sou um cônsul ou qualquer coisa do tipo! Posso ir embora? — O adolescente gritou.

Marionetista assentiu.

— Claro. Mas você terá que esperar um pouco.

Com isso, um manequim se aproximou e bloqueou o caminho do adolescente. O mesmo permaneceu em seu lugar com uma expressão duvidosa.

— Idiota. — O baixinho na frente de Sanji, de repente, murmurou para si mesmo. Ele agarrou as laterais da calça com força, parecendo muito nervoso.

Sanji teve um pensamento repentino enquanto sussurrava.

— Ei, de que mundo você é?

O baixinho ficou surpreso quando a ouviu, espiou para o lado, não esperando que alguém tentasse iniciar uma conversa com ele em tais circunstâncias. Ele tinha uma aparência comum, mas tinha um par de olhos vivos. Olhou para Sanji por um segundo antes de responder.

— Nevasca Esbranquiçada. Você também…

Sanji assentiu e respondeu secretamente como se estivesse combinando com sua palavra-código.

— Cidade da Morte Negra.

Esse era o nome de um local no visto de Ren Nan.

— Oh, eu estive lá. Cidade da Morte Negra está gradualmente se estabilizando… — O baixinho suspirou. — Não só é inconveniente estar em um lugar atrasado como o Inferno Hipertermal, mas eu nem esperava que…

Antes de terminar a frase, estremeceu e engoliu as palavras.

— Isso mesmo. Eu não esperava ser tão azarada. Encontrar o Marionetista aqui, de todos os lugares… — Sanji suspirou, adivinhando o que o homem pretendia dizer.

— Então, você já ouviu falar dele. — O baixinho suspirou novamente.

— Sim, — Sanji respondeu secamente, escondendo sua curiosidade.

— Isso é raro. Então, você é alguém que também já esteve nos Doze Mundos Centrais. — O homem suspirou mais uma vez. — Da sua reação, você provavelmente não conhece o mais recente boato sobre Marionetista? — Como se de repente lembrasse de algo, o baixinho se apresentou. — Ah, eu sou Shen Lianqi, a propósito. Vamos ser amigos. Quem sabe? Talvez nos encontremos novamente nos Doze Mundos Centrais…

Sanji disse seu nome, reprimindo o forte desejo de perguntar o que eram os “Doze Mundos Centrais”.

— Qual é o último boato? — ela perguntou com certa urgência.

Shen ficou pálido quando a conversa voltou para este tópico novamente.

— Ouvi dizer que o Marionetista subiu de nível, e é algo bastante assustador… Recentemente, até os seus rivais habituais estão o evitando. Todos eles foram para outros Novos Mundos. Afinal, depois de alcançarem o mesmo nível que os “fodões”, é extremamente difícil aumentar o nível da habilidade! Ninguém sabe o que vai acontecer, então todo mundo está apenas monitorando a situação. — Mais e mais suspiros do baixinho. — Na verdade, nós nem deveríamos estar envolvidos. Eu nunca esperei que ele fosse vir para este mundo tão remoto…

Mesmo que não pudesse compreender muito do que o outro havia falado, Sanji rapidamente memorizou os detalhes.

— Ei, o que você acha que o Marionetista está planejando fazer com a gente hoje? — Sanji perguntou. Ela reservou tempo para formular essa pergunta de uma forma que provavelmente aliciaria uma resposta de Shen.

— Ugh, eu suponho que… — Shen fixou seu olhar no Marionetista. Ele notou que depois de cada vez que o mesmo encostava na testa de alguém, um manequim ficava ao lado daquela pessoa. Ele se mexeu desconfortavelmente e respondeu. — Ouvi dizer que seus seguidores habituais desapareceram por algum tempo. Quando reapareceram, eles já haviam se tornado seus fantoches. Eles não conseguiam nem sorrir por vontade própria, mas ainda podiam usar suas habilidades.

— Como você sabe, esses fantoches aqui não têm habilidades ativas. Se não fosse pelo Arsenal, essas coisas seriam inúteis. Eu ouvi que ele pode transformar humanos em seus fantoches agora. Eu acho que ele provavelmente está tentando reunir um grupo de fantoches humanos para que possa se livrar do Arsenal, mas é difícil para ele fazer isso dentro dos Doze Mundos Centrais, então esta é provavelmente a razão pela qual ele está indo para todos os mundos recém formados.

Uma vez que Shen começou a falar sobre esse tema quente em que estava interessado e as várias fofocas que ele ouviu, não conseguia parar. Ele não notou que os companheiros de Sanji ficaram pálidos enquanto ele continuava.

— Você quer dizer que ele pretende transformar todos os 219 de nós em suas marionetes?

Shen não respondeu. Depois de um tempo, ele murmurou:

— Vamos esperar e ver. Se as coisas saírem do controle, teremos que escapar usando nossas próprias habilidades.

Sanji se sentiu desconfortável ao observar o marionetista, que não estava longe dela, e trocou olhares com seus companheiros. Shen provavelmente sobreviveu a alguns mundos, então ele deveria ter alguns truques na manga. No entanto, eles não conseguiram deixar de imaginar como iriam escapar.

O marionetista estava se movendo rapidamente, então ele já havia checado cerca de 100 pessoas naquele curto espaço de tempo e estava alcançando Sanji e o resto. Quando o cara de roupa gótica gradualmente se aproximou, eles ouviram o som de couro do traje de Marionetista enquanto ele caminhava.

— Ji, de repente me lembrei de algo… — A voz de Coelho soou em seus ouvidos. — Ele não está planejando tocar a testa de todo mundo?

Sanji hesitou por um momento e rapidamente entendeu o que ele queria dizer.

— Seu veneno versu vai matá-lo em alguns segundos. O que há para ter medo?

As palavras de Coelho soaram nos ouvidos de seus outros três companheiros ao mesmo tempo, e imediatamente pareciam mais relaxadas. Ficaram tão impressionados com as novas informações sobre o Marionetista e os novos termos como “Doze Mundos Centrais” que eles quase esqueceram que estavam protegidos pelo veneno. Como esses manequins eram produtos da habilidade de Marionetista, eles não precisavam ter medo deles, uma vez que o Marionetista morresse.

No momento em que o Marionetista retirou o dedo da testa de Shen, Sanji, sentindo a confiança de seu corpo envenenado, quase desejou que Marionetista a alcançasse mais cedo.

O mesmo deu um passo à frente e parou na frente de Sanji. Estreitou os olhos, avaliando-a. Olhando para ele de perto, o Marionetista tinha características intrigantes, seus olhos longos e esguios estavam cercados de pó de ouro que brilhava sob o sol. Mesmo sendo muito alto, ele não tinha uma estatura imponente devido ao seu corpo magro e pele pálida.

O marionetista lançou-lhe um sorriso gentil ao levantar o dedo.

Sanji prendeu a respiração.

Ele moveu o dedo até que estava bem na frente da testa dela. Então, parou a poucos milímetros de sua pele.

— Oh, você foi afetada pelo Veneno Versu.

Berjkley
Analista de Sistemas, Game Developer, Mestre de RPG. Gosta de Doctor Who, Não gosta de Vampiros Purpurinados.

3 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!