RN – Capítulo 32

Cântico

Dentro do túnel, Marvin começou a relaxar, mas seu coração ainda estava acelerado.

Quase fui descoberto! — Ele pensou — Felizmente, existiam gnolls bastante altos bloqueando a visão do Feiticeiro. Se ele tivesse me encontrado, eu estaria com sérios problemas. Há tantos gnolls e lobos-da-terra mutantes que, mesmo se usasse Esconder-se, não conseguiria escapar.

Marvin ficou realmente assustado desta vez. Ele jamais poderia imaginar que houvesse um Feiticeiro entre os gnolls. Eles não eram kobolds, que tinham o sangue ancestral de um enorme dragão fluindo em suas veias. Então, como poderia um Feiticeiro, esse tipo de classe excepcional, aparecer em um grupo de gnolls? Marvin não conseguia entender. Mas o mundo de Feinan estava cheio de coisas extraordinárias.

Bem, agora que Marvin sabia que este grupo de gnolls possuía um Feiticeiro de 2º ranque, seu nível de dificuldade aumentou drasticamente. Marvin precisava de um plano bastante específico para lidar com este novo inimigo. Só então seria possível vencer. Afinal, um forte Feiticeiro fornecendo suporte para aliados fortes no campo de batalha tornava tudo mais difícil, pois todos ficariam mais fortes.

Como a classe Feiticeiro estava limitada por linhagem sanguínea, sempre foi considerada como uma classe ruim. No entanto, após a Grande Calamidade e com a magia caótica fluindo por todo o continente, suas magias se tornaram mais fortes e muito mais fáceis de serem lançadas, pois suas magias não dependiam da Fonte Mágica do Universo. Após a Grande Calamidade, os Feiticeiros obtiveram os maiores benefícios.

Marvin lembrava que, nos arredores da Montanha Rochosa, ao sudoeste, o grupo de Feiticeiros Demoníacos exilados pelos magos estabeleceram com sucesso um grande país após a Grande Calamidade. Mesmo que este país tenha resistido por menos de três anos, se os deuses não tivessem interferido, eles poderiam ter conquistado o sul. Os líderes do país eram, de fato, três Feiticeiras do Destino. Os jogadores sempre falavam sobre as [Três Irmãs do Destino], pois possuíam uma beleza estonteante.

Este Feiticeiro gnoll que Marvin encontrou no Vale do Rio Branco, naturalmente, não se comparava com os Feiticeiros mais fortes, os Feiticeiros do Destino, mas ele ainda não poderia subestimá-lo. Ele notou que o Feiticeiro estava constantemente usando [Olho da Dor], o que significa que ele estava em alerta. Também mostrava que seu poder mágico era muito forte.

Olho da Dor consumia energia continuamente, mas ele estava conseguindo suportar sem muita dificuldade, mostrando que sua linhagem sanguínea era bastante forte. Esse tipo de inimigo era a perdição para pessoas que se utilizavam da Furtividade como Marvin. Se Marvin fosse um Ladino, este seria o seu fim!

Felizmente, ele não era. A vantagem da classe Ranger era que, mesmo que Furtividade fosse restrita, as habilidades corpo-a-corpo ainda eram impressionantes.

Marvin descansou por um momento no túnel, e logo depois ele estava pronto para ir embora. Quando ele passou pela encruzilhada, ele de repente ouviu uma voz fraca por trás daquela enorme rocha que bloqueava o caminho. Essa voz era muito gentil. Se não fosse o fato de que a audição de Marvin era extraordinária, juntamente com o caminho silencioso e secreto, ele não teria ouvido essa voz.

O quê? — O coração de Marvin acelerou e ele rapidamente se aproximou e grudou a orelha na pedra.

A voz gradualmente ficou clara. Parecia estar usando um idioma muito antigo para cantar. Marvin cuidadosamente ouviu por um momento, antes de notar que esse era o idioma do povo Anzed.

Os Anzed eram uma raça que já havia desaparecido. Eles são a origem dos magos, mas eles desapareceram ao longo do tempo. Em geral, muitos lugares em Feinan tinham descendentes dos Anzed.

Durante ocasiões significativas, como funerais, ritos de reverência aos deuses ou antepassados, e outras ocasiões semelhantes, haveria anciãos encarregados de rezar no idioma dos Anzed. Mas alguém comum do povo não poderia falar ou entender o idioma antigo dos Anzed.

Entretanto, Marvin compreendia! Ele verificou o conhecimento de sua classe Nobre e surpreendentemente encontrou [Idioma Anzed].

De repente, ele sentiu que a classe Nobre era simplesmente mil vezes melhor do que a classe Civil. Esta classe veio com equitação, avaliação e outras perícias práticas, e inesperadamente ainda era proficiente em todos os tipos de idiomas raros!

No jogo, apenas uma pequena quantidade de jogadores utilizava a classe Nobre, e Marvin não tinha o mínimo de interesse nela. Logo, ele não conhecia seus segredos. Só que agora ele entrou em um corpo nobre e finalmente conseguiu experimentar os benefícios desta classe!

Ele ouviu atentamente e descobriu que aquela voz não parecia ser nem de homem, nem de mulher, era como se fosse as duas coisas juntas ao mesmo tempo, e estava cantando apenas quatro frases:

Uma flor, duas flores, esta noite o diabo não vai voltar para casa.

Odiando a chuva que cai, odiando o trovão que ressoa, eu me sento no poço em prantos.

Vestida de branco para uma festa, vestida de preto para um funeral, o sino da meia-noite ainda não parou de tocar.

O falecido, ainda está para morrer.

A voz era extremamente assustadora. Quanto mais Marvin ouvia, mais assustado ele ficava. Essas quatro linhas cantadas continuaram ecoando em seu cérebro por muito tempo!

De repente, ele se forçou a se afastar. À medida que a voz gradualmente se tornava mais silenciosa, ele olhou para trás.

Tem alguma coisa lá dentro! — Marvin, que sempre foi bastante ousado, quase ficou completamente apavorado ouvindo essa voz. Simples assim.

Esse tipo de sentimento indescritível…

Poderia ser uma perícia que induz medo? — Marvin franziu a testa e verificou os registros, mas não encontrou nenhuma verificação de medo ou algo parecido.

Além disso, ele estava usando o [Presente de Vanessa], o que aumentava sua resistência ao medo em 10 pontos. Uma magia comum de medo não funcionaria com ele. Mas esse sentimento assustador vinha do fundo do coração!

Não era uma habilidade de medo, mas essa voz… era como se ela estivesse causando algum tipo de ressonância dentro de seus vasos sanguíneos.

Será um tesouro ou um monstro?! — Marvin olhou para a pedra atrás dele com um rosto pálido.

Ele finalmente se recompôs, tomou uma decisão e foi embora, deixando esse problema para depois. Ele tinha que focar sua energia agora. Ele não podia se distrair com essas coisas. Aquela estranha voz que cantava teria que esperar até ele recuperar o Vale do Rio Branco.

Marvin rapidamente saiu do caminho secreto e voltou para dentro da casa da fazenda e viu uma Lola em pânico e ainda amarrada.

— O que você vai fazer comigo?

A menina estava extremamente assustada. Ela estava lá sentada e pensou por um bom tempo, imaginando que esse cara safado não iria deixar ela sair dali incólume.

Esse cara, o que ele vai fazer comigo? — Ela pensou — Ele vai se aproveitar de mim e depois me matar? Ou ele vai fazer comigo igual fez com os gnolls, um ataque e fim de história?

Lola pensou muito. Quanto mais pensava, menos ela conseguia aceitar essa situação. Não importa o quão ruim ela fosse, ela ainda era melhor do que os gnolls, certo?

Provavelmente será a primeira opção. — Ao pensar nisso, ela ficou ainda mais assustada.

Como resultado, quando Marvin desatou ela, ela começou uma luta sem precedentes… Mas foi rapidamente restringida por Marvin.

— Se continuar a se debater assim você vai morrer. — Marvin disse com uma voz séria enquanto colocava sua adaga-curva no pescoço dela.

Seu tom estava frio, provavelmente porque ele ainda estava sobre a influência daquela voz. Lola ficou assustada e começou a tremer, sua coragem recentemente encontrada despareceu em um piscar de olhos.

Eu acho que nasci sob uma estrela ruim. — Ela simplesmente fechou os olhos, esperando seu destino.

Como ela poderia esperar que neste momento, Marvin, em vez disso, perguntaria a ela, meio desconcertado:

— O que você está fazendo?

— Hã? — Lola abriu os olhos, sem saber o que pensar.

Marvin disse suavemente:

— Prepare-se, eu vou levar você para longe daqui.

Se Marvin estivesse sozinho, passar pela área sob vigilância dos gnolls seria extremamente fácil. Mas levar um fardo consigo tornava as coisas muito mais problemáticas. Lola não tinha habilidades de classe, então ela não conseguiria ajudá-lo e, pior, ainda iria atrapalhá-lo.

Felizmente, Marvin pensou em uma maneira. Ele evitou os lobos-da-terra que estavam de guarda em algumas áreas importantes e depois arrastou Lola para fora do Vale do Rio Branco.

Três dias depois, quando Lola viu a Cidade Costa do Rio mais uma vez, ela ficou muito feliz.

— Finalmente, de volta à civilização!

Ela passou por alguns tempos difíceis com aqueles gnolls imundos nas masmorras do Vale do Rio Branco. Ela poderia ter sido engolida inteira, frita ou mesmo cozida. Poucas pessoas teriam essa oportunidade em suas vidas. Lola ficou feliz por ter sobrevivido, e quase chorou.

— Obrigada. Muito obrigada. — Ela agradeceu sinceramente a Marvin.

Mesmo que o cara diante de seus olhos fosse extremamente feroz, ele não parecia tão ruim quanto imaginava…

Ainda vestido com sua máscara, Marvin sussurrou algo, hesitando. Então, de repente, perguntou:

— Você conhece o caminho para a Baia das Joias?

— Hã? —  Lola ficou assustada.

— Eu sei que você não é filha do líder de uma câmara de comércio. Eu também sei que você é apenas uma vigarista. Mas eu decidi dar uma chance a você. — Marvin tirou uma bolsa e entregou a Lola — Há algum dinheiro aí dentro, o suficiente para você fazer uma viagem até a Baia das Joias e ainda voltar com dinheiro sobrando. Eu quero que você use este dinheiro para contratar um pouco de mão-de-obra para proteger você, ou subornar algumas pessoas. Eu preciso que você faça uma coisa para mim.

Lola olhou para Marvin assustada.

— Você sabe sobre mim? — Ela olhou para ele com desconfiança — O Lorde do Vale do Rio Branco contou tudo para você? Você é um de seus homens?

Lola estava pensando rapidamente. Mas Marvin não quis explicar.

— Quase isso.

— Por que você confiaria em mim? — Lola pegou a bolsa de dinheiro, com sentimentos mistos enchendo seu coração.

— Eu simplesmente acho que você ainda não encontrou seu caminho, que você não queria se tornar uma vigarista. — Marvin acrescentou — Talvez você não seja tão ruim. Eu quero dar uma chance a você.


Gabriel
O Rei dos Undeads!

6 Comentários

    1. util a curto prazo…
      mas a longo prazo e bom dar um pouco de confiança…
      e também ele pode fazer o primeiro se confiança n der certo

  1. Não acho que essa última frase do prota porta tem sido verdadeira, ele deve ter algum motivo escondido. Obrigado pelo capítulo

  2. Esse prota manja dos paranauê! Vai dar uma mão e angariar uma seguidora hábil e perspicaz!

  3. Ela provavelmente vai fugir com o dinheiro e nunca mais dar as caras, se ela realmente fizer a missão e voltar, seria estranho.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!