TA – Capítulo 132

Aquele Lugar

Liderando os patrulheiros noturnos, os vários cardeais da Igreja voltaram a Aalto. A cidade ainda estava dormindo pacificamente na escuridão, tão tranquila quanto a deixaram antes.

Neste momento, a cardeal vestida de vermelho, Vila Amelton, que também era uma das líderes da Inquisição, de repente parou de voar. Um momento depois, ela se virou para o Portador do Cânone e disse:

— Salvador, volte e encontre a Senhora Camil agora. Ela está procurando pela princesa na Floresta Negra Melzer.

Antes de Salvador responder à ordem, o conde Hayward, vice-comandante dos Cavaleiros Violetas, se desesperou:

— O que aconteceu com a princesa?

— Em conluio com o Congresso de Magia, Verdi emboscou a princesa e tentou matá-la. Natasha saiu do cerco e agora está se escondendo na floresta negra.

— O que?! Verdi!? — Rafati e Hayward pareciam chocados. Eles não estavam acreditando no que ouviram.

Os vários outros nobres e cavaleiros presentes também pareciam muito chocados. No entanto, o motivo pelo qual ficaram espantados foi por causa do fato de Verdi ter falhado.

— Sim. Sard acabou de me informar, — respondeu Amelton em seguida.

— Eu irei com eles. — Hayward franziu bem as sobrancelhas. Embora ele parecesse como um jovem de vinte e poucos anos, ele tinha mais de cento e sessenta anos de idade. Hayward havia testemunhado inúmeras conspirações em sua vida, e agora ele tinha uma sensação de desconfiança rastejando em sua mente. A intuição de Hayward dizia-lhe que a razão pela qual eles foram enviados para o lago Elsinore mais cedo naquela noite era muito mais complexa do que ele pensava.

Salvador fez o sinal da cruz:

— Sim, meu senhor.

— Apenas a verdade vive para sempre. — Amelton também fez o sinal da cruz.

Seguindo a habilidade especial de Aaron de se comunicar com as sombras, Tod logo percebeu um aglomerado de babosas fantasma com algumas folhas faltando.

— Eu sabia que eles usariam a babosa fantasma… Chegamos tarde demais. — Tod estava um pouco chateado, mas depois se virou para Aaron: — Alguma ideia de para onde eles foram?

— As sombras me disseram… — Aaron examinou os arredores com cuidado, — que eles ainda continuam aqui.

— Isso não faz nenhum sentido. — Tod ferozmente cortou uma planta com sua espada.

— Há apenas uma explicação para isso, — Aaron disse a Tod. — Eles pularam no rio.

A babosa fantasma crescia muito perto da água, e este grupo não era uma exceção. Não muito longe da babosa fantasma, havia um riacho que se ligava ao rio Massol.

— Então nós apenas temos que seguir o curso da água. — Tod assentiu. — Eles estão muito mais feridos do que nós. Podemos alcançá-los.

— E se eles saíram do rio e voltaram para a floresta? — Aaron perguntou: — Eu não sou um grão-cavaleiro ainda. Não consigo obter informações das sombras dentro da água.

— Bem… então preste muita atenção nas possíveis plantas úmidas dos dois lados do rio. Se eles saíram do rio, deve haver uma trilha. — Tod parecia muito confiante, e a horrível e longa ferida em seu rosto estava quase curada.

— Tudo bem. — Embora Aaron achasse que essa estratégia consumiria muito tempo, ele não conseguia pensar em uma solução melhor.

Então eles começaram a procurar ao longo dos dois lados do rio.

Depois de flutuar no rio por um curto período de tempo, Lucien e Natasha deixaram a água e voltaram para a floresta.

Quando Lucien pegou Natasha nas costas e estava prestes a recomeçar a correr, Natasha o lembrou:

— Lembre-se de esconder nosso rastro.

O cabelo molhado de Natasha estava pingando água, assim como o manto preto de Lucien.

— Sim, você está certa. — Lucien assentiu. Ele cuidadosamente colocou Natasha atrás de uma árvore alta e grossa e então começou a coletar uma espécie de arbusto de aparência estranha que parecia feno para secá-los um pouco.

— Eu receio que eles ainda consigam nos rastrear. — Segurando a planta, Lucien ficou preocupado. — Isso não será suficiente.

Ele ficou bastante arrependido por nunca ter prestado atenção a alguns dos feitiços de primeiro círculo que eram usados ​​para limpar todos os tipos de rastros quando ele estava fazendo sua análise de estruturas mágicas. Naquele momento, ele nunca pensou que eles poderiam ser muito úteis um dia.

— Eles são cavaleiros poderosos. Eu não esperaria que pudéssemos nos livrar completamente deles só com um monte de plantas. — Natasha estava analisando com sua mente clara. — Eu conheço todos os cavaleiros que estavam do lado de Verdi e eu conheço todas as suas Bênçãos. Nenhum deles é realmente bom em rastrear, no entanto, eu posso sentir que eles estão chegando cada vez mais perto.

— Você consegue sentir isso? — Lucien ficou ansioso. — Eu pensei que havia feito um bom trabalho…

— Você fez, Lucien. — Natasha deu um tapinha nos ombros dele, — Eu acho que, muito possivelmente, há um cavaleiro sombrio nos seguindo. E eu estou pensando… quando eu me recuperar um pouco mais, talvez possamos tentar lutar para matar esse cavaleiro sombrio.

— Eu não concordo. — Lucien balançou a cabeça negativamente, — E se for Tod quem estiver nos perseguindo, em vez de alguns cavaleiros aleatórios? Ou se o cavaleiro sombrio também for muito poderoso? E se eles estiverem usando alguns itens mágicos para nos rastrear?

Lucien sabia muito bem que Natasha adorava se arriscar, mas ele era o oposto.

— Bem… eu ouço seus muitos “e se”, Lucien. — Natasha levantou ligeiramente as sobrancelhas violetas, — Eu sei que qualquer um dos seus “e se” pode facilmente nos matar, mas nós temos outra escolha? Mais cedo ou mais tarde, eles nos encontrarão.

Lucien abaixou a cabeça. Ele sabia que o que Natasha acabara de dizer estava correto.

— Tudo bem… ainda temos que nos preparar melhor. — Lucien olhou para as várias estrelas fracas no céu e calculou aproximadamente sua localização: — Pelo menos, vamos esperar até que seu poder atinja o nível de um cavaleiro comum.

— Eu temo que não tenhamos tanto tempo. — Natasha cuidadosamente se controlou e disse a Lucien: — Embora o pior impacto no meu corpo causado pela minha Bênção tenha desaparecido, eu ainda preciso de algumas horas para me recuperar até esse nível.

Os olhos de Lucien se arregalaram ligeiramente quando ele de repente se lembrou de algo importante. Colocando sua mão em seu manto molhado, Lucien tirou um monte de ingredientes mágicos para fazer poções que ele pegou no depósito do arquimago e os colocou no chão.

— Alguma dessas coisas pode te ajudar? — Lucien estava um pouco hesitante, — Eu… eu peguei isso na casa do arquimago, para… para vendê-los e conseguir algum dinheiro.

Lucien estava um pouco nervoso.

Natasha realmente não deu importância para o constrangimento de Lucien, e quando ela abaixou a cabeça, um sorriso surpreso apareceu em seu rosto.

— Aether… e sangue de vampiro! Incrível!

Tanto o Aether quanto o sangue de vampiro eram ingredientes para uma poção de cura muito eficaz chamada Canção D’água. No entanto, eles eram apenas matérias-primas, então Lucien ficou muito preocupado.

— Algum efeito colateral? — ele perguntou.

Natasha já pegou o tubo de sangue de vampiro em sua mão.

— Sangue de vampiro… Depois de tomar isso, eu posso ter um pouco de medo da luz solar por até seis meses, e meu sangue pode ficar ardendo, — respondeu Natasha casualmente. Então, ela puxou a rolha do tubo e sentiu o cheiro do sangue, — Uau… é um sangue de vampiro de alto grau! Parabéns para o arquimago!

— Você pode se recuperar completamente tomando isso então? — perguntou Lucien.

— Bem… — Natasha respirou fundo, — na verdade, não… mas se eu me esforçar um pouco mais e ativar minha Bênção novamente, eu posso conseguir… provavelmente até três minutos com o poder de um cavaleiro de quinto nível. Depois disso… eu já era.

— Já era!? — Lucien ficou chocado.

— Não, não, não… — Natasha riu. — Eu não vou morrer. Quer dizer, eu provavelmente não vou conseguir andar depois, e você terá que me carregar até o fim.

— É melhor explicar as coisas com um pouco mais de precisão em situações como essa, sabe. — Lucien quase revirou os olhos.

— Lucien, — Natasha ficou séria, — se Tod não estivesse entre eles, três minutos seriam suficientes para eu matar o resto dos cavaleiros.

— Então, e se Tod for quem estiver atrás de nós… — Lucien precisava de um plano secundário.

— Então eu te dou cobertura, distraindo Tod e os outros grão-cavaleiros, se houver algum. — Natasha disse a Lucien: — Enquanto isso, você cuida do resto deles.

Natasha encostou a cabeça no ombro de Lucien para descansar. Seus olhos violetas estavam radiantes, e seus lábios estavam fechados com força.

— Você quer se sacrificar para que eu sobreviva? — Lucien perguntou a ela.

— Claro que não! — Natasha de repente endireitou as costas como se estivesse com medo. — Eu aprecio muito a minha vida. Sem a Trovão, você não seria capaz de enfrentar os cavaleiros por conta própria. Além disso, eu não vou realmente lutar contra Tod. Meu dever será distraí-lo. Isso é tudo. E você tem que me emprestar sua espada, Alerta.

— Isso é muito perigoso para você. Eu não concordo. — Lucien recusou a sugestão de Natasha. — Você fica com a Trovão. Eu tenho um plano que pode matá-los todos, desde que eles não tenham mais do que uns cinco cavaleiros nos perseguindo, e também que nós possamos chegar àquele lugar antes que eles nos encontrem.

— Que plano? Que lugar? — Natasha ficou muito surpresa.

— Você vai ver quando chegarmos lá. — Lucien olhou seriamente para os olhos de Natasha. — Também prezo muito pela minha vida. Acredite em mim, Natasha.

Natasha pareceu confusa por um momento, mas depois sorriu:

— Eu confio em você, Lucien.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

17 Comentários

  1. Agr sim tem um clima, realmente espero que eles sobrevivam e comecem a namorar.
    Obrigado pelo capítulo.😆

    1. Aqui não rola essas coisas previsíveis. Pelo menos não agora. Não sei no final da história, mas por enquanto…

    2. Esqueceu que a Natasha é lésbica fiote? E eles são só amigos, o Lucien também é asexual kkk
      Não rola nem em fanfic

  2. Apesar de questões como identidade de gênero e sexualidade não serem tão simples, acho que deu pra entender que a Nat aprecia o sexo feminino(pelo menos até agora foi o que deu pra entender uma vez que ela ignora companhias masculinas como parceiros e demonstra interesse apenas no sexo feminino), ent acho q n rola dela e o Luc ficarem juntos.

  3. Por mais que eu queira shippar esses dois, acredito que isso não irá acontecer, para o meu sofrimento.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!