TA – Capítulo 157

Teoria da Força Vital

— Professor?! — exclamaram alguns dos aprendizes.

Passo a passo, Lucien subiu ao palco, sob o olhar de várias centenas de pessoas.

Os necromantes e aprendizes que não queriam se juntar à Mão da Palidez foram encorajados, mas logo começaram a se sentir preocupados, já que não sabiam se o Professor era forte o suficiente para enfrentar esse homem insano, apesar de seu nome estar na Lista de Purificação.

— O Sr. Professor vai ficar bem? — Gordo perguntou a um de seus companheiros cuidadosamente em voz baixa, com os dentes rangendo.

— Claro… — respondeu o aprendiz robusto, Pão. Ele estava tentando consolar Gordo e também a si mesmo: — Você acha que qualquer um pode entrar na lista da igreja?

— Como você sabe que o Sr. Felipe não está na lista? — Vinho interveio. Tanto Vinho quanto Garoupa ainda estavam se sentindo muito inseguros.

Interessantemente, quando Lucien estava andando em direção ao palco, sua mente estava dividida em dois pensamentos opostos: parte dele se sentia extremamente nervoso e com medo, no entanto, a outra parte de alguma forma sentia que a coisa toda era um pouco engraçada, levando em conta toda aquela pressão.

Os olhos de Felipe estavam frios.

— Sr. Professor, o que você quer dizer? Eu já fui forçado a fazer o que não queria fazer, e é impossível eu voltar atrás. Se você não pode me dar uma explicação razoável, eu acho que um de nós dois morrerá nesse palco.

O canto dos lábios de Lucien se contraiu ligeiramente em um sorriso. Ele realmente queria sugerir que Felipe se sentasse e tomasse uma xícara de chá primeiro para se acalmar um pouco antes da conversa.

Apesar de todos esses pensamentos, Lucien respondeu calmamente:

— Sou da Vontade dos Elementos, e não me importo com o fato de que a Mão da Palidez está tentando crescer recrutando mais pessoas. — A última coisa que Lucien queria fazer era irritar Felipe imediatamente.

Felipe estava confuso:

— O que você quer dizer? Por que você está aqui, então?

O resto dos necromanceres e aprendizes ficaram surpresos ao saber que o Professor também pertencia a uma organização do Congresso.

— Estou aqui porque não gosto da sua maneira de recrutar pessoas. — Então, Lucien mudou de tom: — Ninguém deve ser forçado a se juntar a alguma organização, e, da mesma forma, ninguém deve culpar outras pessoas pelas consequências que advierem de suas decisões.

— Muito bom. — Felipe aplaudiu. — Mas, e se forçar as pessoas for exatamente o meu estilo?

Felipe estava levando o Professor ao limite e estava pronto para uma briga daquelas.

Nesse momento, Lucien mudou de assunto, sem responder diretamente à pergunta de Felipe:

— Além disso, não concordo com você quanto ao que você acabou de comentar sobre a Escola Elemental. Eu gostaria de continuar discutindo com você.

— Que comentário? — Felipe se sentiu ainda mais confuso agora.

O que o Professor queria fazer?

— De acordo com o que você acabou de dizer, você acha que a base do corpo humano é a força vital, e sem a integração da força vital, apenas os elementos não são suficientes para sintetizar qualquer parte do corpo humano, como o sangue, músculos, ou todos os tipos de impurezas do corpo, não é? — perguntou Lucien pacientemente.

Felipe não esperava que o Professor realmente quisesse discutir com ele sobre esse assunto agora mesmo no palco, e assim ele riu.

— Esse é o caso. E o segredo do corpo humano não é o que vocês, um bando de coitados que brincam com elementos o tempo todo, possam entender.

— No que se baseia a sua afirmação? — perguntou Lucien.

— Sr. Professor, de todas as pesquisas realizadas no tempo do antigo império mágico até a atual crença dominante no Congresso, não consigo encontrar nada que me faça duvidar da Teoria da Força Vital. Até a Igreja admite que a força vital é a essência do corpo humano. Quando não há força vital, um membro perdido não pode crescer novamente. A única diferença entre a Igreja e nós sobre a compreensão da força vital é que, enquanto eles acreditam que a força vital é dada por Deus, nós ainda buscamos a resposta da origem do mundo. — Felipe confiantemente elaborou sua crença: — Algumas décadas atrás, vários feiticeiros de alto nível tentaram sintetizar músculos humanos apenas com elementos, mas falharam, e naquela época, até mesmo feiticeiros elementais admitiram que isso não funcionaria. Agora, você quer derrubar totalmente a base de pesquisa construída por todos os arcanistas e feiticeiros que vieram antes de você? Você está brincando comigo?

Com certeza, as palavras de Felipe eram agressivas e persuasivas. Em seu mundo, como a Teoria da Força Vital era a base da Escola de Necromancia, ela não poderia ser abalada e não seria abalada pela eternidade.

O resto dos necromantes e aprendizes se sentiam da mesma forma que Felipe. Como eles nunca experimentaram o tempo em que o conhecimento de arcana explodiu, eles ainda respeitavam e louvavam muito o Livro de Necromancia, assim como os seguidores devotos adoravam os cânones. Embora soubessem que o Professor estava tentando ajudá-los, os necromantes e aprendizes ainda sentiam que o que o Professor estava tentando dizer era ridículo.

Mesmo o visconde, que estava apenas assistindo a tudo que se desenrolava no palco com sua taça de vinho, começou a ficar um pouco mais animado, já que basicamente, o Professor estava tentando desafiar a fundação da arcana.

Isso era exatamente o que Lucien queria fazer para distrair Felipe. Lucien olhou ao redor do corredor e percebeu que Sidney era o único que ainda parecia sério.

— Parece que só o Sr. Sidney está do meu lado? — perguntou Professor. — O Sr. Sidney é o único que não está rindo de mim agora.

— Sinto muito, Sr. Professor. Meu rosto, por causa do ritual de transformação, não demonstra qualquer expressão facial, — respondeu Sidney com a mesma cara.

Um monte de gente riu.

— E se eu disser, Sr. Felipe, — Lucien se virou, indiferente, e disse a ele calmamente, — que eu posso sintetizar partes do corpo humano apenas com elementos ou materiais sem força vital, você acreditaria nisso?

Na Terra, o campo que estudava matéria advinda de seres vivos, que mais tarde foi chamada de matéria orgânica, também foi dominado pela Teoria da Força Vital por um longo tempo na história. No entanto, no século XIX, quando a ureia, o acetileno, e outras matérias orgânicas foram artificialmente sintetizados sucessivamente, esse fundamento da teoria foi completamente refutado.

Todos se aquietaram no salão.

— É impossível. Quem você pensa que é… um vencedor do prêmio Coroa Holm? — Felipe riu: — Pare de dizer bobagem! Fale sua verdadeira intenção!

— Acho que o Professor está apenas tentando… fazer uma pegadinha, — interviu Cessy.

— Apenas uma experiência real pode falar por mim. — Professor continuou: — Se você não acredita em minhas palavras, quer fazer uma aposta comigo?

— O que diabos você quer? — Felipe perguntou furiosamente.

— Se eu puder sintetizar algo contido no corpo humano sem usar qualquer coisa que carregue força vital, você dirá a todos aqui quem é o contato do Congresso de Magia em Sturk, e deixará que eles decidam por conta própria se devem se juntar à Mão de Palidez ou não. Se eu falhar, vou pedir desculpas a você, e depois deixar a festa imediatamente. O que você acha? — perguntou Lucien.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

15 Comentários

  1. Se um jeito Lucien ganha e no outro esse continua vivo, o que também é um baita de um prêmio kkkk. Obrigado pelo capítulo

  2. “— Sinto muito, Sr. Professor. Meu rosto, por causa do ritual de transformação, não demonstra qualquer expressão facial, — respondeu Sidney com a mesma cara.”

    O sarcasmo em TA me faz rir até chorar hahahahhahaha

    Dale Professor!

    Por isso gosto muito de TA e LAB, essa mistura de ciência, com magia, com igreja, com teorias, com conhecimento, amo! E no caso de TA, temos o bônus extra da música
    *-*

    Obrigada Vermillion!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!