TA – Capítulo 160

Livrando-se do Perigo

Aos olhos de Felipe, Professor ainda estava lutando para salvar seu último grão de dignidade. Afinal de contas, o pedido dele não poderia realmente prejudicá-lo. Felipe poderia apenas adicionar um artigo no seu pacto dizendo que os necromantes e aprendizes presentes não tinham permissão para informar seus alunos ou amigos sobre a identidade do contato do Congresso em Sturk.

Como Felipe já havia obtido sua vitória, ele preferiria manter o equilíbrio atual entre Professor e ele, em vez de iniciar uma luta desnecessária.

— Tudo bem. — Felipe assentiu. — Como desejar, Professor.

Então, ele se virou e disse a todos os necromantes e aprendizes presentes:

— Em Sturk, conhecida como a pérola brilhante do mar, existe um banco chamado Ouro Reluzente. Seu proprietário, o Sr. Granneuve, é um dos responsáveis ​​por manter a ordem secreta da cidade, e também é a ligação com o Congresso de Magia. Ele é o responsável pelo envio de feiticeiros e alguns dos aprendizes sortudos para Allyn, passando pelo bloqueio da Igreja.

Depois disso, Felipe olhou para Professor e deu de ombros.

— Eu cumpri minha parte. Agora é sua vez, Professor.

Lucien ainda estava fingindo que estava irritado com os necromantes e aprendizes no salão.

— Vocês todos acabarão saboreando a amargura de sua própria ignorância. Sua infelicidade vem da sua própria incapacidade de perceber quem é seu inimigo e quem não é. Sua miséria durará para sempre.

Aquelas pessoas, que estavam entusiasmadas com o fato de o experimento do Professor não ter derrubado a Teoria da Força Vital, de repente desanimaram. Eles perceberam que era aparentemente impossível para eles se livrarem da Mão da Palidez agora.

Embora muitos necromantes e aprendizes tenham começado a se sentir extremamente preocupados com o que eles iriam enfrentar mais tarde, o êxtase tomou conta de Lucien porque ele logo estaria fora deste lugar perigoso, e então poderia ficar longe desse necromante insano, Felipe.

Com sua falsa raiva, Lucien se afastou do palco sem sequer olhar novamente para os necromantes e aprendizes enquanto ele andava pela multidão.

— Sr. Visconde Carendia, peço sua licença para sair mais cedo. — Lucien fez uma reverência ligeira para o dono do lugar.

Carendia ergueu levemente o copo:

— Obrigado, Professor, por me mostrar o resultado das pesquisas mais avançadas na Escola Elemental. Tenho certeza de que, com seu talento, você se tornará um dos maiores arcanistas mais cedo ou mais tarde.

Lucien acenou com a cabeça debaixo de seu capuz, mas não disse nada.

— Nied, por favor, leve o Sr. Professor até a porta, — disse o visconde.

Quando Lucien estava prestes a sair, o visconde o chamou novamente.

— Sr. Professor, tenho uma pergunta para você, — disse o visconde.

O coração de Lucien parou por um segundo — teria o visconde sentido algo de errado naquilo?

— Sim? — respondeu Lucien tão calmo quanto possível.

— Eu notei que há um cheiro fraco, mas familiar em você, Sr. Professor, — Carendia perguntou em um tom esperançoso. — Eu me pergunto se você conhece um homem cujo sobrenome também é Carendia?

— Carendia não é um sobrenome tão raro, — respondeu Lucien, confuso. — Eu sei de um duque em Gusta cujo sobrenome é Carendia, mas eu nunca o conheci. Sobre um Sr. Carendia que eu conheça pessoalmente… Sim, existe um. Seu nome é Rhine Carendia.

Como Carendia era um sobrenome relativamente comum, Lucien nunca pensou em conectar o visconde ao músico que ele conhecia.

— Cabelo e olhos prateados? — perguntou Nied, que geralmente permanecia em silêncio.

Lucien assentiu:

— Você conhece o Sr. Rhine? — Ele se perguntou se Rhine não era um ser humano, sendo na verdade parente do visconde de alguma forma.

— Sim, claro. — O visconde suspirou, com a mão tocando sua testa. — Ele é… na forma como os seres humanos colocam… ele seria meu avô. Como você pode ver… ele é muito irresponsável, não é?

— … — O palpite de Lucien estava certo. De repente, ele sentiu que o visconde parado na frente dele era muito mais jovem que ele, quase como um neto. Afinal, Lucien e Rhine eram amigos.

Vendo que o Professor conhecia o avô do visconde, Felipe teve ainda mais certeza sobre o alto poder do Professor, e também de seu nível em arcana. De acordo com o nível de poder do visconde, seu avô, Sr. Rhine, deveria ser pelo menos um vampiro ancião. Assim, para ser amigo de um vampiro ancião, a pessoa deveria ser basicamente do mesmo nível.

— Você poderia me dizer onde meu avô está agora? — perguntou o visconde.

— A última vez que o vi, ele estava em Aalto. — Lucien fez uma pausa, — Agora, porém… não faço ideia.

— Muito obrigado, Sr. Professor. Como você conhece meu avô, seria uma grande honra tê-lo como meu convidado para ficar no castelo por mais alguns dias, — convidou o visconde com entusiasmo.

Com certeza, a última coisa que Lucien queria fazer era permanecer ali. Depois de saber quem era o contato em Sturk, não seria prudente da parte dele esperar mais nada.

— Obrigado, Sr. Carendia, mas eu realmente não me sinto à vontade permanecendo aqui. Além disso, tenho outros assuntos a tratar.

— Tudo bem então. — Carendia sorriu. — Espero que possamos nos ver novamente. Que a lua prateada esteja com você, Professor.

Lucien assentiu e seguiu o mordomo para fora do salão. Todos os músculos das costas dele estavam extremamente tensos devido ao seu grande nervosismo. Lucien sentia-se extremamente exausto e não conseguiria lidar com mais do que isso.

Assistindo Professor saindo, Gordo suspirou.

— Se nós tivéssemos fingido apoiar a experiência do Sr. Professor, nós provavelmente não teríamos que ser forçados a nos unir à Mão da Palidez agora…

— Acho que esse é o melhor resultado. — O necromante à sua frente disse: — Se o Sr. Professor tivesse insistido, o que estaríamos enfrentando agora poderia ser uma batalha mágica selvagem, e essa reunião seria um verdadeiro Banquete da Morte.

Os necromantes no palco rapidamente trocaram olhares e assentiram. Eles estavam planejando negociar com Felipe sobre alguns dos artigos do pacto mágico para melhor proteger seus próprios interesses, enquanto Felipe ainda estava de bom humor por derrotar Professor.

Com um sorriso vitorioso no rosto, Felipe assistiu Professor sair do castelo.

No entanto, quando o Professor desapareceu completamente na escuridão do castelo, a expressão facial de Felipe tornou-se extremamente sombria e amarga. Suas duas mãos nos bolsos da jaqueta se fecharam em punhos.

Embora ele, assim como todos os necromantes e aprendizes presentes, não estivesse disposto a admitir que a ureia fosse um ingrediente para a vida, a pesquisa do Professor era indiscutivelmente de ponta. Não era difícil imaginar a reputação que o Professor ganharia em breve com seus experimentos, e até uma tendência de sintetizar matérias orgânicas ou ingredientes para a vida a partir de elementos puros seria iniciada muito em breve.

Felipe sentiu que uma grande tempestade iria atingir a Teoria da Força Vital.

E, nessa grande competição, comparado ao Professor, que também era um jovem feiticeiro, ele agora estava ficando para trás.

Ele devia alcançar Professor, e depois derrotá-lo.

Depois de deixar o castelo, Lucien se viu em uma montanha totalmente estranha. Ele não via a lua ou o lago prateado, apenas árvores grandes e altas ao seu redor.

— O castelo está vivo, e seu nome é Amores, senhor Professor, — explicou Nied com respeito, porque Lucien conhecia o conde a quem ele serviu anteriormente. — A vida de Amores veio da alquimia.

— Entendo. — Lucien acenou com a cabeça: — Quando eu estava usando a Mão Oscilante, eu definitivamente incomodei Amores.

Uma vida alquímica era feita a partir de algumas almas específicas, fantasmas e outros materiais, e era introduzida no Livro da Necromancia. Embora Lucien conhecesse o conceito, ainda era surpreendente para ele que o castelo inteiro estivesse realmente vivo.

— Não se preocupe, Professor, — disse a voz abafada do castelo. — Um pouco de coceira. Só isso.

Lucien não sabia como responder adequadamente às palavras de Amores, então ele apenas torceu o canto dos lábios para fazer um sorriso estranho sob o capuz.

Depois, ele acenou para o mordomo e caminhou para a floresta em passadas grandes, porém calmas.

Quando Lucien sentiu que estava longe o suficiente do castelo, e depois que ele usou alguns feitiços de Astrologia e Elementos Mágicos para verificar as direções, Lucien se transformou em um borrão de luar e começou a correr o mais rápido que pôde.

Ele continuou correndo por um bom tempo. Ele não tinha ideia de por quanto tempo ele tinha corrido e quantas vezes tinha mudado de direção.

Quando o sol nasceu, Lucien finalmente estava de volta ao lugar onde ele escondeu seus outros pertences antes de comparecer ao encontro.

Após colocar seu terno e queimar seu manto, Lucien de repente relaxou e se deixou cair sob a árvore. Suas mãos e pés pareciam fracos e seu coração ainda estava acelerado. Ele sabia que tinha sobrevivido a uma das situações mais perigosas que já havia experimentado.

Lucien estava grato a sua própria calma e conhecimento, mas por outro lado ele se culpava por ser muito descuidado e impertinente.

Depois de conseguir a Coroa Solar da Tranca Mágica e se tornar um verdadeiro feiticeiro, depois de ter a sorte de destruir o plano de Habearo, Lucien sabia que ele estava se tornando cada vez mais um aventureiro impetuoso, o que era muito perigoso neste mundo.

Ele realmente aprendeu a lição desta vez.

No entanto, ele também teve seu ganho mais importante: agora ele sabia quem era o contato em Sturk.

Depois de descansar um pouco, Lucien se levantou e foi para o leste.

Desta vez, seu destino era Sturk, a pérola brilhante do mar!

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

13 Comentários

  1. Toda essa fama e perigo sendo Lucien apenas um feiticeiro de primeiro círculo…

    Muito obrigado mestre Vermillion

  2. Definitivamente valeu a pena, como nada é de graça o preço que ele teve que pagar pela informação foi dançar no fio da navalha

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!